Bíblia do Caminho Testamento Xavieriano

Cartas do Evangelho e outros poemas — Casimiro Cunha — 1ª Parte


16


Carta aos crentes

  1 Estás, amigo, na Terra,

  Em trânsito para a luz.

  És o romeiro das dores

  Buscando o amor de Jesus.


  2 Cercado de desenganos,

  De penas e de aflições,

  És hóspede transitório

  Na Terra das provações.


  3 Lembra, portanto, a lição

  Do Evangelho do Senhor:

  A porta da salvação

  É a porta estreita da dor.


  4 Já pensaste que quem passa

  Numa porta assim estreita,

  Precisa levar consigo

  Uma leveza perfeita?…


  5 Todo aquele que caminha

  Chega ao termo da viagem.

  Da Terra cheia de sombras

  Não leves muita bagagem.


  6 Muita ansiedade do mundo,

  Desejo, orgulho, paixão

  Podem fazer muito peso

  Em torno ao teu coração.


  7 Mas, a humildade, a esperança

  A doce luz da bondade

  São forças que te levantam

  Da senda da iniquidade.


  8 Com tais virtudes na vida

  Hás de seguir com leveza,

  Passando o estreito caminho

  Que abre os mundos da Beleza.


  9 Considera toda posse

  Da posição desigual

  Como um meio de conquista

  Da posse espiritual.


  10 Todo apego que não seja

  O apego do afeto irmão

  É uma algema dolorosa

  No instante da transição.


  11 Recorda sempre que, um dia,

  Voltarás à luz do Além

  E subirás na medida

  De tuas ações no Bem.


  12 Prepara-te, desde agora,

  Para a vida da Outra Luz,

  Onde te aguarda o carinho

  Das mãos ternas de Jesus.


.Casimiro Cunha


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir