Bíblia do Caminho Testamento Xavieriano

Cartilha da Natureza — Casimiro Cunha


46


O andaime

  1 Quando o esforço principia

  Em toda edificação,

  Não se pode prescindir

  Da alheia cooperação.


  2 Precisa-se apoio forte,

  De base através da qual

  Se distribua ao serviço

  Concurso e material.


  3 Vem o andaime prestimoso,

  É o seguro companheiro,

  Que atende às obrigações,

  Noite toda, dia inteiro.


  4 De pé, vivendo o dever,

  Serve a todos com bondade,

  É um exemplo de serviço

  E um símbolo de humildade.


  5 Muita vez, pisado a esmo,

  Escuro, banhado em lama,

  Permanece em seu lugar,

  Não se irrita, não reclama.


  6 Findo o esforço rude e longo,

  Ao rebrilhar do edifício,

  Pouca gente lhe recorda

  O trabalho e o benefício.


  7 O quadro é singelo e pobre,

  Mas rara é a lição assim

  O benfeitor olvidado,

  Que é fiel até ao fim.


  8 Além disso, o ensinamento,

  Em suas exposições,

  Apresenta aos aprendizes

  Duas belas sugestões.


  9 Diz a primeira que um dia

  Deveremos esperar,

  Agir sem qualquer andaime

  Na vida particular…


  10 Indaga-nos a segunda,

  Se já fomos, para alguém,

  O andaime silencioso

  Que ajuda a fazer o bem.


.Casimiro Cunha


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir