Bíblia do Caminho Testamento Xavieriano

Chico Xavier pede licença — Autores diversos — F. C. Xavier / J. Herculano Pires


27


Casa em reforma

.Emmanuel


1 Calamidades, flagelos, conflitos, lutas, provas!…

Os quadros do mundo moderno, porém, não expressam retorno ao primitivismo ou exaltação da animalidade.

Achamo-nos em plena via de burilamento e progresso.

2 A Terra assemelha-se hoje a casa em reforma.

Tudo ou quase tudo aparentemente desajustado para a justa rearmonização.

3 Na altura atual dos conhecimentos humanos não será recomendável uma revisão de valores por parte do homem, considerando-se o homem na sua condição de Espírito imperecível?

4 Conceitos enunciados pela civilização cristã, em quase vinte séculos, são agora testados, acordando as criaturas para a responsabilidade de viver nos padrões da imortalidade que nos é própria.

5 Desnível espiritual na família, criando perturbações, compelem aqueles que a integram para a conscientização da regra de ouro. Abre-se mais amplamente a escola da experiência, a fim de que aprendamos a respeitar os entes queridos, tanto quanto anelamos ser respeitados.

6 Desentendimentos aqui e além requisitam a presença de construtores da segurança geral. Matriculemo-nos na concorrência ao título de pacificadores.

7 Incompreensões se alongam em todos os caminhos, com acusações recíprocas entre grupos e pessoas. Salienta-se o ensejo de mecanizarmos o perdão, imunizando-nos contra revide ou ressentimento.

8 A felicidade e a paz nos processos de vivência comum reclamam a abnegação de quantos se declaram a favor do mundo melhor. Surpreendemos nisso expressivo concurso de valores pessoais, lançado aos cultivadores do bem, na base da legenda evangélica: “Quem deseja ser o maior que se faça o servidor de todos”. (Lc)

9 Ergamo-nos para a vida sustentando a luz da esperança. Evidentemente não temos a moradia planetária sob sentença de extermínio.

10 Continuamos todos resguardados pelo equilíbrio das leis universais. O que existe presentemente na Terra é o chamamento cada vez mais vivo ao testemunho individual de compreensão e aperfeiçoamento, com multiplicadas oportunidades de trabalho em louvor de nossa própria renovação.


A família está crescendo


.Irmão Saulo


Ao enviar-nos a mensagem “Casa em Reforma”, de Emmanuel, Chico Xavier nos conta o seguinte: “Foi recebida em nossa reunião pública. Em conjunto, estudávamos a questão 737 de “O Livro dos Espíritos”. O salão estava repleto de nossos irmãos procedentes de outras cidades. Antes da prece inicial o assunto dominante era a situação presente da Terra, com tantas crises e desarmonias a conturbá-la. Aberto o livro de Allan Kardec os comentários estenderam-se e o nosso Amigo da Espiritualidade escreveu a página de fé e otimismo que lhe envio às mãos”.

A questão 737 de “O Livro dos Espíritos”, colocada por Kardec, é esta: “Com que objetivo Deus castiga a Humanidade com calamidades destruidoras?” E a resposta dos Espíritos começa assim: “Para que ela avance mais rápido”. A seguir os Espíritos explicam o problema da evolução humana. Somos criaturas espirituais em desenvolvimento. Nascemos do princípio inteligente que é uma substância fundamental do Universa, e, à maneira da semente que germina na terra, germinamos e crescemos na carne. Esse processo de desenvolvimento — que é o processo de criação explicado na Bíblia: Deus fez o homem do limbo da terra submete-nos a dificuldades e dores individuais e coletivas.

O homem, como adverte o cientista espírita inglês Sir Oliver Lodge, não é um ser acabado, mas ainda em formação. A nossa. Humanidade Terrena é uma parcela mínima da Humanidade Cósmica. A Terra assemelha-se agora a uma casa que era habitada por uma família de cinco pessoas: pai, mãe e três filhos. Mas acontece que os filhos casaram e tiveram filhos, e que estes também cresceram e se multiplicaram. Para acomodar a todos é necessário reformar a casa, ampliá-la, melhorá-la. A população atual da Terra ultrapassa em número a soma de todas as populações anteriores que conhecemos. A família cresceu e os problemas aumentaram.

Mas tudo isso acontece porque o nosso Planeta está passando do plano inferior em que ainda se acha para um plano mais elevado. É a lei de evolução que se cumpre e não devemos dar ouvidos aos pregoeiros da destruição e da desgraça. É natural que nos inquietemos, mas não é justo que esqueçamos o Poder Supremo que nos dirige. Confiemos em Deus e nos seus desígnios.


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir