Bíblia do Caminho Testamento Xavieriano

Antologia dos Imortais — Autores diversos — 2ª Parte


49

Adelaide Câmara


ENTENDE A JESUS

  1 Escuta a voz do amor por onde fores,

  Guarda contigo as láureas da ventura,

  E esparze por mil gestos redentores

  A luz da paz à senda mais obscura.


  2 Contempla a Vida em bênçãos multicores

  No roteiro da anônima criatura,

  A flor, o orvalho, a brisa e os resplendores n

  Do céu azul na fonte d’água pura…


  3 Descobre em tudo as dádivas celestes

  Sustendo docemente os passos, prestes n

  A cair nos abismos da jornada.


  4 Fala, sorri, estuda, canta e ora, n

  Mas entende a Jesus que espera e chora

  No triste olhar da infância abandonada!


ADELAIDE Augusta CÂMARA (AURA CELESTE) — Poetisa, conferencista, contista e educadora, deixou belas páginas lítero-doutrinárias, em prosa e verso, subscrevendo-as geralmente com o pseudônimo de Aura Celeste. Levada ao Espiritismo pelo Dr. Adolfo Bezerra de Menezes, trabalhou em diversas instituições espíritas do Rio de Janeiro, a elas dedicando o melhor de suas energias. Fundadora e diretora do Asilo Espírita “João Evangelista”, lar para crianças desprotegidas, onde realizou a tarefa máxima de educadora competente e extremosa. Entre as várias faculdades mediúnicas de que era dotada, sobressaíram a receitista e a psicofônica. Prefaciando-lhe o livro Vozes d’Alma, Leal de Souza chamou-lhe “a grande Musa moderna, a Musa espiritualista”. (Natal, Rio Grande do Norte, 11 de Janeiro de 1874 — Rio de Janeiro, Gb, 24 de Outubro de 1944.)

BIBLIOGRAFIA: Vozes d’Alma, versos; Sentimentais, versos; Aspectos da Alma, contos; Palavras Espíritas, palestras; etc.

Obras de sua mediunidade: Orvalhos do Céu; Do Além; etc.


[1] Observe-se a enumeração.

[2] Note-se o gosto da poetisa para o uso do “enjambement”.

[3] Leia-se com hiato: can/ta e/ o/ra.


(Psicografia de Waldo Vieira)


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir