Bíblia do CaminhoTestamento Xavieriano

Índice Página inicial Próximo Capítulo

Cartilha da Natureza — Casimiro Cunha


62


O mar

  1 Na expressão profunda e viva

  Das forças da Natureza,

  Eis que o mar a tudo excede

  Em formosura e grandeza.


  2 Nos seus abismos trabalham

  Milhões de laboratórios,

  De onde nascem para a vida

  As larvas e os infusórios.


  3 As almas se modificam,

  Renova-se o esforço humano,

  Mas é sempre inalterada

  A oficina do oceano.


  4 Desde os primórdios do tempo

  De sua edificação,

  A sua finalidade

  É a força da criação.


  5 Foi nas águas generosas

  De seu seio almo e fecundo,

  Que alcançaram nascimento

  As formas de todo o mundo.


  6 Depois de sagrar a vida,

  Eis que opera em todo o dia,

  Fazendo as nuvens da chuva,

  Que alenta, renova e cria.


  7 Deus concedeu-lhe a grandeza

  De ser profundo e inviolável,

  Protegendo-lhe a missão

  Do equilíbrio inalterável.


  8 Com a sua dominação

  Esplêndida e solitária,

  É fator de ordem perfeita

  De toda a lei planetária.


  9 É o testemunho fiel,

  De Deus em nossa existência,

  Dando o ensino da equidade

  Que nasce da Providência.


  10 Mas se pode demonstrar

  Tão grande revelação,

  É que é o lugar onde os homens

  Não podem meter a mão.


.Casimiro Cunha


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir