Bíblia do Caminho Estudos Espíritas


 Antigo TestamentoMateusMarcos LUCASJoãoAtosRomanos1 e 2 CoríntiosGálatasEfésiosFilipensesColossenses1 e 2 Tessalonicenses1 e 2 TimóteoTito e FilemomHebreusTiago e Judas1 e 2 Pedro1 a 3 JoãoApocalipseEstudos EspíritasO Livro dos EspíritosO Livro dos MédiunsO EvangelhoO Céu e o InfernoA Gênese

O Evangelho segundo São Lucas.


(Lc 1) (Lc 2) (Lc 3) (Lc 4) (Lc 5) (Lc 6) (Lc 7) (Lc 8) (Lc 9) (Lc 10) (Lc 11) (Lc 12) (Lc 13) (Lc 14) (Lc 15) (Lc 16) (Lc 17) (Lc 18) (Lc 19) (Lc 20) (Lc 21) (Lc 22) (Lc 23) (Lc 24)

(Vide também “Comentários ao Evangelho segundo Lucas.”)


Lc 1.26-38. O anjo Gabriel e Maria.

(1.38) A escrava do Senhor.

    Na glória do Cristo.

    Oração de mãe.

Lc 1.67-80. O louvor de Zacarias.

(1.79) Substitutos.

Lc 2.1-7. Nascimento de Nosso Senhor Jesus Cristo. = Mt.

(2.1-7) Acorda e segue.

    Louvor do Natal.

Lc 2.8-20. Os anjos e os pastores.

(2.8) Oferta de Natal.

(2.10) Evangelho e alegria.

    Em torno do Mestre.

(2.11) O anúncio divino.

(2.14) boa vontade.

    Crônica do Natal.

    Jesus.

    Inspiração do Natal.

    Mensagem do Natal. [Idem

    Natal. [Idem]

    Natal.

    O Natal do Apóstolo.

    Oração do Natal.

    Paz aos homens de boa vontade.

    Prece do Natal. I

    Prece do Natal. II

    Saudando o Natal.

Lc 2.25-35. Simeão reconhece no menino o Cristo de Deus.

(2.25-35) Simeão e o menino.

(2.29) Meditando o Natal.

    No Natal.

    Oferta de Natal.

    Oração ante a Manjedoura.

(2.32) Página do Natal. [Idem]

Lc 2.41-52. Jesus aos doze anos, entre os doutores.

(2.41-52) Mediunidade e Jesus.

(2.46) Acorda e segue.

    Ante a mediunidade.

    Jesus e estudo. [Idem]

(2.49) Negócios.

Lc 3.1-14. Pregação de João Batista.

(3.13) Executar bem.

(3.14) Salários.

Lc 3.15-20. João dá testemunho do Cristo.

(3.17) O trabalhador divino.

    Templo vivo.

Lc 4.1-13 — Tentação de Jesus no deserto. = Mt

Lc 4.16-30. Jesus prega em Nazaré e é rejeitado pelos seus. = Mt.

(4.16) Livros.

(4.21) Pior para eles.

Lc 4.31-37. A cura de um possesso. = Mc.

(4.33-35) Obsessão e Evangelho.

Lc 5.1-11. A pesca maravilhosa. Os primeiros discípulos.

(5.4) Mar alto.

Lc 5.12-16. Cura de um leproso = Mt.

Lc 5.17-26. Jesus perdoa e cura um paralítico = Mt; Mc.

Lc 5.27, 28. A vocação de Levi = Mt; Mc.

Lc 5.29-32. Jesus à mesa com publicanos e pecadores. = Mt.

(5.31) Alguma coisa.

    Doença e remédio. [Idem] [Idem]

    Em plena marcha.

    Nos quadros da luta.

    Perante os caídos.

    Provas da virtude.

    Refugiados.

Lc 5.33-39. Do jejum. = Mt.

Lc 6.6-11. O homem da mão mirrada. = Mc.

Lc 6.17-19. Jesus ensina e cura muitos enfermos. = Mt.

(6.19) Magnetismo pessoal.

Lc 6.20-23. — Sermão da montanha: As bem-aventuranças. = Mt; Ev; Ev.

(6.20-23) Quem tem ouvidos ouça.

(6.20, 21) Bem-aventurados os aflitos.

(6.21) Em louvor da alegria.

(6.22, 23) Carregar sua cruz. Quem quiser salvar a vida, perdê-la-á.

(6.22) Bem-aventuranças.

Lc 6.24-26. — Sermão da montanha: Os ais. = Ev.

(6.24, 25) Bem-aventurados os aflitos.

(6.26) Opiniões. [Idem]

Lc 6.27-31 — Sermão da montanha: Da vingança. = Mt; Ev.

(6.28) Ante os adversários.

    Professores diferentes.

(6.29) Razão para tolerar sempre.

(6.30) Dar.

    Pensamento cristão.

(6.31) Anotação breve.

    Beneficência e justiça.

    Bilhete da Regra Áurea.

    Bons Espíritos.

    Em torno da Regra Áurea.

    Espelhos e reflexos.

    Na lei do bem.

    O mandamento maior.

    Perante o sexo.

    Psicologia e Evangelho.

    Reino de Deus.

    Tempo da Regra Áurea.

Lc 6.32-36 — Sermão da montanha: Do amor ao próximo. = Mt; Ev.

(6.32-36) Retribuir o bem pelo mal.

    Saldo e extra.

(6.32) Mais alto.

(6.35) Compaixão e socorro.

    Inimigos.

(6.36) Misericórdia.

Lc 6.37, 38 — Sermão da montanha: Julgamentos. = Mt.

(6.37) Compaixão sempre.

    O Consolador, questão 63.

(6.38) A quem mais tem.

    Ambientes.

    Caridade e merecimento.

    Contempla mais longe.

    Daí e dar-se-vos-á.

    Dai e ser-vos-á-dado.

    Dar.

    Doação e nós.

    Nós e o mundo.

    Tendes e tereis.

Lc 6.39-42 — Sermão da montanha: Parábola do cego que guia a outro cego. = Mt.

(6.41) A palavra. [Idem]

    O olhar de Jesus. [Idem]

Lc 6.43-45 — Sermão da montanha: Árvores e seus frutos. = Mt; Ev.

(6.43-45) Conhece-se a árvore pelo fruto.

(6.44) Espinheiros.

    Seara espírita.

(6.45) Máximo e mínimo.

Lc 6.46-49 — Sermão da montanha: Evangelho praticado: Casa sobre a rocha. = Mt; Ev.

(6.46-49) Os que dizem: Senhor! Senhor!

(6.46) A grande pergunta.

Lc 7.11-17. Ressurreição do filho da viúva de Naim.

(7.11-17) Filho da viúva de Naim.

    Oração na festa das mães.

Lc 7.18-23. João envia mensageiros a Jesus.

(7.22) Exemplificar.

Lc 7.24-35. Jesus dá testemunho de João. = Mt.

Lc 8.1-3. As mulheres que serviram a Jesus com seus bens.

    Jesus está chamando.

    O olhar de Jesus. [Idem]

Lc 8.4-8. Parábola do semeador. = Mt; Mc.

    Palavra ao semeador.

Lc 8.9-15. Explicação da parábola do semeador. = Mt; Mc.

(8.13) Firmeza de fé.

Lc 8.16-18. Parábola da candeia. = Mt; Mc; Ev.

(8.16, 17) Candeia sob o alqueire. Porque fala Jesus por parábolas.

(8.17, 18) Palavra falada.

Lc 8.19-21. A família de Jesus. = Mc.

Lc 8.22-25. Tempestade amainada.

(8.22-25) Tempestade aplacada.

    Mediunidade e Jesus.

(8.25) Tempo de confiança.

Lc 8.26-34. O obsedado de Gádara. = Mc.

(8.28) Falsas alegações.

(8.30) Um livro diferente.

    Irmãos problemas.

Lc 8.35-39. Os gerasenos rejeitam a Jesus. = Mc.

Lc 8.40-42a. A súplica de Jairo. = Mc.

Lc 8.42b-48. A hemorroíssa curada. = Mt; Mc.

(8.48) O toque.

    Prodígios da fé.

    Tua fé.

Lc 8.49-56. Ressurreição da filha de Jairo. = Mc.

Lc 9.1-6. Instruções aos Apóstolos. = Mt; Mc

Lc 9.7-9. Opinião de Herodes sobre Jesus.

(9.7-9) Ninguém poderá ver o Reino de Deus se não nascer de novo.

Lc 9.10-17. A primeira multiplicação dos pães. = Mt; Mc; Jo.

Lc 9.18-22. Quem é o Filho do Homem? A confissão de Pedro. = Mt; Mc.

(9.20) Vós, que dizeis?.

Lc 9.23-27. O discípulo do Cristo deve levar a sua cruz. = Mt; Mc; Ev; Ev.

(9.23-25) Carregar sua cruz. Quem quiser salvar a vida, perdê-la-á.

(9.23) Interrogação do Mestre. [Idem]

    Monte acima.

    No roteiro da fé.

(9.24) Assim falou Jesus.

(9.26) Coragem da fé.

    Não se envergonhar.

Lc 9.28-36. A transfiguração de Jesus. = Mt; Mc.

(9.28-36) Na glória do Cristo.

(9.28) Nem todos.

(9.30) Os vivos do Além.

(9.35) Nuvens.

Lc 9.37-43. A cura de um jovem possesso. = Mt; Mc.

Lc 9.44, 45. Segundo anúncio da Paixão.

(9.44) Guardemos o ensino.

Lc 9.46-48. O maior no Reino dos Céus. = Mt; Mc.

(9.48) Lembra-te. [Idem]

Lc 9.49-50. Em nome de Jesus. = Mc.

Lc 9.51-56. Os samaritanos não recebem a Jesus.  Dois discípulos são repreendidos.

(9.53) Mudança.

Lc 9.57-62. Para seguir Jesus. = Mt; Ev.

(9.59, 60) Deixar aos mortos o cuidado de enterrar os seus mortos.

(9.60) Mortos. [Idem]

(9.61, 62) Abandonar seu pai sua mãe e seus filhos.

(9.62) Acima.

    O arado.

Lc 10.1-12. Missão dos setenta e dois.

(10.3) Em meio de lobos.

    Missiva fraterna.

(10.5) Paz em casa. [Idem]

(10.6) Cultiva a paz.

(10.9) Curas.

Lc 10.17-20. O regresso dos discípulos.

(10.20) Doutrinações.

Lc 10.21-24. Da revelação do Evangelho aos humildes. = Mt.

Lc 10.25-28. O grande mandamento da lei. = Mt; Mc; Ev.

(10.25-37) O de que precisa o Espírito para ser salvo.

(10.26) Como lês?.

(10.27) Auxiliar e servir.

    Identificação do Espírito.

(10.28) Faze isso e viverás.

Lc 10.29-37. Parábola do bom samaritano. = Mt; Mc; Ev.

(10.29-37) Auxiliarás por amor.

    Auxílio do Senhor.

    Caridade e Jesus.

    Em nossos caminhos.

    Evangelho e caridade.

    Misericórdia sempre.

    Na intimidade doméstica. [Idem] [Idem]

    O de que precisa o Espírito para ser salvo.

    O homem bom.

    Os novos Samaritanos.

    Parábola do Bom Samaritano.

    Psicologia da caridade (Análise da parábola do bom samaritano.)

    Sugestões da parábola.

(10.29) Ajudemos sempre.

    Ante o próximo.

    A parábola relembrada.

    dia a dia.

    O próximo e nós.

    Quem ama.

    Receita de luz.

    Receita de Vida Eterna.

    Samaritanos e nós.

(10.30) Semimortos.

(10.33) Mediunidade e nós.

Lc 10.38-42. Marta e Maria hospedam Jesus.

(10.42) A boa parte.

    Atendamos. [Idem]

    Jesus está chamando.

    O necessário. [Idem]

Lc 11.1-4. A oração dominical.

(11.1) Na oração.

(11.3) Pão de cada dia.

Lc 11.9-13. Pedi e obtereis, buscai e achareis, batei e abri-se-vos-á. = Mt; Ev.

(11.9) A busca.

    Assim falou Jesus.

    Desejos.

    Esmola e oração.

    Examina o teu desejo.

    Na ação de pedir.

    Procurar e encontrar.

    Três imperativos.

(11.10) Acharemos sempre.

    Fatalidade. [Idem]

(11.11) Respostas do Alto.

(11.13) O Senhor dá sempre.

Lc 11.14-23. A cura de um possesso mudo. Blasfêmia dos fariseus. = Mt; Mc.

(11.23) Pró ou contra.

Lc 11.27, 28. A exclamação de uma mulher.

(11.28) Elogios.

Lc 11.33-36. Parábola da candeia, e do olho bom.

(11.35) Vê, pois.

Lc 11.37-43. Jesus censura os fariseus.

(11.37-40) Verdadeira pureza. Mãos não lavadas.

(11.41) Esmola.

Lc 11.44-52. Ai dos intérpretes da lei.

(11.49) Profetas e apóstolos.

Lc 12.1-3. Que é o fermento dos fariseus que devemos evitar.

(12.1) Fariseus.

(12.3) Comunicação.

    Fraternidade em Jesus.

Lc 12.4-9. Não devemos temer os homens.

(12.8) Confessar o Mestre. [Idem] [Idem]

Lc 12.10-12. Blasfemar contra o Espírito Santo. = Mc

Lc 12.13-15. Da avareza.

(12.13-15) Preservar-se da avareza.

(12.15) Avareza.

    Bens externos.

    Doutrina-escola. [Idem]

    Emprego de riquezas.

    Recursos. [Idem]

Lc 12.16-21. Parábola do homem rico. = Ev.

(12.16-21) Duas semanas.

    Estudando a riqueza.

    Mordomias.

    Preservar-se da avareza.

(12.20) A voz do Evangelho.

    Caso grave.

    Lucros.

    O servo insaciável.

    Posses terrestres.

    Que pedes?. [Idem]

    Supercultura e calamidades morais. [Idem] [Idem]

(12.21) Assim será.

Lc 12.22-34. A ansiosa solicitude pela vida.

(12.26) Coisas mínimas. [Idem]

(12.27) A flor.

    Expliquemos.

(12.31) Primeiramente.

    Jesus e assistência. [Idem]

(12.34) O tesouro maior.

Lc 12.35-48. Parábola do servo vigilante. = Mt; Ev.

(12.47) Muito se pedirá àquele que muito recebeu.

(12.48) Muito se pedirá.

    O Consolador, questão 150.

    Pára e pensa.

    Provação.

    Responsabilidade.

    Na tarefa de equipe. [Idem]

Lc 12.49-53. Jesus traz fogo e dissensão à Terra. = Mt; Ev.

(12.49-53) Não vim trazer a paz mas a divisão.

    Um inimigo só.

(12.49) Ante o sol eterno.

Lc 13.18,19. Parábola do grão de mostarda. = Mc

Lc 13.22-30. A porta estreita. = Mt; Ev.

(13.23-30) A porta estreita.

(13.24) A porta estreita.

    A senda estreita.

    Porta estreita.

(13.26) Comer e beber.

Lc 13.31-35. Herodes ameaça Jesus. O lamento sobre Jerusalém.

(13.33) A marcha.

    Caminhar adiante.

    Do vale para o monte.

Lc 14.7-14. Parábola dos convidados à bodas e dos primeiros lugares. = Ev; Ev.

(14.7) Aquele que se eleva será rebaixado.

(14.10) Boas maneiras.

    Convite ao bem.

    Últimos.

(14.11) Ninguém é inútil. [Idem]

(14.12) Atualidade terrestre.

    Convidar os pobres e os estropiados.

    Diariamente.

    Eles antes.

(14.13) Na hora da assistência.

Lc 14.15-24. Parábola da grande ceia. = Mt.

(14.18) Desculpismo.

(14.21) Chamamento divino.

Lc 14.25-33. Aborrecimentos de quem segue Jesus. Parábola da previdência. = Mt.

(14.25-27.33) Quem não odeia a seu pai e a sua mãe.

(14.26) Descrentes queridos.

    Honrar pai e mãe.

    O Consolador, questão 66.

    Perante Allan Kardec.

(14.27) Atitudes essenciais.

    Discípulos.

(14.28) A torre.

Lc 14.34,35. Os discípulos, o sal da Terra. = Mt.

(14.35) Monturo.

Lc 15.3-7. Parábola da ovelha perdida. = Mt.

(15.3) Kardec e a Espiritualidade.

Lc 15.8-10. Parábola da dracma perdida.

(15.8-10) No caminho da perfeição.

    Oração da Migalha.

Lc 15.11-32. Parábola do filho pródigo.

(15.111-32) Bom combate.

(15.12) A grande fazenda.

(15.17) Caindo em si.

    Filhos pródigos.

(15.18) Ergamo-nos.

(15.20) Pai e amigo.

(15.29) Filho e censor.

    O filho egoísta.

Lc 16.1-13. Parábola do administrador infiel. = Ev.

(16.1-13) Autoridade em nós mesmos. [Idem]

    Palavras de irmão.

(16.2) Administração.

    Adversários e delinquentes.

(16.9) Granjeai amigos.

    Tabernáculos eternos.

(16.12) Onde estivermos.

(16.13) Ao redor do dinheiro.

    Atendamos. [Idem]

    Não se pode servir a Deus e a Mamon.

    Um só senhor.

Lc 16.18. Do divórcio. = Mt; Mc.

Lc 16.19-31. Parábola do rico e Lázaro. = Ev.

(16.19-31) A parábola do rico.

    Ante a parábola do rico.

    Lázaro e o Rico.

    O caso do rico.

    Parábola do mau rico.

    Primeiros instantes de um morto.

(16.19) Renascimento espiritual.

(16.29) Ouçam-nos.

Lc 17.1, 2. Jesus instrui a seus discípulos. Do escândalo. = Mt.

Lc 17.3, 4. Do perdão. = Mt.

Lc 17.5, 6. Do poder da fé. = Mt.

(17.5) Fidelidade.

(17.6) A semente de mostarda. I

    A semente de mostarda. II

Lc 17.7-10. Parábola dos servos.

(17.10) A voz do Evangelho.

    No júbilo de servir.

Lc 17.11-19. Jesus cura dez leprosos e somente um lhe agradece.

(17.11-19) Os dez leprosos.

    Em ação de graças.

Lc 17.20-37. Vinda do Reino de Deus. Advento do Filho do Homem.

(17.20)  A ponte de luz.

    Auto-entrevista.

    Civilização e reino de Deus. [Idem] [Idem

    Encontro de paz.

    Enquanto.

    Na jornada evolutiva.

    No Paraíso.

    No Reino do Coração.

    Reino de Deus.

    Vinda do Reino.

(17.20, 21) Reino Divino.

(17.21) Alvorada do Reino.

    Céu.

    Edificação do Reino.

    Fraternidade em Jesus.

    Lugares de expiação.

    Nas leis do destino.

    No portal da luz.

    No reino do coração.

    O Reino de Deus está próximo.

    Perante a Codificação Kardequiana.

    Reino do amor.

(17.23) Na propaganda.

(17.31) Alfaias.

Lc 18.1-8. Parábola do juiz ímpio e a viúva importuna.

(18.1) Nunca desfalecer. [Idem]

Lc 18.9-14. Parábola do fariseu e do publicano. = Ev.

(18.9-14) Qualidades da prece.

(18.14) Ante o divino médico.

Lc 18.15-17. Jesus abençoa as crianças. = Mt; Mc.

(18.16) Sejamos simples.

    Simplicidade.

Lc 18.18-23. O jovem rico. = Mt; Mc; Ev; Ev.

(18.18-25) Salvação dos ricos.

(18.20) Honrai a vosso pai e a vossa mãe.

Lc 18.24-27. O perigo das riquezas. = Mt; Ev; Ev.

(18.24, 25) Salvação dos ricos.

Lc 18.28-30. Recompensa à renúncia pelo Evangelho. = Mt.

(18.28-30) Abandonar seu pai sua mãe e seus filhos.

Lc 18.35-43. Jesus cura um cego em Jericó. = Mc.

(18.41) O cego de Jericó.

(18.42) Diante da fé.

(18.43) Não basta ver.

    Petição do servidor.

Lc 19.1-10. Jesus na casa de Zaqueu.

(19.1-10) Jesus em casa de Zaqueu.

    O olhar de Jesus. [Idem]

    Transplantes. [Idem]

(19.5) Jesus está chamando.

Lc 19.11-27. Parábola dos dez servos e das dez minas. = Mt.

(19.13) Vê como vives.

Lc 19.41-44. O Enviado chora à vista de Jerusalém.

(19.42) Conta particular.

Lc 19.45-48. Jesus no Templo, proíbe o comércio e aí ensina. = Mt; Mc.

(19.48) O povo e o Evangelho.

Lc 20.9-18. Parábola dos vinhateiros homicidas. = Mt.

Lc 20.19-26. Do tributo a César. = Mt; Mc.

(20.25) Doutrina-escola. [Idem]

Lc 20.27-40. O saduceus e a ressurreição. = Mc.

Lc 20.45-47. Jesus censura os escribas. = Mc.

(20.45-47) Preces pagas.

Lc 21.1-4. O óbolo da viúva pobre. O sermão profético. = Mc; Ev.

(21.1-4) O óbolo da viúva.

    O vintém.

    Sementes divinas.

Lc 21.5, 6 O sermão profético: A destruição do templo. = Mc.

Lc 21.7-19 — O sermão profético: O princípio das dores. = Mt; Mc.

(21.13) Para testemunhar.

(21.19) Ante o divino médico.

    Diante da paz.

    Em nós.

    Paciência. [Idem]

    Paciência em estudo.

Lc 21.20-24 — O sermão profético: A grande tribulação. = Mt.

Lc 21.25-28 — O sermão profético: O sinal do Filho do Homem. = Mt.

Lc 21.29-33 — O sermão profético: Parábola da figueira. = Mt.

Lc 21.34-36 — O sermão profético: Exortação à vigilância. = Mt; Mc.

(21.34) E olhai por vós.

Lc 22.7-13. Preparação da ceia pascal.

(22.12) Fazei preparativos.

Lc 22.14-23. A última ceia do Senhor. = Mt.

Lc 22.24-30. Seja o maior, o servidor de todos. = Mt; Mc.

(22.26) Função mediúnica.

    Política.

    Trabalhar, trabalhar.

(22.27) O grande servidor.

    Política divina.

Lc 22.31-34. Jesus prediz a negação do Apóstolo. = Mt; Mc.

(22.32) Conversão.

    Necessidade essencial.

Lc 22.39-46. Jesus em Getsêmani. = Mt; Mc.

(22.42) Rogar.

(22.46) Por que dormis?

Lc 22.54-62. A negação de Pedro. = Mt.

Lc 23.1-7. Jesus, Pilatos e Herodes. = Mt; Jo.

(23.1-7) Em torno do Mestre.

Lc 23.13-25. Jesus é remetido novamente a Pilatos. = Mt.

(23.25) Pilatos.

Lc 23.26. O cireneu. = Mt; Mc.

(23.26) Após Jesus.

    Traço do Cireneu.

Lc 23.27-32. Jesus rumo ao calvário.

(23.28) Louvor à Mulher.

    Na hora da cruz.

(23.31) Madeiros secos.

Lc 23.33-38. A crucificação. = Mt; Mc.

(23.33) Quando sofreres.

(23.34) A última tentação.

    Não sabem.

    No escândalo da Cruz.

    Perdão, remédio santo.

    Perdoa, sim!.

    Por que, Senhor?

    Se soubéssemos.

    Tolerância Divina.

(23.37) Espírito farisaico.

Lc 23.39-43. Os dois malfeitores.

(23.39-43) Jesus está chamando.

(23.43) Anotação necessária.

    Nas leis do destino.

    No Paraíso.

Lc 23.44-49. A morte do Enviado. = Mt.

(23.46) Acorda e segue.

(23.49) Nos grandes momentos. [Idem]

Lc 24.1-12. A ressurreição de Jesus. = Mt; Mc; Jo.

(24.3) Desaparecimento do corpo de Jesus.

(24.11) A luz segue sempre.

Lc 24.13-35. Aparição a dois discípulos.

(24.13-35) Acorda e segue.

    Aparição de Jesus após sua morte.

    Mãe.

(24.16) O amigo oculto.

(24.35) Ao partir do pão.

Lc 24.36-43. Aparição de Jesus ressuscitado aos onze na Galileia. = Mt; Mc; Jo.

(24.36-49) Aparição de Jesus após sua morte.

(24.36) No grande minuto.

Doutrina-escola. [Idem]

Fé e paz.

Lc 24.44-49. Jesus explica as escrituras.

(24.44-49) Aparição de Jesus após sua morte.

(24.45) Entendimento espiritual.

(24.48) Aproveitemos.

Lc 24.50-53. Ascensão do Senhor.

(24.50-53) Aparição de Jesus após sua morte.

.

Abrir