Bíblia do Caminho Testamento Xavieriano

Cartilha da Natureza — Casimiro Cunha


65


A nuvem

  1 Céu sereno luminoso,

  Entretanto, avulta em cima

  Um ponto sombrio e triste —

  É a nuvem que se aproxima.


  2 Quem mirar o firmamento,

  Descansando a luz do olhar,

  De súbito, experimenta

  Doloroso mal-estar.


  3 Dilata-se o ponto negro,

  Em todo o céu que se altera,

  O calor é intolerável

  Na pressão da atmosfera.


  4 A planta parece aflita,

  Mergulhada em solo ardente.

  O vento para . O caminho

  Sufoca penosamente.


  5 Vem a nuvem dividida

  Em vastíssimos pedaços,

  Atritam-se os elementos

  Em confusão nos espaços.


  6 Em breve, porém, a chuva,

  Em gotas cariciosas,

  Mata a sede das raízes,

  Lava as pétalas das rosas.


  7 As folhas ganham verdura,

  A estrada se modifica,

  É a seiva do céu que cai,

  Profusa, bondosa e rica.


  8 Aí, reconhecem todos

  Que a nuvem, como ninguém,

  Sabia trazer, consigo,

  A paz, a alegria, o bem.


  9 Assim, a nuvem da vida

  Do infortúnio e da desgraça,

  Vem sombria e dolorosa,

  Chove lágrimas e passa.


  10 Um homem, depois das dores,

  É mais lúcido e melhor.

  Toda sombra de amargura

  Traz consigo um bem maior.


.Casimiro Cunha


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir