Bíblia do Caminho Testamento Xavieriano

Auta de Souza — A própria


55

Ao sol do campo

  1 Prossegue, semeador, alçando monte acima,

  A plantação da fé na gleba da esperança,

  Ara, semeia, aduba, e, intimorato, avança,

  Consagrado a servir no sonho que te arrima.


  2 Não aguardes lauréis de transitória estima

  E se a nuvem de angústia e lágrimas te alcança,

  Deténs na própria fé refúgio e segurança,

  No grande espinheiral de amor que te sublima.


  3 Vara vento, granizo, injúria, lama, prova

  E espalha, aqui e além, a paz que te renova,

  No tempo a recordar solo vivo e fecundo.


  4 Ama, serve e constrói!… Onde lidas e esperas,

  Trazes contigo a luz dos gênios de outras eras

  Que promovem, com Cristo, a redenção do mundo.


.Auta de Souza



(Soneto recebido, em reunião pública da Fundação Marietta Gaio, na noite de 23 de julho de 1975, no Rio de Janeiro, RJ.)


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir