Bíblia do Caminho Testamento Xavieriano

Poetas redivivos — Autores diversos


109


O tesouro

  1 Certa noite, num sonho, ao pé do gado,

  Um Espírito falou a Nhô Tatão:

  — Meu filho, pega a enxada e cava o chão,

  Tens contigo um tesouro abandonado!…


  2 Ele cavou três anos no cerrado,

  Mas nem ouro, nem cobre… Tudo em vão…

  Desenxabido, foi para a sessão

  E perguntou, chorando, a Irmão Conrado:


  3 — Ah! meu irmão, que faço do meu sonho?!…

  Nada encontrei no trabalhão medonho…

  A riqueza perdida onde estará?!…


  4 Mas o guia explicou: — “Meu filho, insiste!

  O tesouro é teu chão parado e triste…

  Semeia, Nhô Tatão!… Plantando dá”


.Cornélio Pires



(Anuário Espírita 1969)


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir