Bíblia do Caminho Testamento Xavieriano

Deus conosco — Emmanuel


96


O testemunho é sempre solitário

24/06/1943


1 Meus amigos, que as forças divinas vos concedam muita paz de espírito. Sempre convosco unimos nossas vozes às vossas vozes, agradecendo ao Pai o muito de possibilidades e bênçãos que Sua divina misericórdia nos há concedido. 2 Tenho acompanhado vossas meditações, meu amigo, n e peço ao Mestre guarde a energia com que tendes sabido interpretar a situação. 3 O testemunho é sempre solitário. Jesus orava no monte sem a presença de companheiros. Recorreu, muita vez, ao deserto, orou no horto aparentemente sem ninguém e embora houvessem três cruzes no Calvário uma só era dele, porque as outras pertenciam aos ladrões. 4 Não existe outro recurso para o acesso à verdadeira luz. Paulo sentiu a gloriosa visão que o cegou às portas de Damasco cercado de três irmãos que nada viam e esteve absolutamente só nas catacumbas para o sacrifício supremo. Nenhum companheiro do apostolado conheceu outra senda. 5 O trabalho é da humanidade. A missão pode incluir muita gente em suas atividades, a obra pode, às vezes, representar o esforço de muitos, mas o testemunho é, invariavelmente, de um só. 6 Lembrai-vos sempre que nossos pensamentos amigos vos seguem. O Senhor nunca nos faltará! 7 Relativamente às nossas atividades espirituais, creio próximo o dia em que um amigo virá trazer-vos certas impressões de além-túmulo,  n que julgo muito preciosas e oportunas. 8 Que Jesus nos atenda aos desejos sinceros, satisfazendo nossa aspiração de trabalho. Boa noite. Guardai a paz de Cristo. Vosso irmão e servo humilde,


.Emmanuel



Notas da Organizadora:

[1] Refere-se a Rômulo Joviano.

[2] Em referindo-se a André Luiz.


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir