Bíblia do CaminhoSúmulas Biográficas

Índice Página inicial Próximo Capítulo

Carlos A. Baccelli


Blue bar


Nascido em Uberaba, MG, em 9 de novembro de 1952, é filho de Roberto Baccelli e Maria Odette Prata Baccelli. Casado com a Profª Márcia Queiróz Silva Baccelli e é pai de dois filhos, Thiago e Marcela. Formado em Odontologia, é funcionário da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos há 20 anos.

Há 25 anos cooperando com as atividades da Casa Espírita Bittencourt Sampaio, Baccelli é idealizador e fundador de várias instituições espíritas em Uberaba, entre as quais o Grupo Espírita Pão Nosso, o Lar Pedro e Paulo, o Grupo Espírita Irmão José, a Casa do Caminho, esta última de amparo à vítimas do HIV.

Como escritor e jornalista, é autor de várias obras de significativa importância para a Doutrina: “O Espiritismo em Uberaba”, “Divaldo Franco em Uberaba”, “Chico Xavier, Mediunidade e Coração”, “Chico Xavier, Mediunidade e Vida”, “Chico Xavier, Mediunidade e Luz”, “Chico Xavier, Mediunidade e Ação”, “Chico Xavier, Mediunidade e Paz”, “Chico Xavier, à Sombra do Abacateiro”, e agora “Chico e Emmanuel”.

Foi durante muito tempo diretor da Aliança Municipal Espírita de Uberaba e secretário da Comunhão Espírita Cristã, antiga casa de trabalho do médium Chico Xavier.

Com Chico Xavier, no Grupo Espírita da Prece, publicou vários livros em parceria mediúnica, editados pelo IDEAL, de São Paulo, e pelo IDE, de Araras (cujas mensagens constam do menu acima). — (Fonte: “Chico Xavier, 70 Anos de Mediunidade”, Carlos A. Baccelli, Casa Editora Espírita “Pierre-Paul Didier”).


* * *


Carlos Antônio Baccelli, como médium psicógrafo, além das obras psicografadas em parceria com Francisco Cândido Xavier, Brilhe vossa luz; Confia e serve; Crer e agir; Esperança e vida; Fé; Juntos venceremos; Páginas de fé; Palavras da coragem; Sementes de luz; Tende bom ânimo; e, que fazem parte dessa bíblia, possui outros livros de autoria mediúnica. Os que podem ser considerados espíritas conformam-se ao Cânon Espírita, outros há, no entanto, que devem ser considerados espiritualistas, pois, embora incorporem em seu conteúdo alguns conceitos espíritas, trazem também outros que não coadunam com os princípios codificados por Allan Kardec e que foram tão amplamente desenvolvidos nas obras xavierianas. K. J.


PSICOGRAFIAS EM PARCERIA COM FRANCISCO C. XAVIER


.

Abrir