Bíblia do Caminho Testamento Xavieriano

Correio fraterno — Autores diversos


30


Outra vez

1 Desculpaste, edificando,

Mas, se a treva e a insensatez

Voltam de novo a ferir-te,

Perdoa e ajuda outra vez.


  2 Ouviste em prece os agravos

  À doutrina em que mais crês;

  No entanto, se há mais ofensa,

  Perdoa e ajuda outra vez.


3 Esqueceste duras golpes

Da injúria e da rispidez…

Todavia, se ressurgem,

Perdoa e ajuda outra vez.


  4 Viste mãos das mais queridas,

  No sonho que se desfez;

  Contudo, segue adiante…

  Perdoa e ajuda outra vez.


5 Ao lamaçal da calúnia

Em dia algum não te dês.

Bendizendo os detratores,

Perdoa e ajuda outra vez.


  6 Se teus pedidos mais justos

  Somente encontram surdez,

  Esperando sem revolta,

  Perdoa e ajuda outra vez.


7 Recolhes por teu sorriso

Gesto rude e descortês?

O tempo tudo transforma;

Perdoa e ajuda outra vez.


  8 Se queres guardar contigo

  A bênção da intrepidez,

  À frente de todo mal,

  Perdoa e ajuda outra vez.


9 Injustiçado, não guardes

Nem mágoas e nem porquês;

Trabalhando alegremente,

Perdoa e ajuda outra vez.


  10 Se almejas fazer migalha

  Do muito que o Mestre fez,

  Mesmo entregue à cruz da morte

  Perdoa e ajuda outra vez.


.Casimiro Cunha


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir