Bíblia do Caminho Testamento Xavieriano

Auta de Souza — A própria


53

União sem adeus

  1 Converte o pranto em que te dilaceras

  Em fonte de bondade, alma querida,

  Transfigure em bondade, paz e vida

  A saudade que trazes de outras eras…


  2 Espalha o bem, por mais que a dor coincida

  Com teu sonho de novas primaveras,

  Eleva-te a caminho, enquanto esperas,

  Quanto mais alto, tanto mais subida.


  3 Segue e serve, de pés sangrando embora,

  Esquece-te, perdoa, lida, chora,

  Luta, vence-te, sofre, mas porfia!…


  4 E encontrarás o Reino do Amor Puro,

  Da união sem adeus ante o futuro

  Na beleza perpétua da alegria!…


.Auta de Souza



(Soneto recebido em reunião da noite de 21 de julho de 1973, na Comunhão Espírita Cristã, em Uberaba, MG.)


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir