Bíblia do Caminho Estudos Espíritas


Antigo TestamentoMATEUSMarcosLucasJoãoAtosRomanos1 e 2 Coríntios —   GálatasEfésiosFilipensesColossenses1 e 2 Tessalonicenses1 e 2 TimóteoTito e FilemomHebreusTiago e Judas1 e 2 Pedro1 a 3 JoãoApocalipseEstudos EspíritasO Livro dos EspíritosO Livro dos MédiunsO EvangelhoO Céu e o InfernoA Gênese

O Evangelho segundo Sãos Mateus.


(Mt 1) (Mt 2) (Mt 3) (Mt 4) (Mt 5) (Mt 6) (Mt 7) (Mt 8) (Mt 9) (Mt 10) (Mt 11) (Mt 12) (Mt 13) (Mt 14) (Mt 15) (Mt 16) (Mt 17) (Mt 18) (Mt 19) (Mt 20) (Mt 21) (Mt 22) (Mt 23) (Mt 24) (Mt 25) (Mt 26) (Mt 27) (Mt 28)

(Vide também “Comentários ao Evangelho segundo Mateus.”)


Mt 1.18-25. Concepção e nascimento de Nosso Senhor Jesus Cristo.

(1.20) José da Galileia.

(1.21) Plataforma do Mestre.

Mt 2.1-12. Os magos visitam o menino.

(2.1-12) A estrela dos magos.

Mt 2.19-23. A família de Jesus volta para Nazaré.

(2.19-23) Sonhos.

Mt 3.1-10. Pregação de João Batista. = Lc.

(3.1-10) O Consolador, questão 298.

Mt 3.11,12. João dá testemunho do Cristo. = Lc.

Mt 3.13-17. Jesus é batizado por João.

(3.13) Ante a mediunidade.

Mt 4.1-11. Tentação de Jesus no deserto.

(4.1-11)  A última tentação. [Idem]

    Tentação de Jesus.

(4.4) Benefício oculto.

    Legendas do literato espírita.

    Não somente.

    Palavras de Jesus.

Mt 4.12-17. Início das pregações de Jesus. = Mc.

(4.16) Raiou a luz.

(4.17) O Reino de Deus está próximo.

Mt 4.18-22. Os primeiros discípulos. = Mc.

(4.18-22) Vocação de Pedro, André, Tiago, João e Mateus.

    Jesus está chamando.

Mt 4.23-25. Jesus anuncia o Evangelho na Galileia. Cura muitos enfermos. = Lc.

(4.23-25) Numerosas curas de Jesus.

(4.25) Ajudemos a vida mental.

Mt 5.1-12. As bem-aventuranças. = Lc; Ev; Ev.

(5.1-12) Fenômeno magnético.

    Na presença do Cristo. [Idem]

    Mensagem.

    O Evangelho e o futuro.

    O Sermão do Monte.

    Ouvindo o Sermão do Monte. [Idem]

    Versão moderna. [Idem]

(5.1) Diante da multidão.

(5.2) Auxílio eficiente.

(5.3) Ante a lição do Senhor.

    Bem-aventurados os pobres de espírito.

    Ensinamentos.

    Humildade do coração.

    Humildes de espírito. [Idem]

    Na luz do Evangelho. [Idem]

    Consolador, questão 313

    O que se deve entender por pobres de espírito.

    Sejamos ricos em Jesus.

(5.4) Mansos de coração.

    Mensagem aos espíritas.

    O conto da mosca.

    O remédio justo.

    Os que não esperaram.

(5.5) Aflição e tranquilidade.

    Aflições.

    Aflições excedentes.

    Aflitos.

    Aflitos bem-aventurados.

    Amenidade.

    Apressados.

    Bem-aventurados.

    Bem-aventurados os aflitos.

    Bem-aventurados os que são brandos e pacíficos.

    Desespero.

    Examina a própria aflição. [Idem]

    Não te aflijas. [Idem]

    Nem todos os aflitos. [Idem]

    Possuir.

(5.6) Pelos inimigos do Espiritismo.

(5.7) Bem-aventurados os que são misericordiosos.

    Bem-aventurados os misericordiosos.

    Compaixão e nós. [Idem]

    Compaixão e vida.

    Donativo da alma.

    Na luz da compaixão.

    Razão para tolerar sempre.

(5.8) Bem-aventurados os que tem puro o coração.

    Pureza.

    Pureza de coração.

    Quando a pureza estiver conosco. [Idem]

(5.9) Bem-aventurados os que são brandos e pacíficos.

    Caridade da paz. [Idem]

    Colher e garganta.

    Pacificação.

    Pacifica sempre.

    Pacifiquemos.

    Na cultura da paz.

    Na grande transição.

    No erguimento da paz.

(5.10) Na construção da virtude.

Mt 5.13,14. Os discípulos: Sal da Terra e luz do mundo. = Lc; Ev.

(5.13) Influência cristã.

    Na seara mediúnica.

    No serviço do Senhor.

    Perante o corpo.

(5.14) Edificações.

    Ilumina onde estejas.

    Luz eterna.

    Na hora da tristeza.

    Pecado e punição.

    Sois a luz.

Mt 5.15,16. Parábola da candeia. = Mc; Lc; Ev.

(5.15, 16) A candeia. [Idem]

    No caminho da perfeição.

(5.15) A candeia simbólica.

    A candeia viva.

    Candeia sob o alqueire.

    Exposição espírita. [Idem] [Idem]

(5.16) A maravilha de sempre.

    A oração curativa.

    Apelo fraterno.

    Autoconhecimento.

    Boas obras.

    Brilhar.

    Brilhe vossa luz.

    Brilhe vossa luz. [Idem]

    Com franqueza de irmão.

    Discernimento.

    Divulgação.

    Educação.

    Esmola e oração.

    Façamos nossa luz.

    Herdeiros da Luz.

    Jesus e atualidade.

    Luz e silêncio.

    Nos domínios da paciência.

Mt 5.17-20. Jesus não veio revogar a lei, mas cumprir. = Ev; Ev.

(5.17) A rigor.

    Culto Espírita.

    Cumprimento da Lei.

    Lei e vida.

    Na senda renovadora.

    Não vim destruir a Lei.

    O Consolador, questão 353.

    Opinião espírita.

    Procuremos o bem.

(5.18) Imigração de Espíritos superiores para a Terra.

    Na presença do Cristo. [Idem]

(5.19, 20) Ante ofensas.

    Cristãos.

    Diante da justiça.

    Os que dizem: Senhor! Senhor!.

    Retribuir o bem pelo mal.

Mt 5.21-26. Do homicídio. = Ev; Ev; Ev.

(5.21) Injúrias e violências.

(5.22) Verbo nosso.

(5.23) O sacrifício mais agradável a Deus.

(5.25, 26) Ceitil por ceitil.

(5.25) Adversários e delinquentes.

    Ante nossos adversários. [Idem] [Idem]

    Conciliação.

    Culpa.

    De Imediato.

    Desafetos.

    O Consolador, questão 337.

    O meirinho celeste.

    Perante os inimigos.

    Reconciliação com os adversários.

    Reconcilia-te.

    Também por nós.

(5.26) Estudando o perdão.

    Expiação.

    Pagar até o último ceitil.

    Pagamento.

    Pecado e punição.

    Perdoa agora.

Mt 5.27-32. Do adultério. Escândalos. = Mt; Ev; Ev.

(5.27) Pecado por pensamento. Adultério.

(5.30) Perante Allan Kardec.

(5.29, 30) Escândalos. Se a vossa mão é motivo de escândalo, cortai-a.

Mt 5.33-37. Dos juramentos.

(5.37) Criação verbal.

    Falar.

    O “não” e a luta.

    Verbo e atitude.

Mt 5.38-42. Da vingança. = Lc; Ev.

(5.38-42) Se alguém vos bater na face direita, apresentai-lhe também a outra.

(5.39) Antônimos cristãos.

    Atritos físicos.

    Resistência ao mal.

    Consolador, questão 345.

    Vide também as referências relativas a Mt 5.44.

(5.40) Na luz da indulgência.

    Palavras de Jesus.

(5.41) A segunda milha.

    Reino de Deus.

    Pensamento cristão.

(5.42) Concessões.

    Autoauxílio.

Mt 5.43-48. Do amor ao próximo. = Lc; Ev; Ev.

(5.43-47) Retribuir o bem pelo mal.

(5.44) Adversários.

    Adversários e nós.

    Agentes contrários.

    Ajudemos o inimigo.

    Amando os inimigos. [Idem]

    Amigos e inimigos. [Idem]

    Amor aos inimigos.

    Ante nossos adversários. [Idem] [Idem]

    Ante o divino médico.

    Aprendendo com a Natureza.

    Caracteres da perfeição.

    Credores diferentes.

    Desculpa e Bênção.

    Expliquemos.

    Extinção do mal.

    Frutos verdes.

    Imunização espiritual.

    Jesus e perdão. [Idem]

    Motivos para desculpar.

    Motivos para socorro aos maus.

    Na senda do Cristo.

    Necessitados difíceis.

    No plano dos inimigos.

    Oposições.

    Orai pelos que vos perseguem. I

    Orai pelos que vos perseguem. II [Idem]

    Pensamento cristão.

    Perdão.

    Professores gratuitos.

    Quem soubesse.  [Idem]

    Razões para amar os inimigos.

    Reino de Deus.

    Rogando tolerância.

    Todos engajados.

    Tolerância e coerência.

    Traços do inimigo.

    Vencer o mal.

    Vide todas as referências a Ev 10.16-21.

(5.46) Além dos outros.

(5.47) Que fazeis de especial?

(5.48) Ante o apelo do Cristo.

    Aperfeiçoamento.

    Assunto de perfeição.

    Bondade. [Idem] [Idem]

    Conceito do bem.

    Diante da perfeição.

    Perfeição e aperfeiçoamento. [Idem]

    Sobre a morte dos espíritas.

    Teus encargos.

Mt 6.1-4. Das boas obras. = Ev.

(6.1-4) Fazer o bem sem ostentação.

(6.2) A ingratidão.

(6.3) A melodia do silêncio.

    Benefício oculto.

    Em louvor do silêncio. [Idem]

    Estudando o bem e o mal.

    Reino de Deus.

    Sombra e luz.

Mt 6.5-8. Da oração. = Ev.

(6.5-8) Qualidades da prece.

(6.6) Em louvor da prece.

    Oração e cooperação.

(6.8) Lembra-te auxiliando.

Mt 6.9-15. A oração dominical. = Ev.

(6.9-13) Da oração dominical (Paráfrase.)

    Discípulos do Cristo.

    No serviço da oração.

    Oração dominical.

    Oração e atenção.

(6.9) Ante a vida maior. [Idem]

    Diante de Deus.

    O ensinamento.

    Oração no lar.

    Pai.

    Pai Nosso.

    Pai Nosso que estás nos Céus.

    Penas depois da morte.

    Perante Deus.

    Santificado seja o teu nome.

    Vontade de Deus.

(6.10) Assistência espiritual.

    Como quer o Senhor.

    Em nossas mãos.

    Felicidade real.

    Na lição de Jesus.

    Ora e segue.

    Orar.

    Prece do Pão.

    Seja feita a tua vontade, assim na terra, como no céu.

    Venha a nós o teu reino.

(6.11) Ante os lidadores das letras.

    O pão nosso de cada dia dá-nos hoje.

(6.12) Agressores e nós. [Idem]

    Como perdoar.

    Justiça e amor. [Idem]

    Perdoa-nos as nossas dívidas, assim como perdoamos aos nossos devedores.

(6.13) Livra-nos do mal, … Assim seja.

    Não nos deixes cair em tentação.

    Não te afastes.

    Obsessões.

    Questões do cotidiano.

(6.14) Desculpa sempre.

    O melhor para nós.

    Perdão e vida.

    Perdoai para que Deus vos perdoe.

    Vantagens do perdão.

Mt 6.19-21. Os tesouros no Céu. = Ev.

(6.19) A voz do Evangelho.

    Bens da Vida.

    Nas sendas do mundo.

    Observai os pássaros do céu.

    O cofre do Céu.

    O salário da abnegação.

(6.20) Céu com Céu.

    Em viagem.

    Exercício do bem.

    Na contabilidade divina.

    Riqueza para o Céu.

(6.21) Cada ave em seu ninho.

    Considerações sobre o que fazermos do Evangelho.

    Dar e deixar.

    Evangelho no coração.

    Hoje.

    Pensamento e forma [Idem] [Idem]

    Propriedades.

    Sintonia.

    Tesouros ocultos.

    Tudo é atração.

Mt 6.22,23. O olho bom.

(6.22) Engenho divino.

    Olhos.

Mt 6.24. Os dois senhores.

(6.24) Amigo e servo.

    Atendamos. [Idem]

    Diante da posse.

Mt 6.25-34. A ansiosa solicitude pela vida. = Ev.

(6.25-34) Observai os pássaros do céu.

    Por amor.

(6.25) Dinheiro e serviço.

    Vida e posse.

(6.28) Olhai os lírios.

(6.31) Saibamos confiar.

(6.33) O ensino da Luz.

    Ouçamos atentos.

    Segurança.

    Tema evangélico.

(6.34) A perda irreparável.

    Caridade: Solução.

    Cuidados. [Idem]

    Na escola diária.

    Palavras de Jesus.

    Prescrições de paz.

Mt 7.1-5. Julgamentos. = Lc; Ev.

(7.1, 2) A lição do discernimento.

    Autojulgamento.

    Enviados do Cristo.

    Na obra espírita. [Idem]

    Não julgueis para não serdes julgados.

    Não julgues teu irmão.

    Prova e julgamento.

(7.1) Palavras de Jesus.

    Violência.

(7.2) Autoproteção.

    Discernir e corrigir.

    Socorramos.

(7.3-5) O argueiro e a trave no olho.

(7.3) A palavra. [Idem]

    As estatuetas.

    Busquemos o melhor.

    Em família espiritual.

    O olhar de Jesus. [Idem]

    Observemos amando.

Mt 7.6. As coisas santas não deis aos cães.

(7.6) Cães e coisas santas.

    Não cesses de auxiliar. [Idem]

Mt 7.7-12. Pedi e obtereis, buscai e achareis, batei e abrir-se-vos-á. = Lc; Ev; Ev.

(7.7-11) Ajuda-te a ti mesmo que o Céu te ajudará.

(7.7) Ação e prece.

    A chave.

    Batei e abrir-se-vos-á. [Idem]

    Esmola e oração.

    Fatalidade. [Idem]

    Imperfeitos mas úteis.

    Na ação de pedir.

    Obter e pagar.

    Pedi e obtereis.

    Vibrações.

(7.8) O serviço orientador.

(7.9) No ato de orar.

(7.12) A receita da felicidade.

    Ante o divino médico.

    Bem de todos.

    Lei do auxílio.

    Na escola do bem.

    O primeiro passo.

    Psicologia da caridade.

    Reclamar menos.

    Temas da prece.

Mt 7.13,14. A porta estreita. = Lc; Ev.

(7.13, 14) A porta estreita.

(7.13) Muralha do tempo.

    Na forja da vida.

(7.14) Meio-bem.

    Nos passos do Senhor.

    Vai, irmã.

Mt 7.15-23. Os falsos profetas. = VT; Ev; Ev.

(7.15-20) Conhece-se a árvore pelo fruto.

(7.16) Auto-aprimoramento.

    Em plena Era Nova.

    Fruto e exemplo.

    Lembra-te sempre.

    No campo da vida.

    Nossas obras. [Idem]

    O peru pregador.

    Página aos médiuns.

    Pelos frutos.

    Tentações. [Idem]

(7.17) Bênção de Deus.

    Árvores humanas.

(7.20) Frutos.

    Nas diretrizes do Evangelho.

(7.21) Compromisso e deserção.

    Fé e ação.

    Não bastará dizer. [Idem]

    O problema da mediunidade.

    Os que dizem: Senhor! Senhor!.

    Tais quais somos.

Mt 7.24-27. Evangelho praticado: Casa sobre a rocha. = Lc; Ev.

(7.24-27) Os que dizem: Senhor! Senhor!

(7.24) Cada servidor em sua tarefa.

    Homens de fé.

Mt 8.1-4. Cura de um leproso. = Ev.

(8.1-4) Fazer o bem sem ostentação.

(8.3) Mãos em serviço. [Idem]

    Reparemos nossas mãos.

Mt 8.16, 17. Muitas outras curas.

(8.17) O passe.

Mt 8.18-22. Para seguir Jesus. = Lc.

(8.22) Acorda e ajuda

Mt 8.23-27. Tempestade amainada. = Lc.

Mt 8.28-34. Os obsedados de Gádara. = Mc; Lc.

Mt 9.1-8. Jesus perdoa e cura um paralítico. = Mc.

(9.1-8) Paralítico.

    Reflexões.

(9.5) Espiritismo e assistência. [Idem]

    Obra de amor.

    Na hora da crise.

(9.6) Ante o amigo sublime da cruz.

Mt 9.9. A vocação de Mateus. = Mc.

(9.9) Na oração.

    Na trilha do Mestre.

    Reflexões.

    Trabalha sempre.

    Vocação de Pedro, André, Tiago, João e Mateus.

Mt 9.10-13. Jesus à mesa com publicanos e pecadores. = Lc; Ev.

(9.10-12) Não são os que gozam saúde que precisam de médico.

(9.11) O banquete dos publicanos.

(9.12) Ante o divino médico.

    Divino amparo.

    Enfermos da alma.

    Na vinha do Senhor.

    Ouve e segue.

(9.13) Estudo íntimo.

    Justos e injustos.

    Vide estudos relacionados em (Os 6.6.)

    Voltando.

Mt 9.14-17. Do jejum.

(9.16) Recomecemos.

Mt 9.18, 19. A súplica de Jairo. = Mc.

(9.18) O passe.

Mt 9.20-22. A hemorroíssa curada. = Mc; Lc.

(9.22) Obra de amor.

Mt 9.23-26. Ressurreição da filha de Jairo. = Mc.

Mt 9.32-34. Um possesso mudo curado.

(9.32-34) Obsessão e Evangelho.

    Possessos.

Mt 9.35-38 — A seara e os obreiros.

(9.35) Evangelho e dinamismo.

    Socorre a ti mesmo. [Idem]

(9.37) Ceifeiros.

    Seja voluntário

Mt 10.5-15. Instruções aos Apóstolos. = Mc.

(10.5-7) Não vades ter com os gentios.

(10.8) Acendamos a luz da vida.

    Ante a mediunidade.

    Dom de curar.

    Nos labores mediúnicos.

(10.9-15) Na obra do Cristo.

    Não vos afadigueis pela posse do ouro.

(10.14) O pó das sandálias.

    Poeira.

    Sacudir o pó

Mt 10.16-23. Advertências.

(10.22) Insistamos no bem.

    Perseverar.

    Realmente…

    Uma viagem (a partir do 9º parágrafo.)

Mt 10.24-33. Estímulos. = Ev.

(10.24) Estima do mundo.

    Espiritismo e Evangelho.

(10.26) A descoberto.

(10.28) Meditação.

    Pelos inimigos do Espiritismo.

(10.32) Confessar o Cristo.

    Coragem da fé.

    Nos caminhos da fé

Mt 10.34-39. Dissensões. Do amor a Jesus. = Lc; Lc; Ev; Ev.

(10.34-36) Não vim trazer a paz mas a divisão.

(10.34) A espada simbólica.

    A lição da espada.

    Doadores de paz.

    Ensinamentos.

    Na guerra cristã. [Idem]

    Consolador, questão 304.

(10.35) Ensinamentos.

    Consolador, questão 305.

(10.37) Quem não odeia a seu pai e a sua mãe.

    Renunciação.

    Renunciação cristã.

(10.38, 39) Carregar sua cruz. Quem quiser salvar a vida, perdê-la-á

Mt 10.40-42. Recompensas.

(10.42) A água fluida.

    Direito

Mt 11.1-6. João envia mensageiros a Jesus. = Lc.

Mt 11.7-19. Jesus dá testemunho de João. = Ev.

(11.12-15) Ressurreição e reencarnação.

(11.15) Ouvidos.

    Parábola simples.

Mt 11.25-27. Da revelação do Evangelho aos humildes.

(10.25) Doutos e simples.

    Mistérios ocultos aos doutos e aos prudentes.

    Supercultura.

Mt 11.28-30. O chamamento. O jugo de Jesus. = Ev.

(11.28-30) Companheiros de luta.

    No Paraíso.

    O jugo leve.

(11.28) Consegues ir?

    Cristãos sem Cristo.

    Em busca do Cristo.

    Evangelização.

    Festival de Amor ao Próximo.

    Lágrimas.

    Meditação.

    Observação oportuna.

    O divino convite.

    O  “Vinde a mim”.

    Paciência.

    Perante Jesus.

    Saber ouvir.

(11.29) Fadiga e jugo. [Idem]

    Humildade do coração.

    Mérito.

    No caminho da elevação.

    Onde estão?

Mt 12.1-8. Jesus é senhor do sábado.

(12.7) Mais tempo.

Mt 12.9-14. O homem da mão mirrada. = Mc.

Mt 12.15-21. Jesus se retira para não entrar em confronto com os fariseus.

(12.20) Esperemos.

Mt 12.22-30. A cura de um possesso cego e mudo. Blasfêmia dos fariseus.Mc; Lc.

(12.22-28) Possessos.

Mt 12.31, 32. Blasfêmia contra o Espírito Santo.Mc.

Mt 12.33-37. Árvores e seus frutos. = Lc; Ev.

(12.33) Frutos.

(12.34) Pela boca.

(12.37) Legendas do tribuno espírita.

Mt 12.46-50. A família de Jesus. = Mc; Ev.

(12.46-50) Quem é minha mãe e quem são meus irmãos?

(12.50) Doutrina-escola. [Idem]

Mt 13.1-9. Parábolas do Reino — Parábola do semeador. = Mc; Ev.

(13.1-9) Ante o campo da vida.

    O Grande Ceifador.

    Palavra ao semeador.

    Parábola da semente.

    Trabalho, o grande privilégio.

(13.3) Auxiliar.

    Semeador saiu.

    Semeadores.

    Semeia, semeia!…

(13.8) No solo do espírito.

    Pensar.

Mt 13.10-23. Explicação da parábola do semeador. = Mc; Lc; Ev.

(13.10-15) Candeia sob o alqueire. Porque fala Jesus por parábolas.

    Dar-se-á àquele que tem.

(13.12) Acréscimo.

    A quem mais tem. I

    A quem mais tem. II

    Menos e mais. [Idem]

    Na senda de todos. [Idem]

    O Consolador, questão 259.

    Sempre mais.

(13.16) Bênção maior.

(13.18-23) Parábola da semente.

(13.23) Na gleba do mundo.

Mt 13.24-30. Parábola do trigo e do joio. = Mt.

(13.24) As provações coletivas. [Idem]

(13.25) Vigiemos.

(13.30) Ante nossos adversários. [Idem] [Idem]

    Joio.

    Palavras de luz.

    Repreensão. [Idem]

Mt 13.31, 32. Parábola do grão de mostarda. = Mc.

(13.31,32) Crê e vive.

    Interpretação da parábola do grão de mostarda por D. Isabel, em
seu culto doméstico do Evangelho.

Mt 13.34, 35. Por que Jesus falou por parábolas. = Mc.

Mt 13.36-43 — Explicação da parábola do trigo e do joio. = Mt.

(13.38) No campo.

Mt 13.53-58. Jesus prega em Nazaré e é rejeitado pelos seus. = Lc.

(13.54-58) Ninguém é profeta em sua terra.

Mt 14.1-12. Opinião de Herodes sobre Jesus. Morte de João Batista. = Mc.

Mt 14.13-21. A primeira multiplicação dos pães. = Mc; Jo.

(14.13-21) Acorda e segue.

    Jesus e assistência. [Idem]

    Multiplicação dos pães.

    No caminho da perfeição.

(14.13) Fenômeno e Doutrina.

(14.19) Migalha e multidão.

    Sobre a 2ª multiplicação dos pães vide: Mc.

    Vide também em II Rs 4.42-44 como o profeta Eliseu conseguiu com vinte pães alimentar cem homens.

Mt 14.22-33. Jesus caminha sobre o mar.

(14.22-33) Jesus caminha sobre a água.

    Mediunidade e Jesus.

(14.23) Esforço e oração.

    A oração.

(14.27) Ante o Divino Mestre.

    Aos aprendizes do Evangelho.

    Em teu nome, Senhor!…

    Ora e serve.

    Socorre meu filho.

(14.31) Oração diante do Tempo.

Mt 14.34-36. Jesus em Genesaré. = Mc.

Mt 15.1-20. A tradição dos anciãos. O que contamina o homem. = Mc.

(15.1-20) Verdadeira pureza. Mãos não lavadas.

(15.8) Lábios.

(15.11) Pensamento e desobsessão.

(15.12-14) Minhas palavras não passarão.

(15.14) Carta fraternal.

(15.18) O verbo é criador.

    Reino de Deus.

Mt 15.32-39. A segunda multiplicação dos pães. = Mc.

(15.32) Esperança e coragem.

    Sobre a 1ª multiplicação dos pães vide: Mt 14. 13 a 21.

Mt 16.1-4. Os fariseus e saduceus pedem um sinal do céu. = Mc.

Mt 16.13-20. Quem é o Filho do Homem? A confissão de Pedro. = Mc; Lc.

(16.13-17) Ninguém poderá ver o Reino de Deus se não nascer de novo.

(16.16) Em torno do Mestre.

(16.16) O Consolador, questão 297.

Mt 16.24-28. O discípulo do Cristo deve levar a sua cruz. = Mc; Lc.

(16.24-28) Segundo advento do Cristo.

(16.24) A carta do mundo.

    A subida.

    Ante o divino médico.

    Apelos e solicitações.

    Heroísmo oculto.

    Jesus e os Homens.

    Realidade e nós.

    Senda de luz.

    Suportar nossa cruz.

(16.26) Um dia surgirá.

(16.27) Aparências.

    Arquitetos espirituais.

    Cada um.

    Desejo e destino.

    Domicílios espirituais. [Idem] [Idem]

    Médiuns e mediunidades.

    Não bastará dizer.

    No campo doutrinário.

    Pelas próprias obras. [Idem]

    Penas depois da morte.

    Reações. [Idem]

    Setor pessoal.

    Três almas.

    Usar e abusar.

    Vide todas as referências a Job (34.11) e Salmos (62.13)

Mt 17.1-8. A transfiguração de Jesus. = Mc; Lc.

(17.1-8) Carta estimulante.

    Ensinamentos.

    Fenômeno mediúnico.

    Mediunidade e Jesus.

    Consolador, questão 310.

Mt 17.9-13. A vinda de Elias. = Lde; Ev.

(17.9) Dádivas espirituais.

(17.10-13) Advento de Elias.

    Ninguém poderá ver o Reino de Deus se não nascer de novo.

Mt 17.14-21. A cura de um jovem possesso. = Mc; Ev.

(17.14-20) Poder da fé.

(17.19) A semente de mostarda. I

    A semente de mostarda. II

    Alcancemos a Luz.

    Com o auxílio de Deus.

    Diante da fé.

    Na sementeira da fé. [Idem]

Mt 17.22, 23. Segundo anúncio da Paixão. = Lc.

Mt 18.1-5. O maior no Reino dos Céus. = Lc; Mc; Ev.

(18.1-5) Aquele que se eleva será rebaixado.

    Lembra-te. [Idem]

(18.1) Fenômeno e Doutrina.

    O maior. [Idem]

(18.3) Ante o divino médico.

    Busquemos mais luz.

    Expliquemos.

Mt 18.6-9. Do escândalo. = Mt; Ev.

(18.6-11) Escândalos. Se a vossa mão é motivo de escândalo, cortai-a.

(18.7) Ensinamentos.

    No domínio das provas.

    Consolador, questão 307.

(18.8) Corrijamos agora. [Idem]

    Reencarnação.

Mt 18.10-14. Parábola da ovelha perdida. = Lc.

(18.10) Crianças.

(18.11) Ele atenderá.

(18.14) Em favor da alegria.

Mt 18.15-18. Da corrigenda. = Ev.

(18.15) No exame do perdão.

    Perdoai para que Deus vos perdoe.

Mt 18.19, 20. Congregação em Jesus. = Ev.

(18.19) Em equipe espírita.

(18.20) Luz no lar.

    No grupo espírita.

    O Espiritismo é uma religião?

    Reuniões espíritas.

Mt 18.21, 22. Do perdão. = Ev.

(18.21, 22) Abençoa.

    De tocaia.

    Ilação espírita.

    Legítima defesa.

    Motivos para desculpar.

    Perdão.

    Perdoai para que Deus vos perdoe.

    Problema do perdão.

    Quantas vezes perdoar.

    Questionário.

(18.21) A estranha crise.

    Amar e perdoar.

    Divino recurso.

    Erros e faltas.

    No álbum da compaixão.

    O Consolador, questão 338.

    O ofendido.

    Perdão no tempo.

    Perdoa e viverás.

(18.22) Agressores e nós. [Idem]

    Ante o divino médico.

    Desculpar.

    Para viver melhor.

    Pensamento cristão.

    Perante Allan Kardec.

    Perdão e vida.

    Perdoar e compreender.

    Sentenciados.

    Tolerância.

Mt 18.23-35. Parábola do credor incompassivo. = Ev.

(18.23-35) O mandamento maior.

(18.33) O companheiro.

Mt 19.1-9. Casamento e divórcio. = Mc; Ev; Ev.

(19.3-9) Indissolubilidade do casamento.

(19.6) Divórcio.

    Não perturbeis.

    Uniões de prova.

Mt 19.10-12 —  Do celibato.

(19.10-12) Abstinência e celibato.

(19.12) O Consolador, questão 331.

Mt 19.13-15. Jesus abençoa as crianças. = Lc; Mc.

(19.14) Coração infantil.

    A criança é o futuro.

Mt 19.16-22. O jovem rico. = Mc; Lc; Ev; Ev.

(19.16-22) O mancebo rico.

    Salvação dos ricos.

    Parábola moderna.

(19.18,19) Honrai a vosso pai e a vossa mãe.

(19.19) Credores no lar.

    No estudo evangélico.

(19.22) Propriedade.

Mt 19.23-26. O perigo das riquezas. = Lc; Ev; Ev.

(19.23,24) Salvação dos ricos.

(19.23) Ante o Reino dos Céus.

(19.26) Acalma-te.

    A negação do impossível.

    Embaraços.

Mt 19.27-29. Recompensa à renúncia pelo Evangelho = Ev.

(19.27-29) Abandonar seu pai sua mãe e seus filhos.

(19.27) A retribuição. [Idem]

(19.29) Jesus e renúncia.

    Renunciação.

    Renunciar.

Mt 19.30. Os primeiros e os últimos. = Lc.

    Vide logo abaixo os correlatos em (Mt 20.16)

    Problema de rendimento.

Mt 20.1-16. Parábola dos trabalhadores da vinha.

(20.1-16) Chamamentos.

    O servidor da última hora.

    Os trabalhadores da última hora.

    Refletindo a lição.

    Tempo de hoje.

    Trabalhadores.

    Trabalhando.

    Vinde e servi.

(20.4) A vinha.

    Razões para trabalhar mais.

(20.16) Chamados e escolhidos.

    Eleição e escolha.

    Entre chamados e escolhidos.

    Escolha.

    Explicações de Sertório a André Luiz sobre os muitos “chamados” e poucos “escolhidos”.

    História ligeira.

    O espírita.

Mt 20.20-24. O pedido da mãe de Tiago e João. = Ev.

(20.20-24) Aquele que se eleva será rebaixado.

(20.22) Pedir.

Mt 20.25-28. Seja o maior o servidor de todos. = Mc; Lc.

(20.25-28) Aquele que se eleva será rebaixado.

(20.26) Fraternidade em Jesus.

    Reino de Deus.

(20.27) O primeiro.

(20.28) Antes de servir.

    Vozes do Evangelho.

Mt 20.29-34. Jesus cura dois cegos de Jericó. = Mc; Lc.

Mt 21.1-11. Jesus aclamado em Jerusalém.

(21.1-13) Amigos.

    Lição em Jerusalém.

    Quando sofreres.

Mt 21.12-17. Jesus no Templo, proíbe o comércio, cura a muitos.

(21.12, 13) Mercadores expulsos do templo.

Mt 21.18-22. A figueira condenada que secou. O poder da fé. = Mc; Ev.

(21.22) Ensinamentos.

    Consolador, questão 306.

Mt 21.28-32. A parábola dos dois filhos que deveriam trabalhar na vinha.

(21.28) Trabalha e serve.

Mt 21.33-46. Parábola dos vinhateiros homicidas.

(21.33-41) Parábola dos vinhateiros homicidas.

(21.42) A pedra angular.

Mt 22.1-14. A parábola das bodas. = Lc; Ev.

(22.1-14) Parábola do festim de bodas.

    Versão prática.

(22.14) Chamada e escolha.

    Chamados e escolhidos. [Idem] [Idem]

    Chamamentos.

    Convencer-se e converter-se.

    Muitos chamados, poucos escolhidos.

    Realmente…

Mt 22.15-22. O tributo a César. = Mc.

(22.15-22) Daí a César o que é de César.

    Diante de Deus e de César.

(22.21) A César o que é de César.

    Jesus e César.

    Os minutos de Deus. [Idem]

    Palavras de Jesus.

    Reino de Deus.

Mt 22.23-33. O saduceus e a ressurreição. = Mc — Mateus 22.30 é citado no Caso Tobias.

Mt 22.34-40. O grande mandamento da lei. = Mc; Lc; Ev; Ev.

(22.34-40) O mandamento maior. I

    O mandamento maior. II

(22.36) Anotações Espíritas.

(22.39) A regra áurea.

    O próximo. [Idem] [Idem]

Mt 23.1-12. Jesus censura os escribas e fariseus. = Mc.

(23.4) O Irmão Severiano.

(23.9) Deus nosso Pai.

(23.11) Ante o divino médico.

    Estudando a riqueza.

    Mais feliz.

(23.12) Expliquemos.

    Reino de Deus.

Mt 23.13-36. Jesus faz forte censura contra os maus costumes dos escribas e fariseus.

(23.14) Preces pagas.

(23.25-28) Para afastar os maus Espíritos.

(23.23) Indignação.

Mt 24.1, 2O sermão profético: A destruição do templo. = Mc.

Mt 24.3-14O sermão profético: O princípio das doresMc; Lc; Ev.

(24.4, 5, 11-13) Conhece-se a árvore pelo fruto.

(24.4) Exterior e conteúdo.

(24.5) Ler e estudar.

(24.6-8) Sinais precursores.

(24.13) Até o fim

Mt 24.15-28O sermão profético: A grande tribulação. = Ev.

(24.15-22) Sinais precursores.

(24.15) Quem lê, atenda.

(24.16) Para os montes.

(24.20) A fuga.

(24.23, 24) Conhece-se a árvore pelo fruto.

(24.28) Cadáveres.

Mt 24.29-31O sermão profético: O sinal do Filho do Homem.

(24.29-31) Sinais precursores.

Mt 24.32-35O sermão profético: Parábola da figueira.

(24.35) Minhas palavras não passarão.

Mt 24.36-44O sermão profético: A vinda do Filho do Homem. = Mc.

(24.37-39) Sinais precursores.

(24.42) Vigilância.

Mt 24.45-51O sermão profético: Parábola do servo vigilante. = Lc; Lc; Mc.

(24.46) No burilamento íntimo.

Mt 25.14-30O sermão profético: Parábola dos talentos. = Lc.

(25.14-30) Estudo na parábola. [Idem]

    Lembrando a parábola.

    Parábola dos talentos.

(25.14) Moeda e trabalho.

(25.15) Melhorar para progredir.

(25.23) Dinheiro, o servidor.

(25.25) Tendo medo… [Idem]

Mt 25.31-46 — O grande julgamento. Supremacia da Caridade para a Salvação. = Ev; Ev.

Fim do sermão profético.

(25.31-46) O de que precisa o Espírito para ser salvo. Parábola do bom samaritano.

    Ante o próximo mais próximo.

    Juízo final.

(25.40) À margem da estrada.

    Atendamos ao bem.

    Deus, nosso Pai.

    Encontro marcado.

    Na intimidade doméstica.

Mt 26.14-16. Traição de Judas.

(26.14-16) O discípulo ambicioso.

    O olhar de Jesus. [Idem]

Mt 26.20-25. O traidor é indicado.

(26.22) Perante Jesus.

(26.23) Nos mesmos pratos.

Mt 26.26-30. A última ceia do Senhor =  Lc.

(26.26-30) A última ceia.

    Ensinamentos.

(26.26) Consolador, questão 318.

(26.27) Ação de graças.

Mt 26.31-35. Jesus prediz a negação do Apóstolo. = Mc; Lc.

(26.31-35) Ensinamentos.

    Consolador, questão 320.

(26.32) Jesus à frente.

Mt 26.36-46. Jesus no Getsêmani. = Mc; Lc.

(26.40) Acorda e segue.

    Velar com Jesus.

(26.41) Ora e vigia.

    Oração e vigilância.

    Vigiemos e oremos.

    Vigilância.

Mt 26.47-56. Jesus é preso. = Mc; Jo.

(26.50) Ensejo ao bem.

(26.56) Escritura individual.

(26.52) Causa e efeito.

    Quem soubesse. [Idem]

Mt 26.57-68. Jesus perante o Sinédrio.

(26.58) O fracasso de Pedro.

Mt 26.69-75. A negação de Pedro

    Jesus e livre-arbítrio.

    O olhar de Jesus. [Idem]

Mt 27.3-10. O suicídio de Judas.

(27.3-10) Ensinamentos.

    Consolador, questão 319.

(27.4) Isso é contigo.

(27.8) Campo de sangue

Mt 27.11-26. O julgamento do Messias.

(27.22) Que fazemos do mestre?

(27.23) Perante o Divino Mestre.

    Solidão.

Mt 27.27-31 —  Jesus é flagelado e escarnecido. = Mc; Jo.

Mt 27.32. O cireneu. = Mc; Lc.

(27.32) Ensinamentos.

    Jesus e livre-arbítrio.

    Consolador, questão 316.

Mt 27.33-44. A crucificaçãoMc; Lc.

(27.33) Lugar da Caveira.

(27.42) Na cruz.

Mt 27.45. A morte do Enviado. = Lc.

(27.45) Prodígios à morte de Jesus.

Mt 27.51-56. Prodígios após a morte de Jesus. = Lc.

(27.51-53) Prodígios à morte de Jesus.

Mt 27.57-61. O sepultamento do Salvador.

(27.57) Comunhão Social.

    Ouvindo o Mestre.

Mt 28.1-10. A Ressurreição de Jesus. = Mc; Lc; Jo.

(28.1-10) Acorda e segue.

    Dor e alegria.

(28.9) Em saudação.

    Depois da Ressurreição.

    Fenômeno e Doutrina.

Mt 28.11-15. Os judeus subornam os guardas.

(28.12) Velho processo.

Mt 28.16, 17. —  Aparição de Jesus ressuscitado aos onze na Galileia. = Mc; Lc; Jo.

Mt 28.18-20. A Grande Comissão. = Mc.

(28.19) Ir e ensinar.

    Não te canses.

(28.20) Caridade em Jesus.

    Companheiros de jornada.

    Encontro marcado.

    Jesus e paciência. [Idem]

    Meditação do Natal.

    Para o Reino de Deus.

    Presença divina.

    Renúncia. [Idem]

    Todos os dias.

    Tolerância. [Idem]

    Voltarás por amor.

.

Abrir