Bíblia do Caminho Testamento Xavieriano

Cartas do Evangelho e outros poemas — Casimiro Cunha — 2ª Parte


17


Dá sempre

  1 Ao pobre que te procure,

  Pedindo um pouco de pão,

  Dá também o bom sorriso

  De paz do teu coração.


  2 Um sorriso vale muito

  Ao coração sofredor,

  Como expressão de ternura,

  Como migalha de amor.


  3 Dá sempre. Quem pode dar

  É rico como ninguém.

  Feliz quem pode espalhar

  As claridades do bem


  4 Acolhe a todos; aos fracos,

  Aos pobres de alma ferida…

  Às vezes, quem bate à porta

  Foi teu pai numa outra vida.


.Casimiro Cunha


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir