Bíblia do Caminho Testamento Xavieriano

Festa de paz — Autores diversos


7


Amor e separação

  1 Escuta o que se te diga,

  Usando calma e razão.

  Nunca te esqueças: — o ouvido

  É a porta do coração.

Lucano Reis


  2 Frequentemente, quem ama

  Vê muito espinho a transpor;

  Creio que a própria mentira

  Nasceu das juras de amor

Juca Muniz


  3 Desencarnado, já soube

  Que te casaste outra vez,

  Mas não te deixo por nada,

  Em vez de dois somos três.

Lívio Barreto


  4 Antônio, depois da morte,

  Foi ao lar em corre-corre,

  Hoje, voltou reclamando:

  — “Viuvez é de quem morre.”

Leandro Gomes de Barros


  5 Padeço no Mais Além,

  Pensando em certa mulher,

  Não há céu que me conforte

  Nem um momento sequer.

Antônio de Barros


  6 Perdeu a esposa Ritinha

  Nosso amigo Baltazar;

  Dois dias, depois do enterro,

  Tinha outra no lugar.

Lulu Parola


  7 Isto é claro como água;

  O casamento segundo

  Livra marido e mulher

  Das maluquices do mundo.

Juvenal Galeno


  8 O dia esperou sol claro,

  A noite aguardou sereno,

  Amor rogou alegria,

  Ciúme pediu veneno.

Sinfrônio Martins


  9 Separação de casais?

  Segundo o que o povo enfoca,

  Dez por cem surgem de brigas

  E o resto vem de fofoca.

Jaks Aboab


  10 Em corações que se unem

  No amor que de amor consiste

  A vida não tem problemas,

  Separação não existe.

Auta de Souza


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir