Bíblia do Caminho Testamento Xavieriano

Cartas do Coração — Autores diversos — 1ª Parte


23


A quem auxiliar?

1 Meu caro irmão, Jesus nos fortaleça.

2 Ainda e sempre, meu amigo, aprendamos a servir aos outros para auxiliar a nós mesmos.

3 Não te detenhas sobre o exame da chaga, do espinheiro, da cicatriz ou do pântano.

4 A verdade somente resplandece quando erguida pelas mãos da caridade à maneira de luz divina sobre o pedestal do amor verdadeiro.

5 Compreendamos e ajudemos.

  6 O rico exige a nossa cooperação por achar-se ameaçado de sombras.

  7 O pobre reclama o nosso concurso fraterno, por encontrar-se à beira da desesperação.

  8 O velho necessita reconforto e carinho.

  9 O jovem carece de conselho e bondade.

  10 O mau espera por nosso entendimento e contribuição para fazer-se melhor.

  11 O bom naturalmente conta com a nossa colaboração de modo e não perder-se sob os charcos da lisonja e da vaidade.

  12 A alegria espera por nossa ajuda, a fim de moderar-se.

  13 A tristeza clama por nosso auxílio, de modo a transformar-se em conformação.

  14 A ignorância pede compaixão ativa, de maneira a desobscurecer-se e a ciência exige a nossa cooperação para não desmandar-se.

  15 E nós mesmos, meu irmão, a cada passo, precisamos de tolerância e estímulo, ternura e generosidade.


16 Por muitos venhamos a avançar na senda do progresso, nunca prescindiremos da gota d’água que nos dessedente, do pão que nos sacie, do lar que nos agasalhe, do amigo que nos compreenda e perdoe.

17 Que o Cristo seja realmente o Mestre da nossa vida em nosso próprio coração e que na posição de aprendizes d’Ele possamos caminhar para a frente, cada vez mais identificados com o silêncio de Deus e distraídos do barulho dos homens, a fim de que a nossa jornada, em nome do Evangelho, constitua, efetivamente, a sublime sementeira da Luz.


.Arnold Souza


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir