Bíblia do Caminho Testamento Xavieriano

Cartilha da Natureza — Casimiro Cunha


11


O fio

  1 Nos movimentos da agulha,

  Nas tarefas do tear,

  O fio é muito importante

  Na base de todo lar.


  2 Pouca gente lhe observa

  Os valores, vida em fora;

  Na verdade, é companheiro

  Nas lutas de cada hora.


  3 Humilde, tênue, singelo,

  Às vezes quase impalpável,

  Para o pobre, para o rico,

  É matéria indispensável.


  4 Existe em padrões diversos,

  No algodão, em seda, em lã,

  E entre as dádivas do mundo

  É sublime talismã.


  5 É bênção do amor de Deus,

  Que acompanha a criatura

  Nos campos do mundo inteiro,

  Desde o berço à sepultura.


  6 Entretanto, é alguma coisa

  Muito frágil, muito leve,

  Cuja trama delicada

  Nosso lápis não descreve.


  7 Por ele, milhões de seres,

  No espírito do trabalho,

  Encontram caminho e vida,

  Luz e paz, força e agasalho.


  8 Olha o fio pobre e simples!

  Que lição útil e bela!…

  É tesouro do caminho,

  Mas parece bagatela.


  9 Observando-o, recordo

  As glórias e fins supremos,

  Do tempo que é luz divina,

  Neste instante que vivemos.


  10 O segundo é gota humilde,

  O século é vasto rio…

  Vive em Deus cada momento

  Que o minuto é nosso fio.


.Casimiro Cunha


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir