Bíblia do Caminho Testamento Xavieriano

Escultores de almas — Autores diversos


5


Confiemos servindo

1 A fé renovadora é a bênção da vida em todos os campos da natureza.

2 Confia a semente na força que lhe flui dos recursos próprios e, rompendo o envoltório que a constringe, converte-se em árvore generosa.

3 Confia a flor nu energia solar que lhe submete a contextura a rudes metamorfoses e, renunciando à própria beleza, transforma-se em fruto.

4 Confia a fonte no impulso que lhe convoca as águas à grandeza do mar e, vencendo, muita vez, charcos e abismos, reúne-se ao rio que lhe acalma a aflição no colo do oceano.

5 Confia o barro humilde nos projetos do oleiro e, suportando a rija tensão do fogo, ressurge em vaso nobre.

6 A semente, porém, conformou-se à soledade, para fazer-se o apoio da floresta.

7 A flor resignou-se a perder o aroma e a frescura para manter o pão.

8 A fonte suportou o crivo do solo, vencendo lodo e areia para atingir a grande serenidade.

9 E o barro tolerou queimaduras atrozes para erguer-se em obra prima.

10 Esperança inativa é sonho morto. n

11 “Pregai vossa fé pelo exemplo” ( † ) diz-nos a palavra do Alto, trazida à nossa rota.

12 Eis porque, se nos propomos algum dia a luzir no celeiro da Infinita Bondade, necessário se faz saibamos estender a luz que o Cristo nos deu às almas, aprendendo a sofrer para resgatar, a servir para iluminar, a suportar para burilar e também a morrer pelo bem para realmente viver com a Imortalidade.


.Emmanuel



(Anuário Espírita 1987)


[1] NOTA: O texto do indicador 10 foi omitido neste livro impresso, mas consta desta mesma mensagem no Anuário Espírita”.


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir