Bíblia do Caminho Testamento Kardequiano

O Espiritismo na sua expressão mais simples. ©

(Édition Française)

EXPOSIÇÃO SUMÁRIA DO ENSINO DOS ESPÍRITOS E DE SUAS MANIFESTAÇÕES. — Por ALLAN KARDEC. — PARIS, 15 DE JANEIRO DE 1862.


Nascer, morrer, renascer ainda e progredir sem cessar, tal é a lei.


Índice.

(Capítulos)

Nota do Tradutor. Evandro Noleto Bezerra.


Histórico do Espiritismo. | 1. As primeiras manifestações nos EUA. As mesas girantes ou dança das mesas. | 2. Qual era a natureza da inteligência, que produzia esses estranhos fenômenos? | 3. A propagação do fenômeno das mesas girantes para a França e o resto da Europa. | 4. As primeiras críticas à realidade dos fenômenos inusitados. | 5. A evolução da comunicação por batidas (Tiptologia) para as comunicações através de médiuns escritores (psicografia). A descoberta de um mundo novo: o mundo dos invisíveis. | 6. Que são os Espíritos? Que papel desempenham no universo? Com que propósito se comunicam com os mortais? | 7. As três partes essenciais constitutivas do homem: a alma ou Espírito, o corpo e o perispírito. A morte. | 8. O corpo morre, o Espírito não, a morte do corpo desembaraça-o de seus laços; ele se liberta e recupera sua liberdade. | 9. O meio que os Espíritos empregam para atestar sua presença e chamar para si a atenção. | 10. Da qualidade dos Espíritos e suas comunicações. | 11. O Espiritismo: doutrina fundada na existência, nas manifestações e no ensinamento dos Espíritos. | 12. O Espiritismo antes do surgimento da Doutrina Espírita, o Espiritismo moderno. | 13. Se não é novo o que vem fazer o Espiritismo? | 14. Porque o Espiritismo representa O Consolador prometido. | 15. O Espiritismo do ponto de vista religioso. Sua universalidade. Pode um espírita definir-se como católico, grego ou romano, protestante, judeu ou muçulmano? Porque a denominação Espiritismo Cristão. A quem se destina a crença espírita. | 16. O Espiritismo e os dogmas da eternidade das penas, do fogo material do inferno, e da personalidade do diabo. | 17. As almas dos que morreram podem comunicar-se com os vivos?


Resumo do ensino dos Espíritos. | 1, 2. Deus, Espírito e matéria. | 3 – 5. O Espírito, sua individualidade, sua criação. | 6. O livre arbítrio soberano nos Espíritos. | 7. Deus não criou o mal; estabeleceu leis. | 8. Os Espíritos são agentes do poder divino. | 9. Encarnação dos Espíritos. | 10. A humanidade. | 11. A alma. O homem e os animais. | 12. O aperfeiçoamento do Espírito. | 13, 14. As existências corpóreas do Espírito. | 15, 16. A vida espiritual. A erranticidade. | 17. Punição para o Espírito culpado. | 18. Mundos apropriados aos diferentes graus de avanço dos Espíritos. | 19. Os mundos onde encarnam Espíritos culpados. | 20. Como devemos entender a eternidade das penas. | 21. A herança do Espírito. O verdadeiro pecado original. | 22. O esquecimento das existências anteriores. | 23. Uma explicação lógica à teoria do pecado original cometido por Adão. | 24. A diversidade das aptidões inatas. | 25, 26. Se a existência atual fosse única e devesse decidir sozinha sobre o futuro da alma para a eternidade, qual seria o destino das crianças que morrem em tenra idade? Pelo mesmo motivo, qual seria a sorte dos cretinos, idiotas? | 27. As existências corpóreas terão um fim? | 28. Guias da humanidade. Espíritos protetores. Moisés e o Cristo. | 29, 30. O Espiritismo e sua missão. | 31, 32. Origem dos males que afligem a humanidade. Como destruir o egoísmo e o orgulho, que parecem inatos no coração do homem? (o seu pecado original.) | 33, 34. O expurgo prometido. A tarefa dos Espíritos que serão exilados. A nova geração e o Espiritismo cristão.


Máximas extraídas do ensinos dos Espíritos.


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir