Bíblia do Caminho Testamento Xavieriano

Mãos marcadas — Autores diversos


28


Palavras ao semeador

  1 Cultiva o bem e a paz na própria lida.

  O mundo é um campo imenso aberto à vida.

  Plantarás… colherás…

  Tudo será, depois como escolhemos

  O charco mais profundo ou os céus supremos,

  A alegria ou a tristeza, a guerra ou a paz.


  2 Repara, em torno de teus pés, a glória

  Que te enriquece a senda transitória!…

  É a seara de luz

  Daqueles que, ajudando e abrindo os braços,

  Traçaram, por amor para os teus passos

  O roteiro da fé que te conduz.


  3 A luta é a escada enorme em que te elevas,

  Além do sofrimento, além das trevas,

  É o buril da aflição

  Que, a golpes de amargura, te atormenta,

  Em toda parte, é a santa ferramenta,

  Que aprimora e redime o coração.


  4 Não te detenhas! Crê, ama e confia.

  Depois da noite há sempre um novo dia…

  Louva o eterno esplendor!…

  E, embora o gelo e a sombra, serve e espera,

  Semeia agora a excelsa primavera

  Dos teus sonhos de amor.


  5 A vida que te segue e te rodeia

  É a gleba sempre ativa e sempre cheia

  De princípios do bem.

  Cultivando a bondade doce e pura,

  Acolherás os pomos da ventura,

  Aqui, agora e além…


  6 Aprende sem repouso e ama servindo

  E o teu futuro brilhará mais lindo Na beleza real.

  Faze jorrar o sol que te ilumina

  E ceifarás, mais tarde, a luz divina

  Na seara imortal!…


Carmen Cinira


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir