Bíblia do Caminho Testamento Xavieriano

Maria Dolores — A própria


3


Serve e confia

  1 Escuta, alma querida,

  Se alguma provação te agita os caminhos da vida

  E a jornada te cansa,

  Pensa na bênção da esperança

  E olha, em torno de ti, no dia a dia,

  Das entranhas do abismo aos reinos estelares,

  A Natureza em todos os lugares,

  Ao entregar-se a Deus, age, serve e confia.


  2 Equilibra-se o mundo, pólo a pólo,

  Sem qualquer atropelo,

  O verme aduba o solo,

  Confiante em que o sol há de aquecê-lo.

  A tamareira no deserto

  Permanece em trabalho,

  Mas no dia esfogueante, sabe ao certo,

  Obedecendo a vida e servindo a contento,

  Que a noite lhe trará o socorro do orvalho

  Por bendito alimento.


  3 Quando o tronco balança ao vento forte,

  E a tempestade ruge nos caminhos,

  A trovões anunciando os coriscos da morte,

  As aves aconchegam-se nos ninhos,

  Esperando que as nuvens tresmalhadas,

  Muito além das ramadas,

  Em movimentação incessante e imprecisa,

  Passarão no aguaceiro turbulento

  E de que a paz virá nos bálsamos da brisa

  Sob o telhado azul do firmamento.


  4 Pensa na história do minério bruto:

  Dizem que quando preso aos flagelos do forno,

  Ei-lo a emitir imprecações em torno,

  A estremecer de horror, de pedaço em pedaço,

  E o Céu lhe muda a forma em sublime processo,

  Dele fazendo as altas vigas de aço

  Assegurando a força do progresso.


  5 Assim também, alma querida e boa,

  Quando a prova te doa,

  Não desanimes, segue e busca a frente

  Porque a paz do Senhor vela constantemente

  Sobre toda a Criação…


  6 Por mais pesada a luta em que te vejas,

  Conserva o coração

  Vestido de tarefas benfazejas.


  7 Entre os braços amigos da esperança,

  Guarda sempre, os deveres teus e meus,

  Quanto possas, trabalha, ajuda e avança,

  Serve e confia em Deus.


Maria Dolores


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir