Bíblia do Caminho Testamento Xavieriano

Cartilha da Natureza — Casimiro Cunha


23


A derrubada

  1 Rangem troncos seculares

  Aos golpes do lenhador.

  É o machado formidando

  No impulso renovador.


  2 Toda a floresta se agita

  Em terríveis convulsões,

  Continua a derrubada

  Que precede as plantações.


  3 Sol quente. Suor. Serviço.

  E as árvores vigorosas

  Estraçalham com fragor

  As frondes cariciosas.


  4 Após o trabalho ingente,

  A invasão do fogaréu;

  Fumo espesso devorando

  A doce amplidão do céu.


  5 Gritam aves assustadas,

  Sem ninho, sem paz, sem guia,

  Animais inferiores

  Vão fugindo em correria.


  6 A seguir vem a coivara

  Completando a grande prova,

  É o termo da derrubada

  A favor da vida nova.


  7 Somente aí são possíveis,

  Pasto verde e espiga loura,

  Pomares e sementeiras,

  Celeiro, casa e lavoura.


  8 Já observaste que o homem,

  Ao longo de toda a estrada,

  Precisa também, por vezes,

  Das foices da derrubada?


  9 É a dor proveitosa e rude,

  Surgindo em golpes violentos,

  A força que retifica

  A mata dos sentimentos.


  10 Sem trabalho não teremos,

  No caminho universal,

  Nem casa com Jesus-Cristo,

  Nem pão espiritual.


Casimiro Cunha


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir