Bíblia do Caminho Testamento Xavieriano

Doutrina de Luz — Emmanuel


5


Pregação espírita

1 Espíritas!

Não nos esqueçamos do círculo individual, por onde a nossa pregação doutrinária há de começar, eficiente e segura, se não estamos dispostos a perder o patrimônio da Divina Revelação no ruidoso vendaval do verbalismo sem obras.

2 Extingamos a preguiça, confiando-nos ao trabalho.

3 Combatamos o orgulho, simplificando a própria existência.

4 Guerreemos a vaidade, dobrando a própria cerviz à frente da Lei do Senhor.

5 Cessemos a maldade, instalando a bondade pura em nossos pensamentos e ações.

6 Apaguemos a mentira, afeiçoando-nos à verdade que ampara e alimenta sem vergastar ou ferir.

7 Anulemos o egoísmo, cultivando a abnegação.

8 Persigamos a intolerância, devotando-nos ao bem dos nossos adversários.

9 Impugnemos a separatividade, fazendo-nos mais irmãos daqueles que ainda não conseguem ler a vida pela cartilha dos nossos desejos.

10 Tercemos armas contra a discórdia, rendendo mais amplo culto à humildade.

11 Nossa Doutrina de Amor e Luz é um campo imenso aberto à renovação humana.

12 Em suas leiras há quem somente pesquisa e há quem apenas se demora no trato com os próprios interesses inferiores.

13 Nós, porém, que recolhemos no trabalho da fé a oportunidade bendita da própria sublimação nos padrões do Divino Mestre, saibamos associar o coração e a inteligência no empreendimento da regeneração que nos é necessária, buscando, acima de tudo, em nossos templos doutrinários, a força de superação das próprias deficiências, a fim de que possamos estruturar novos caminhos, na Eternidade Vitoriosa.

14 Não nos esqueçamos do ponto expressivo que somos na formação da linha de vanguarda que hoje se bate na Terra pelo soerguimento do mundo.

15 E, atendendo à pregação viva do ideal que esposamos, através de nossos sentimentos e ideais, palavras e testemunhos, estejamos convictos de que procurando conduzir o estandarte do Espiritismo à senda de nossos semelhantes, seremos por nossa vez conduzidos por ele à conquista de nossa Imortalidade!…


.Emmanuel


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir