Bíblia do Caminho Testamento Kardequiano

Revista espírita 1861 — Ano IV. ©

Jornal de estudos psicológicos.
(Édition Française)

CONTÉM: O relato das manifestações materiais ou inteligentes dos Espíritos, aparições, evocações, etc., bem como todas as notícias relativas ao Espiritismo. — O ensino dos Espíritos sobre as coisas do mundo visível e do invisível; sobre as ciências, a moral, a imortalidade da alma, a natureza do homem e o seu futuro. — A história do Espiritismo na Antiguidade; suas relações com o magnetismo e com o sonambulismo; a explicação das lendas e das crenças populares, da mitologia de todos os povos, etc. — Publicada sob a direção de ALLAN KARDEC.


Todo efeito tem uma causa. Todo efeito inteligente tem uma causa inteligente. O poder da causa inteligente está na razão da grandeza do efeito.


Índice.

SISTEMA DE PESQUISA ON-LINE DA REVISTA ESPÍRITA.


Janeiro. | Fevereiro. | Março. | Abril. | Maio. | Junho. | Julho. | Agosto. | Setembro. | Outubro. | Novembro. | Dezembro.

Janeiro 1861. | Boletim da Sociedade parisiense de estudos espíritas. | O Livro dos Médiuns (1ª Edição.) | A bibliografia Católica contra o Espiritismo. | Carta sobre a incredulidade (Digressões filosóficas. — pelo Sr. Canu.) | O Espírito batedor do Aube. | Ensino espontâneo dos Espíritos. | Os três tipos. | Cazotte. | A voz do anjo-da-guarda, por Channing. | A garridice, por Georges.


Fevereiro 1861. | Boletim da Sociedade parisiense de estudos espíritas. | O Sr. Squire. (Médium de efeitos físicos.) | Escassez de Médiuns. | Carta sobre a incredulidade. (Continuação e fim. Anexado à 1ª carta.) | Conversas familiares de além-túmulo. | O suicídio de um ateu. | Questões e problemas diversos. dirigidas a São Luís. | Ensino dos Espíritos. | Ano de 1860, por J. J. Rousseau; São Luís; Léon J… (irmão do médium.) e por Leão X. | Comentário ao ditado publicado sob o título de “Despertar do Espírito”. (Anexado ao artigo de outubro de 1860.) | Os três tipos. (Continuação. Anexado ao 1.° artigo.) | A harmonia, por Réné de Provence.


Março 1861. | O homenzinho ainda vive. (A propósito de um artigo contra o Espiritismo publicado pelo Sr. Deschanel, no Journal des Débats.) | A cabeça de Garibaldi. (Frenologia e Fisiognomonia.) | Assassinato do Sr. Poinsot. | Conversas familiares de além-túmulo. | Sra. Bertrand. | Senhorita Pauline M… | Henri Murger. | O Espírito e as rosas, por Emma D… | Ensinos e dissertações espíritas. | A lei de Moisés e a lei do Cristo (Comunicação de Mardoché R… enviada por um médium profitente do culto israelita.) | Lições familiares de moral. | Os missionários, por Adolphe, bispo de Argel. | A França, por Carlos Magno. | A ingratidão, por Sócrates.


Abril 1861. | Mais uma palavra sobre o Sr. Deschanel. (Anexado ao artigo O homenzinho ainda vive.) | O Sr. Louis Jourdan e o Livro dos Espíritos. | Apreciação da História do Maravilhoso, pelo Sr. Louis Figuier. (Anexado ao artigo História do maravilhoso e do sobrenatural.) | O mar, pelo Sr. Michelet. | Conversas familiares de além-túmulo. | Alfred Leroy, suicida. | Jules Michel. (Amigo do filho da médium, Sra. Costel, morto aos 14 anos. Evocado 8 dias depois de sua morte.) | Outros. | Correspondência. | Ensinos e dissertações espíritas. | Vai nascer a verdade. (Advento do Espiritismo), por Massillon. | Progresso de um Espírito perverso, por Claire e Adèle. | Sobre a inveja nos médiuns, por Luos.


Maio 1861. | Sociedade parisiense de estudos espíritas. — Discurso do Sr. Allan Kardec no novo ano social, pronunciado na sessão de 5 de abril de 1861. | O anjo da cólera. | Fenômenos de transporte. | Conversas familiares de além-túmulo. | O Dr. Glas. (Nascido em Lyon, morto a 21 de fevereiro de 1861, com 35 anos e meio.) | Outros. | Questões e problemas diversos. | Ensinamentos e dissertações espíritas. | Sra. de Girardin, por ela mesma. (Obs. de Allan Kardec quanto a apreciação das comunicações de um Espírito.) | A pintura e a música, por Lamennais. | Festas dos bons Espíritos à chegada de um irmão. Por Felícia, esposa desencarnada do evocador  Émile, e há um ano seu guia protetor. | Vinde a nós, por Ferdinand, filho do médium. | Progresso intelectual e moral, por Georges. (Bispo de Périgueux e de Sarlat, feliz por ser um dos guias do médium.) | A inundação, por Wilhelm, avô do médium.


Junho 1861. | Channing. Discurso sobre a vida futura. (Pregado por Channing, ministro protestante, no domingo de páscoa de 1834, após a morte de um amigo.) | Correspondência. | Carta do Sr. Roustaing, de Bordeaux, advogado na Corte Imperial de Bordeaux e antigo chefe da ordem dos advogados. (Comentários de Allan Kardec à missiva do Sr. Roustaing iniciado recentemente no Espiritismo.) | Outros. | A prece, por Joly. (Explanação de Kardec sobre a ação moral da prece, provocando o arrependimento e abreviando o tempo de expiação dos culpados em contrapartida ao dogma do fogo eterno.) | Conversas familiares de além-túmulo. | Conversas familiares de além-túmulo. — Observação do Sr. Allan Kardec sobre as palestras com os Espíritos de homens vulgares, e sobre a passagem, a transição da vida atual à vida futura. | O Marques de Saint-Paul. (Morto em 1860, evocado a pedido de sua irmã, membro da Sociedade, a 16 de maio de 1861.) | Henri Mondeux, o calculista. | Sra. Anaïs Gourdon. (Jovem senhora, notável pela suavidade de caráter e pelas qualidades morais mais eminentes, morta em novembro de 1860. Evocada a pedido de seu pai e de seu marido.) | Outros. | Efeitos do desespero. (Morte do Sr. Laferrière, membro do Instituto.) Suicídio do Sr. Léon L… | A viúva e o médico. | Dissertações e ensinos espíritas por ditados espontâneos. | Muitos os chamados poucos os escolhidos, por Erasto, anjo da guarda do médium. | Ocupação dos Espíritos, por Marcillac, Espírito familiar. | O deboche, por Felícia. | Sobre o perispírito, por Lamennais. (Ditado espontâneo, a propósito de uma discussão que acabara de haver na Sociedade, sobre a natureza do Espírito e do perispírito.) | O anjo Gabriel. — Evocação de um bom Espírito, pela Sra. de X…, em Soultz, Haut-Rhin. | Despertai, por Helvétius. | O gênio e a miséria, por Gérard de Nerval. | Transformação, por Georges. | A separação do Espírito, por Ferdinand, Espírito familiar.


Julho 1861. | Ensaio sobre a teoria da alucinação. | Uma aparição providencial. (O caso ocorrido com o Sr. Bruce que vira na cabine do capitão do navio a aparição do Espírito de um homem vivo escrevendo em uma ardósia um aviso providencial.) | Conversas familiares de além-túmulo. | Os amigos não nos esquecem no outro mundo. | Correspondência. | Carta do presidente da Sociedade Espírita do México. | Desenhos misteriosos (Novo gênero de mediunidade. — Pictografia, escrita e desenhos recebidos diretamente dos Espíritos sem intervenção do médium.) | Exploração do Espiritismo. (Médiuns mercenários.) | Variedades. | As visões do Sr. O… (Figuras fantásticas da imaginação.) | Os Espíritos e a gramática. | Dissertações e ensinos espíritas por ditados espontâneos. | O papel dos médiuns nas comunicações, por Erasto e Timóteo | Hospital público. (Santa Casa de Misericórdia), por Gérard de Nerval e por Alfred de Musset. | A prece, por Fénelon.


Agosto 1861. | Aviso. (Do período de férias na Sociedade Parisiense de Estudos Espíritas.) | Fenômenos psico-fisiológicos das pessoas que falam de si mesmas na terceira pessoa. | Manifestações americanas. (Experiências com deslocamento de objetos, voz direta e materializações parciais, com o médium Sr. Fay.) | Conversas familiares de além-túmulo. | Dom Peyra, Prior de Amilly. | Correspondência. | Carta do Sr. Mateus sobre os médiuns trapaceiros. | Dissertações e ensinos espíritas. | Da influência moral dos médiuns nas comunicações, por Erasto. | Dos transportes e outros fenômenos tangíveis, por Erasto. | Os animais médiuns, por Erasto. | Povos, silêncio!, por Byron. | Jean-Jacques Rousseau, pelo próprio. | A controvérsia. (Sobre as controvérsias religiosas), por Bossuet. | O pauperismo. (Sobre a extinção da pobreza), por Adolfo, bispo de Argel. | A concórdia, por Mardochée. | A aurora dos novos dias, por Stäel.


Setembro 1861. | O Estilo é o homem. — Polêmica entre vários Espíritos | Conversas familiares de além-túmulo. | A pena de Talião. (O caso ocorrido com Antônio B…, enterrado vivo, devido à morte aparente. O Espírito de Antônio, evocado a pedido da família, esclarece o seu drama e porque passou pela pena de Talião.) | Correspondência. | Carta do Sr. Mathieu sobre a mediunidade nas aves. | Carta do Sr. Jobard sobre os espíritas de Metz. | Dissertações e ensinos espíritas. | Um Espírito israelita a seus correligionários, por Edouard Pereyre. | Variedades. | Notícia falsa. (Referente a uma conferência solene sobre o Espiritismo, entre os Srs. Home, Marcillet, Squire, Delaage, Sardou, Allan Kardec e outros.)


Outubro 1861. | O Espiritismo em Lyon. | Banquete oferecido ao Sr. Allan Kardec pelos vários Grupos de espíritas lioneses, a 19 de setembro de 1861. | Alocução do Sr. Dijoud. (Chefe de oficina, presidente do Grupo Espírita de Brotteaux.) | Brinde do Sr. Courtet. (Negociante.) | Brinde do Sr. Professor Bouillant. | Discurso do Sr. Allan Kardec aos espíritas lioneses. | Epístola de Erasto aos espíritas lioneses lida no banquete de 19 de setembro de 1861. | Conversas familiares de além-túmulo. | Eugène Scribe. | Ensinamentos e dissertações  espíritas. | Os cretinos, por Pierre Jouty, pai do médium. | Se fosse um homem de bem, teria morrido, por Fénelon. | Os pobres e ricos. (Dissertação sobre a inveja e o ciúme), pelo Espírito protetor do médium. | Diferentes maneiras de fazer a caridade, Um Espírito protetor. | Roma, por Massillon. | O Coliseu, por Dante. | A terra prometida, por Mardochée. | Egoísmo e orgulho, por Pascal. | Outros. | Sociedade Espírita de Metz.


Novembro 1861. | Resquícios da Idade Média. (Auto-de-fé das obras espíritas em Barcelona.) | Opinião de um jornalista sobre o Livro dos Espíritos. | O Espiritismo em Bordeaux. | Reunião geral dos espíritas bordeleses. — A 14 de outubro de 1861. | Algumas considerações sobre o Espiritismo. (Lidas na sessão geral, quando da passagem do Sr. Allan Kardec por Bordeaux), pelo Dr. Bouché de Vitray. | Discurso do Sr. Allan Kardec (em Bordeaux.) | Primeira epístola de Erasto aos espíritas de Bordeaux. | Banquete oferecido ao Sr. Allan Kardec pelos espíritas bordeleses. | Poesias do momento. | Bibliografia. | O Livro dos Médiuns. (Segunda edição.) | O Espiritismo ou Espiritualismo em Metz. (Primeira série das publicações da Sociedade Espírita de Metz.) | O Espiritismo na América. (Excertos sobre o Espiritismo, do juiz Edmonds, de New York, escritos em 1854, traduzidos do inglês pela Srta. Clémence Guérin.)


Dezembro 1861. | Aviso. (Aos assinantes da Revista Espírita, sobre a renovação da assinatura e aquisição dos 4 anos precedentes.) | Novas obras do Sr. Allan Kardec. (O Espiritismo na sua expressão mais simples. — Refutação das críticas contra o Espiritismo.) | Organização do Espiritismo. | Necrologia. | Morte do Sr. Jobard, de Bruxelas. | Outros. | Auto-de-fé de Barcelona. (Anexado ao artigo Resquícios da Idade Média.) | A toutinegra, o pombo e o peixinho, por C. Dombre. (Fábula.) | Do sobrenatural, pelo Sr. Guizot | Meditações filosóficas e religiosas ditadas ao Sr. Alfred Didier, médium, pelo Espírito de Lamennais. Prólogo de Allan Kardec.


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir