Bíblia do Caminho Testamento Xavieriano

Paz — Emmanuel


6


O semeador saiu

1 Plantar o bem e estendê-lo sempre. Para isso, agir e servir são imperativos da natureza espiritual.

2 Convém lembrar, no entanto, que a sementeira não se realiza em talhões recamados de ouro.

3 O semeador lidará com a terra.

4 Após arroteá-la, na maioria dos casos, precisará irrigá-la e, por isso, conviverá com o barro do mundo.

5 Enquanto prepara ninho às sementes, não evitará resquícios de poeira e lama, lodo e adubo nas próprias mãos.

6 Aguardará com interesse a germinação das esperanças que se lhe consubstanciam nas plantas nascentes. E, em seguida, os cuidados se lhe redobram.

7 Indispensável acompanhar a influência do calor e da umidade, preservar a lavoura iniciante contra a incursão de pragas invasoras, observar as alterações do tempo e garantir as condições de êxito à plantação, até que surja a colheita dos frutos.

8 Idêntica situação no mundo ainda é a de todos os cultivadores da seara do bem.

9 Designados para o lançamento das ideias alusivas à renovação espiritual, quase sempre, são impelidos a suportar o contato das glebas difíceis da incompreensão humana.

10 Não encontram caminhos aplainados para a comunicação com os padrões preestabelecidos da cultura terrestre e, frequentemente, se obrigam a tolerar obstáculos e reações negativas.

11 Servirão com devotamento às ideias novas. No entanto, a seara da verdade e da elevação somente lhes surgirá no futuro, em plenitude de beleza e de luz.

12 Assevera-nos Jesus, o Cristo de Deus: “e o semeador saiu a semear…” ( † )

13 Isso equivale a dizer que o semeador saiu de si mesmo, a desvencilhar-se de todas as concepções de separatividade e egoísmo, a fim de auxiliar e compreender, trabalhar e servir, amar e tolerar, com esquecimento de si mesmo para a vitória do Bem.


.Emmanuel


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir