Bíblia do Caminho Testamento Xavieriano

Chico Xavier inédito — Autores diversos — F. C. Xavier / E. C. Monteiro


10


Tão vital como o trigo

Emmanuel, guia espiritual do médium Francisco Cândido Xavier, em sessão realizada na cidade de Pedro Leopoldo, Estado de Minas, durante a visita dos confrades D’Ângelo Neto e Heitor Giuliani, representantes do Clube dos Jornalistas Espíritas, no dia 3 de abril de 1950, quando Chico completava 40 anos, transmitiu-lhes esta bela mensagem que se constituiu num vigoroso incentivo à Campanha do Livro Espírita que o Clube dos Jornalistas estava liderando.


1 Meus amigos, muita paz.

2 A obra do livro e do jornal, no campo do Espiritismo Evangélico, é tão vital para o progresso do mundo quanto a sementeira de trigo ou a canalização de fontes renovadoras e puras, destinadas a sustentar a segurança, o bem-estar e a saúde da coletividade.

3 O mundo espiritual na Terra de agora é um conjunto de complexidades crescente, reclamando o devotamento de todos os cooperadores do bem, mormente no setor iluminativo da inteligência, uma vez que, se apenas a matéria orgânica transformada é adubo valioso do solo, convocado à produção econômica, somente a ideia evoluída e santificada conseguirá fertilizar os continentes da alma humana, necessitada de luz.

4 Não precisamos repetir que a máquina, aperfeiçoando o esforço da civilização, trouxe problemas de equação difícil para a vida mental em todos os círculos da redenção planetária. Em toda parte, sentimos o imperativo do esclarecimento e da educação; entretanto, sabemos, hoje, que os antigos processos acadêmicos, se habilitam o cérebro para os primores da técnica profissional, de modo algum respondem aos anseios de ascensão do Espírito eterno que, em todas as latitudes do Universo, pede paz e aprimoramento para ser feliz. 5 Os velhos templos de pedra não guardam mais o calor necessário à lavoura da fé e, enquanto a filosofia mergulha em abismos teóricos, a ciência confia-se ao cativeiro da política de hegemonia, para a qual sempre se inclinam as nações poderosas do mundo, sequiosas de dominação.

6 O tempo, contudo, não cessa de verter sobre a humanidade os recursos incessantes de elevação e aperfeiçoamento sobre a utilização dos quais cada um de nós é interpelado, a seu tempo, perante as forças equilibrantes que integram o tribunal da Justiça Divina.

7 Reconhecemo-nos, pois, à frente de obstáculos escuros e inquietantes em todos os trilhos do pensamento, e não encontramos, sinceramente, outra solução que não seja a de converter a imprensa espiritista cristã em claridade ascendente, cujas irradiações alcancem os mais recônditos setores da atividade comum.

8 O livro é, no fundo, o material vivo de construção do eterno domicílio da alma imortal, que se vai engrandecendo e iluminando, à medida que se sublima o usufruto de suas vantagens salvadoras, que é o próprio homem, ao passo que o jornal é, a nosso ver, a mesa permanente de pão emocional e idealístico, para a criatura que já abandonou as bases da vida primitivista, em voo para a glória da virtude e do conhecimento.

9 Assim, pois, meus amigos, saciemos a fome do corpo, e atendamos ao nosso irmão menos afortunado da senda terrestre, oferecendo-lhe agasalho e conforto, mas não nos esqueçamos de fazer mais luz para o raciocínio e para o sentimento, incentivando a escola e a imprensa, em cujo sistema de socorro espiritual aprendemos a ouvir os orientadores do passado, a receber o influxo das almas redimidas e abnegadas, que nos amparam no presente, e a sentir as sugestões e estímulos do futuro, para a exaltação do Evangelho, que é o livro divino, a cuja claridade imortal preparamo-nos, pelo estudo e pelo trabalho, pelo amor e pela dor, para encontrar a alegria divina de servir vitoriosamente, em perfeita sintonia com Jesus, Nosso Mestre e Senhor.


.Emmanuel


.Eduardo Carvalho Monteiro


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir