Bíblia do Caminho Testamento Xavieriano

Cartilha da Natureza — Casimiro Cunha


18


O campo e o jardim

  1 Nas lutas de cada dia,

  Nas estradas da existência,

  Lembra que o campo e o jardim

  São pontos de referência.


  2 Um é a esfera de trabalho

  Que fica estranha ao teu lar,

  O outro é a intimidade

  Da vida particular.


  3 No primeiro é a mão de Deus

  Que decide com grandeza,

  Na harmonia inescrutável

  Das forças da Natureza.


  4 No segundo é a criatura,

  Que, usando elementos seus,

  Ganha a vida, usufruindo

  Os opimos bens de Deus.


  5 O campo eterno, infinito,

  Vai de um mundo a outros mundos,

  É a vibração do universo,

  Em seus problemas profundos.


  6 O jardim é a casa amiga,

  Pobre ou rica, sempre boa,

  É a bela oportunidade

  Da luta que aperfeiçoa.


  7 As penas, as amarguras,

  De um lar de trabalho e dor,

  São trilhas que dão acesso

  Ao bem santificador.


  8 Quem não zele seu jardim,

  Com sacrifício e bondade,

  Mui longe está de atender

  No campo da humanidade.


  9 Entretanto, vemos homens,

  Herdeiros dos fariseus;

  Que já pretendem ser anjos,

  Sem serem bons para os seus.


  10 Se queres segar o campo

  Da luz e do amor sem fim,

  Não descuides um minuto,

  Das coisas do teu jardim.


.Casimiro Cunha


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir