Bíblia do Caminho Estudos Espíritas


 Antigo TestamentoMateusMarcosLucas JOÃOAtosRomanos1 e 2 CoríntiosGálatasEfésiosFilipensesColossenses1 e 2 Tessalonicenses1 e 2 TimóteoTito e FilemomHebreusTiago e Judas1 e 2 Pedro1 a 3 JoãoApocalipseEstudos EspíritasO Livro dos EspíritosO Livro dos MédiunsO EvangelhoO Céu e o InfernoA Gênese

O Evangelho segundo São João.


(Jo 1) (Jo 2) (Jo 3) (Jo 4) (Jo 5) (Jo 6) (Jo 7) (Jo 8) (Jo 9) (Jo 10) (Jo 11) (Jo 12) (Jo 13) (Jo 14) (Jo 15) (Jo 16) (Jo 17) (Jo 18) (Jo 19) (Jo 20) (Jo 21)

(Vide também “Comentários ao Evangelho segundo João.”)


Jo 1.1-14. Jesus, o Verbo divino.

(1.1) A ascendência do Evangelho.

    Fermento Verbal.

    O Consolador, questão 261.

    Palavra e exemplo.

(1.5) Ensinamentos.

    Consolador, questão 308.

    Sirvamos ao bem.

(1.14) O Consolador, questão 283.

    O Consolador, questão 285.

Jo 1.15-31. João dá testemunho do Cristo.

(1.23) Endireitai os caminhos.

(1.29) Em torno do Mestre.

Jo 1.35-42. —  Dois discípulos de João seguem o Messias.

(1.38) Que buscais? I

    Que buscais? II

Jo 2.1-12. As bodas de Caná e a transubstanciação.

(2.1-12) Acorda e segue.

    Bodas de Caná.

    Fenômeno e Doutrina.

    Mediunidade e Jesus.

    O Mestre e as opiniões.

(2.5) Palavras de mãe.

Jo 2.23-25. Muitos creram Nele.

(2.25) A exemplo do Cristo.

Jo 3.1-12. Nicodemos, às ocultas, procura por Jesus. = Ev.

(3.1-12) A lição a Nicodemos.

    Jesus está chamando.

    Jesus e livre-arbítrio.

    Ressurreição e reencarnação.

(3.2) Em torno do Mestre.

(3.3) Doutrina-escola. [Idem]

    Evolução e aprimoramento.

    Problema conosco.

    Renasce agora.

(3.6) Instituto de tratamento.

(3.7) Ante o livre arbítrio.

    Expliquemos.

    Na esfera do reajuste.

    Perante Allan Kardec.

    Vidas sucessivas.

    Vida após vida (Life after life.)

(3.8) Mensagem de André Luiz.

(3.10) Orientadores do mundo.

(3.12) Coisas terrestres e celestiais.

Jo 3.16-21. O Filho Unigênito de Deus.

(3.16) Ante o poder do amor.

    Do lado de Deus.

    Terra, bênção divina.

Jo 3.22-30. João dá testemunho do Cristo novamente.

(3.29) Ensinamentos.

    Consolador, questão 309.

(3.30) Na propaganda eficaz. [Idem]

Jo 3.31-36. O testemunho do Salvador.

(3.34) Cresçamos para o bem.

Jo 4.1-18. Jesus e a mulher samaritana.

(4.1-18) Acorda e segue.

    Em busca do Cristo.

    Jesus na Samaria.

    Oração na festa das mães.

Jo 4.31-38. O alimento de Jesus. A ceifa e os ceifeiros.

(4.34) Afirmação e ação.

(4.35) Levantai os olhos.

Jo 5.1-15. Cura do paralítico da piscina probática.

(5.1-15) O paralítico da piscina.

(5.8) O sublime convite.

(5.14) Lembrança fraternal aos enfermos. [Idem]

    Na hora da crise.

Jo 5.16-18. Jesus, obreiro como Deus.

(5.17) Burilamento.

    Na hora da fadiga.

    Não cesses de auxiliar. [Idem]

    Nossa casa. [Idem]

    O capital dos minutos.

    Tolerância. [Idem]

    Trabalho.

    Trabalho, trabalho, trabalho.

Jo 5.19-30. Jesus: o Filho de Deus que está com o Pai.

(5.29) Lei de retorno.

(5.30) Tudo em Deus.

Jo 5.31-47. Testemunho do Pai ao Filho.

(5.40) Afirmação esclarecedora.

Jo 6.1-15. A primeira multiplicação dos pães. = Mt; Mc.

(6.10) Tende calma.

(6.12) Lei do uso.

(6.15) Retirou-se Ele só.

Jo 6.16-21. Jesus caminha sobre o mar. = Mt.

Jo 6.22-59. Jesus, o pão da vida.

(6.22-36, 47-50) O pão do Céu.

(6.26) Sinais do Céu.

(6.30) Demonstrações do Céu.

(6.32) O pão divino.

(6.35) O pão espiritual.

(6.39) Diante da Terra.

(6.48) Pão.

(6.51) Em busca do Cristo.

Jo 6.60-71. Alguns discípulos se escandalizam. Muitos se retiram.

(6.60) Lição viva.

(6.63) Ante a palavra do Cristo.

(6.68) Com Jesus.

    Ninguém se retira.

    Palavras da vida eterna.

(6.70) O diabo.

Jo 7.1-9. Jesus evita os judeus.

(7.6) Oportunidade.

Jo 7.14-24. Jesus ensina no Templo e argumenta quanto à violação do sábado.

(7.20) Opiniões convencionais.

(7.24) Acusação indébita. [Idem]

Jo 8.1-11. Uma mulher pega em adultério é apresentada a Jesus. = Ev.

(8.1-11) A lição do discernimento.

    Pecado e punição.

(8.3) Não julgueis para não serdes julgados.

(8.4) Diante da lei.

    E o adúltero?.

(8.5) Consultas.

(8.7) A primeira pedra.

    Em matéria afetiva.

    Lesões afetivas.

    O Consolador, questão 64.

    Pena de morte.

    Perdão.

    Sexo transviado.

(8.8) Como falas? Como escreves? [Idem]

(8.10) Ante o Grande Renovador.

(8.11) Acerca da Pena de Morte.

    Ante o Evangelho.

    Doenças e cura.

    O Consolador, questão 64.

    Preserva a ti próprio.

    Não peques mais.

Jo 8.12-20. Jesus, a Luz do Mundo, dá testemunho de sua missão.

(8.12) Benfeitores desencarnados.

    Na lei do auxílio.

    Na viagem do mundo.

    Quem segue. [Idem]

    Resposta da Caridade.

    Sigamo-lo.

    Sigamos com Jesus.

Jo 8.21-59. Jesus: o princípio, a verdade que nos livrará.

(8.32) Ante a luz da verdade.

    Ante o divino médico.

    Ante os incrédulos.

    A visita da Verdade.

    Crenças.

    Doutos e simples.

    Espiritismo e estudo. [Idem]

    Espiritismo e nós.

    Livres, mas responsáveis.

    Na luz da verdade.

    Nos círculos da fé.

    Nota espírita.

    O caminho da paz.

    Perante Allan Kardec.

    Porque Espiritismo?.

    Quando….

    Renovação.

(8.35) Filhos e servos.

(8.38) Educação no lar.

(8.43) Diante do Senhor.

(8.45) Verdades e fantasias.

(8.46) Verdade e crença.

(8.58) Hegemonia de Jesus.

Jo 9.1-12. O homem que nasceu cego para a glória de Deus.

(9.1-34) Cego de nascença.

(9.4) Enquanto é dia.

    Trabalho e tempo.

Jo 9.13-34. Os fariseus interrogam o cego de nascença curado por Jesus num sábado.

(9.1-34) Cego de nascença.

(9.25) Vê e segue.

(9.27) Seria inútil.

Jo 9.35-41. Jesus revela-se ao cego curado. = Ev.

(9.39-41) Muito se pedirá àquele que muito recebeu.

Jo 10.1-18. Parábola do bom pastor.

(10.7) Ante o Cristo libertador.

    A porta.

(10.9) A porta divina. [Idem]

    Na edificação.

(10.10) Além da Terra.

    Existimos.

    Posses definitivas.

    Somente a grande vida merece a grande morte.

(10.14) Que ovelha somos?.

(10.16) Rumo ao porvir.

    Um só rebanho e um só pastor.

Jo 10.22-30. Jesus: Um com o Pai.

(10.25) Marcos indeléveis.

    Pensa um pouco.

(10.30) Comungar com Deus. [Idem]

    Fé e caridade.

    O Consolador, questão 288.

    Unificação do Espiritismo.

Jo 10.31-42. Os judeus desejam apedrejá-lo, mas Jesus se retira.

(10.31) Obsessão e Jesus.

(10.34) Ensinamentos.

    O Consolador, questão 302.

    O fenômeno espírita.

Jo 11.1-45. Ressurreição de Lázaro.

(11.1-45) Acorda e segue.

    Em louvor da esperança.

    Ensinamentos.

    Fenômeno e Doutrina.

    Jesus está chamando.

    Lázaro redivivo.

    Mediunidade e Jesus.

    Consolador, questão 317.

(11.9) Não tropecemos.

(11.23) Ressuscitará.

