Bíblia do Caminho Testamento Xavieriano

Cartilha da Natureza — Casimiro Cunha


96


A capa

  1 Enquanto vibra o calor

  Do verão, em luz florida,

  A capa confortadora

  Permanece recolhida.


  2 Em tudo há sol claro e quente,

  Após a bênção do orvalho…

  Oculta-se a capa amiga

  Nas reservas de agasalho.


  3 Entretanto, chega um dia,

  Que surge na imensidade,

  Envolto de sombras frias

  E sopros de tempestade.


  4 Rajadas dilacerantes

  Invadem a atmosfera,

  Não mais a carícia doce

  Das tardes de primavera.


  5 De outras vezes, muito embora

  Cesse a grande ventania,

  Continua o inverno forte,

  Torturando noite e dia.


  6 Ar gelado, névoas densas

  Ao longo de toda a estrada,

  Se a neve não cai do céu,

  A terra sofre a geada.


  7 É quando a capa bondosa

  Aparece no caminho,

  Como a terna mensageira

  Do consolo e do carinho.


  8 Requestada em toda a parte,

  No tempo frio e brumoso,

  Trabalha, conforta e ajuda,

  Sem as pausas do repouso.


  9 Assim, no inverno das dores

  Que trazem desolação,

  A crença é a capa celeste

  Que agasalha o coração.


  10 Mas no mundo há muito crente,

  Que quando padece e chora,

  Desatende a Providência

  E atira com a capa fora.


.Casimiro Cunha


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir