Bíblia do Caminho Seção Temática

Demônio


(AFORISMOS)

OUTRAS REFERÊNCIAS AO TEMA



Demônio — (Do lat. Dæmo, feito do gr. Daimon, gênio, sorte, destino, manes.)

Dæmones, tanto em grego como em latim se diz de todos os seres incorpóreos, bons ou maus, e que se supõe terem conhecimentos e poder superiores aos homens. Nas línguas modernas esta palavra é geralmente tomada em má acepção, que se restringe aos gênios malfazejos. Segundo a crença vulgar os demônios são seres essencialmente maus por sua natureza. Os Espíritos nos ensinam que Deus, sendo soberanamente justo e bom, não pode ter criado seres votados ao mal e desgraçados por toda a eternidade. Segundo eles não há demônios na acepção absoluta e restrita desta palavra; há apenas Espíritos imperfeitos, que podem, todos, aperfeiçoarem-se por seus esforços e por sua vontade. Os Espíritos da [décima] classe seriam os verdadeiros Demônios, se esta palavra não implicasse a ideia de uma natureza perpetuamente má. — Allan Kardec ( † )



Satã, Satanás  (Do hebreu chaitán, adversário, inimigo de Deus): o chefe dos demônios. Esta palavra é sinônimo de diabo, com a diferença que este último vocábulo pertence mais do que o primeiro à linguagem familiar. Em segundo lugar, de acordo com a ideia ligada a esta palavra, Satã é um ser único: o gênio do mal, o rival de Deus. Diabo é um termo mais genérico, que se aplica a todos os demônios. Há somente um Satã (ou Satanás), porém há vários diabos. Segundo a Doutrina Espírita, Satanás não é um ser distinto, pois Deus não tem rival com quem possa medir-se, poder contra poder. Satã é a personificação alegórica do mal e de todos os maus Espíritos. — Allan Kardec ( † )



Lúcifer [o que porta ou traz a luz].

O planeta Vênus, como a estrela da manhã. Com exceção do sol e da lua, Vênus é o objeto mais brilhante no céu. Aparece como uma estrela matutina ou vespertina conforme estiver a oeste ou a leste do sol, retornando à mesma posição a cada dezenove meses. Antigamente Vênus era o arauto da luz do dia. O profeta comparou o esplendor do rei de Babilônia a Lúcifer, filho da manhã (Is 14.12; estrela-dia na Versão Revisada), e Jesus chama a si de resplendente estrela da manhã (Ap 22.16; cp. 2 Pe 1.19). A aplicação do nome Lúcifer a Satanás, o anjo rebelde lançado do céu, existe desde o terceiro século, especialmente entre os poetas, ela se apoia na errônea suposição de que Lucas 10.18 é uma explicação de Is 14.12. — (Dicionário da Bíblia de John D. Davis©



Belial — Sinônimo de satanás. Ser filho de Belial significava ser ímpio, indigno, perverso. Essa expressão aparece nalgumas versões da Bíblia ou é substituída por “homem maligno”: Dt 13.13; Jz 20.13; I Sm 1.16; I Sm 2.12; I Sm 10.27.



Íncubo — Espírito mau, demônio que, segundo a crença dos romanos, durante o sono, se assentava em cima do peito das pessoas, dando-lhes sonhos maus, pesadelos, convulsões. É propriamente um adjetivo de incubare, incubar, jazer em cima de outro, como se vê na expressão de Santo Agostinho: dæmon íncubus.


Súcubo — Espírito maligno em forma de mulher. Fig. marido que apanha da mulher. Lat. succubus, que fica por baixo de outro. O feminino sucuba já em latim significava concubina, marafona, prostituta. (Grande dicionário etimológico-prosódico da língua portuguesa. Francisco da Silveira Bueno. Edição Saraiva. São Paulo, 1967.)


Vide no item 28 do 3º artigo sobre os possessos de Morzine referência aos íncubos e súcubus, crença partilhada por Santo Agostinho.


AFORISMOS E CITAÇÕES

.

Abrir