(11.44) Como Lázaro.

    Libertemos.

Jo 12.9-11. O plano para tirar a vida a Lázaro.

(12.10) Também tu.

(12.11) Não te esqueças.

Jo 12.20-36. Estrangeiros desejam vê-lo. Jesus justifica a necessidade de seu sacrifício.
Uma voz do Céu glorifica-O.
= Ev.

(12.25, 26) Carregar sua cruz. Quem quiser salvar a vida, perdê-la-á.

(12.26) Conforto.

    Afinal de contas (After all.)

(12.27) Crises.

(12.32) A lição da cruz.

(12.35) A perda irreparável.

    Corrijamos agora. [Idem]

    Diante do amanhã.

    Fixação mental.

    Palavras de Jesus.

    Tempo de hoje.

    Valei-vos da luz.

Jo 12.37-43. Isaías anteviu a incredulidade dos judeus.

(12.40) Por amor.

(12.43) Recapitulações.

Jo 13.1-20. Numa lição de humildade, Jesus lava os pés a seus discípulos.

(13.1-20) Consolador, questão 314.

    Pés e paz.

(13.2) Obsessão e Evangelho.

(13.4) Consolador, questão 315.

(13.8) Bases.

    Ensinamentos (questões 314 e 315.)

(13.17) Saber e fazer.

Jo 13.31-35. Amar-nos uns aos outros: O novo mandamento = Jo.

(13.34) As sentinelas da Luz do Santuário.

    Amar e perdoar.

    Amor.

    Amor a solução.

    Ante a indulgência divina.

    Ante ofensas.

    Ao amor.

    Apelo fraternal. [Idem]

    Atualidade e nós.

    Código divino.

    Com franqueza de irmão.

    Desobsessão.

    Espiritismo e nós.

    Fé e caridade.

    Inconveniências.

    Mensagem (aos novos cristãos.)

    Mensagem (O Grande Caminho na construção do Reino do Amor e Luz.)

    Mensagens. [Idem] [Idem]

    Na lide espiritual.

    No serviço do Senhor.

    O Natal do Cristo.

    O novo mandamento.

    Página de Emmanuel.

    Parasitose mental.

    Ponderação.

    Sejamos irmãos.

    Sentimento.

    Teu tijolo de amor.

    Tolerância. [Idem]

    (Vide correlatos em 15.12)

(13.35) Aliança espírita.

    Diferenças.

    Evangelho e exclusivismo.

    Fraternidade.

    Por muito se amarem.

Jo 13.36-38. Jesus prediz a negação do Apóstolo. = Mc; Lc.

Jo 14.1-14. O Caminho, a Verdade e a Vida; e as muitas moradas da Casa do Pai. = Ev.

(14.1-3) Há muitas moradas na casa de meu Pai.

    Moradias de luz.

(14.1) Coração puro.

    Perante o mundo.

(14.2) Domicílios espirituais. [Idem] [Idem]

    Perante Allan Kardec.

    Tenhamos fé.

    Transformação.

(14.6) A ilusão do discípulo.

    A verdade.

    Espiritismo praticado.

    Mensagens. [Idem] [Idem]

    No Cristianismo renascente. [Idem] [Idem] [Idem]

    No Reino em construção.

    O caminho.

(14.10) Espera por Deus.

(14.15-17) Consolador prometido.

    Espiritismo e nós.

    No convívio do Cristo.

Jo 14.15-31. Jesus promete outro Consolador. = Jo; Ev; Ev.

(14.15-17) Ante o Consolador prometido.

    Anúncio do Consolador.

    A poesia perdida.

(14.16) Na difusão do Espiritismo. [Idem]

(14.21) Diante da vida social.

(14.22) Basta pouco.

(14.26) Espíritas, instruí-vos!

    Expliquemos.

(14.27) Doadores de paz.

    Em torno da paz.

    Evangelho e paz.

    Jesus e dificuldade.

    Jesus e paz.

    Na tarefa da paz.

    Paz.

    Paz do mundo e paz do Cristo.

    Prece de Natal.

    Rogando paz.

    Um inimigo só.

(14.31) Levantemo-nos.

Jo 15.1-8. A videira, as varas, e o Divino Agricultor.

(15.1) A videira.

(15.4) Produzimos.

(15.5) Saibamos cooperar.

    As varas da videira.

(15.7) Êxito.

    Grupo em crise.

    Sigamos até lá.

(15.8) Na exaltação do Reino Divino.

    Somente assim. [Idem]

Jo 15.9-17. Que vos ameis uns aos outros. = Jo.

(15.10) Escolhas.

(15.12) Caridade e convivência.

    Doutrina-escola. [Idem]

    Em tudo: Caridade.

    Força.

    Harmonização.

    Manchetes.

    Mediunidade. [Idem] [Idem] [Idem] [Idem]

    Na senda renovadora.

    O Consolador, questão 294.

    Tarefa mediúnica. [Idem]

    (Vide correlatos em 13.34)

(15.13) Jesus e os amigos.

(15.14) Amigos de Jesus.

    Diante do Mestre.

(15.15) Amigos.

    Amizade.

    Na tarefa de equipe. [Idem]

(15.17) Na experiência diária.

    Doutrina e aplicação.

Jo 16.1-15. Missão do Paráclito, o inspirador. = Jo; Ev.

(16.1) Ouvistes?.

(16.3) É porque ignoram.

(16.4) O quadro-negro.

(16.7) Separação.

(16.7-14) Anúncio do Consolador.

(16.13) Ao clarão da Verdade. [Idem] [Idem]

    O caminho. [Idem]

    Saudando Allan Kardec.

Jo 16.16-23a. Jesus anuncia sua partida e sua volta.

(16.20) Alegria cristã.

    Sinais precursores.

Jo 16.23b-28. Orar em nome de Jesus.

(16.24) Auxílio e nós.

    Como pedes?

(16.27) É o mesmo.

Jo 16.29-33. Haveis de ter aflições no mundo.

(16.32) Domínio espiritual.

(16.33) Anotação simples.

    Atribulações.

    Na vitória real.

    Ser espírita.

    Tranquilidade.

    Véspera da alegria.

Jo 17.1-5 — Oração de Jesus: Jesus roga ao Pai por si.

    A oração do Horto.

Jo 17.6-19 — Oração de Jesus: Pelos discípulos.

(17.14) No quadro real. [Idem]

    Desajuste aparente.

    No mundo.

(17.15) Dentro da luta.

    Em serviço do mundo.

    O mundo e o mal.

(17.16) O servo do Senhor.

    Desajustado.

(17.17) É a santificação.

(17.18) Crê e segue.

    Médiuns de toda parte.

Jo 17.20-23 — Oração de Jesus: Jesus roga por aqueles que hão de crer Nele.

(17.22) Em nome do Evangelho. [Idem] [Idem]

Jo 17.24-26 — Oração de Jesus: Jesus deseja que onde está, estejam também seus discípulos.

(17.24) Conjunto.

Jo 18.1-14. Jesus em Getsêmani, é preso. = Mt; Mt; Mc.

(18.11) Embainha tua espada.

Jo 18.28-40. Jesus entregue a Pilatos. O julgamento. = Mt.

(18.33) Meu reino não é deste mundo.

(18.34) Testemunho.

(18.36) Felicidade.

    Na construção do futuro.

    No Reino do Coração.

    O grande futuro.

(18.38) Buscando a verdade.

Jo 19.1-16. O julgamento continua. = Mc.

(19.5) Humanidade real.

Jo 19.23-27. As vestes de Jesus são repartidas. Jesus confia sua mãe a João.

(19.25) Maria.

Jo 19.28-37. A morte do Enviado. = Lc.

Jo 20.1-10. A ressurreição de Jesus = Mt; Mc; Lc.

(20.1) De madrugada.

    Mãe.

Jo 20.11-18. Jesus aparece a Maria Madalena. = Lc.

(20.11-18) Amor e perdão.

    A mulher e a ressurreição.

    Aparição de Jesus após sua morte.

(20.16) Madalena.

Jo 20.19-23. Aparição de Jesus ressuscitado aos onze na Galileia. = Mt; Mc; Lc.

(20.19-23) Mediunidade e Jesus.

(20.19) Ante o Divino Ressuscitado.

    Estejamos em paz.

    Palavras de esperança.

    Reuniões cristãs.

(20.20) Reparemos nossas mãos.

(20.21) Assim como.

    Ideia espírita. [Idem]

    Paz.

(20.22) Abre a porta.

Jo 20.24-29. Nova aparição aos discípulos, dissipando a incredulidade de Tomé.

(20.24-29) Acorda e segue.

    Aparição de Jesus após sua morte.

    Jesus e livre-arbítrio.

(20.24) Ausentes.

(20.26) Ao companheiro espírita.

(20.27) Médiuns.

Jo 21.1-14. Aparição de Jesus no Lago de Tiberíades.

(21.1-8) Aparição de Jesus após sua morte.

(21.6) Caminhos retos.

Jo 21.15-23. Jesus redivivo, pergunta três vezes a Pedro se o ama, e recomenda-lhe suas ovelhas.

(21.17) Amas o bastante?

    Apascenta.

    No pão espiritual.

(21.22) Inesquecível advertência.

    Segue-me tu.

    Obra de amor.

.

Abrir