Bíblia do Caminho Testamento Xavieriano

Cartas do Coração — Autores diversos — 2ª Parte


1


Esperanto

  1 Esperanto — mensageiro

  De encantados tempos novos

  Erguerá nações e povos

  Do campo de lodo e pó.

  Da Harmonia timoneiro,

  Que os portos da paz descerra,

  Libertará toda a Terra,

  Na glória de um mundo só!


  2 Vemo-lo já, no futuro,

  Fulgente, impávido e forte,

  — Luz fraterna em sendas mil!

  Chave de amor santo e puro,

  Abrirá caminhos grandes,

  Do altivo Himalaia aos Andes,

  Da Cochinchina ao Brasil.


   3 Nessa eminência sublime

  Do mundo regenerado,

  Não haverá Jove irado,

  Cujos carros fugirão;

  Nem purpúreos paramentos

  Bebendo em festins sangrentos,

  Nem purpúreos paramentos

  De senhores da ilusão.


  4 Seus luzidos estandartes

  Brilharão no mundo inteiro,

  Abolindo o cativeiro

  A que a maldade conduz;

  Convertendo os Bonapartes

  Em benfeitores amados,

  De canhões — forjando arados,

  De balas — penas de luz!


   5 Hífen de sol, religando

  Os Templos da Humanidade,

  Da grande fraternidade

  Fazendo virtude e lei;

  Orgulho triste e nefando,

  Que torvas guerras produzes,

  Espadas, fuzis, obuses,

  Mentiras, trevas — tremei.


  6 Na Terra inda há sombra inglória

  Da noite do mundo velho,

  Embora seja o Evangelho

  O Amor que do Alto reluz!

  No limiar da vitória

  Das verdades do Infinito,

  Esperanto! sê bendito

  Ao doce olhar de Jesus!


Castro Alves


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir