Bíblia do Caminho Testamento Xavieriano

Escultores de almas — Autores diversos


20


Perdoar

1 Tudo é perdão, dentro da natureza, a fim de que a vida possa crescer, prosperar, e aprimorar-se, em nome do Senhor.

2 O sol perdoa o pântano e converte-o em terra proveitosa.

3 A árvore perdoa a tempestade que a dilacera e torna a florir para a colheita farta.

4 O chão perdoa o lixo que o avilta e transforma-o em adubo precioso.

5 O tronco perdoa o serrote que o desarvora e passa à condição de agasalho ou de utilidade geral.

6 O grão perdoa a mó que o oprime e produz a farinha alva.

7 A uva perdoa aos pés que a maceram e converte-se em vinho medicamentoso.

8 O lenho perdoa o braseiro e faz a chama que aquece o lar, dentro da noite fria.

9 A massa perdoa o calor terrível do forno e transforma-se em pão que enriquece a mesa.

10 O animal perdoa o homem que o conduz ao matadouro e faz o alimento que lhe apoia a saúde.

11 Nos fundamentos da vida, tudo é esquecimento do mal com a permanente exaltação do bem.

12 Sem o espírito de sacrifício não há progresso, como sem renúncia individual não há educação.

13 Se desejamos colaborar na Obra Divina tomemos nosso lugar no imperativo do perdão e auxiliemos sempre.

14 Desculpar incessantemente é renovar-se para a vida superior.

15 Não vale arquivar mágoas ou colecionar aflições que sempre acabam instilando em nosso corpo e em nossa alma os agentes da enfermidade ou da morte.

16 A existência reclama o olvido de toda treva para que o nosso caminho esteja sob o domínio da Luz.

17 Recordemos o Cristo e saibamos esquecer todas as ofensas e todos os males, porque somente aquele que perdoa de modo integral consegue atingir a necessária e bendita renovação do próprio ser para a vida imperecível.


.Emmanuel


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir