Bíblia do Caminho Testamento Xavieriano

Estrelas no chão — Autores diversos


3


Excursão curativa

  1 Dizes-te triste e sem forças,

  Em desânimo profundo,

  Por bagatelas do mundo

  Que somam inquietação!…

  Sofreste vários reveses…

  No tédio que te procura,

  Trazes farpas de amargura

  Gravadas no coração.


  2 Deixa, porém, alma boa,

  O fel que te desconsola,

  Vem conosco à grande escola

  Do amor unido a Jesus!…

  Lerás, ao vivo, ainda hoje,

  As laudas do desengano

  Nas mágoas do hanseniano,

  No cego que vai sem luz…


  3 Sigamos. Neste barraco,

  Pobre mulher se consome,

  Deu aos filhinhos com fome

  O pão que o lixo lhe deu…

  Contempla os filhos que dormem,

  E, ouvindo o clamor do vento,

  Relembra, com desalento,

  O esposo que faleceu!…


  4 Mais adiante, eis um telheiro…

  Sem que a penúria lhe importe

  Um velhinho aguarda a morte,

  Com sede, chamando alguém!…

  Olha em vão a porta aberta,

  Quer água fria do poço,

  Chora, ao pensar que foi moço…

  Não aparece ninguém!…


  5 Visitemos os que moram

  Sob pontes desprezadas,

  Nota, ao longe, nas estradas

  Doentes vagando ao léu!…

  Alguns caem no caminho,

  No mal-estar que os alcança,

  Morrendo sem esperança,

  Embora fitando o Céu!…


  6 Alma querida, recorda

  Os que vão de alma ferida,

  São, entre as pedras da vida,

  Nossos irmãos teus e meus!…

  De volta ao teu lar feliz,

  Que de flores se entretece,

  Dirás, bendizendo em prece:

  —“Muito obrigado, meu Deus!…”


.Maria Dolores


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir