Bíblia do Caminho Testamento Kardequiano

O Livro dos Espíritos

(1ª edição)
(Édition Française)

Índice alfabético

( A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V )
Nota. — Os números indicados sem especificação são os dos parágrafos.

A

ACASO, 5.

ADÃO, 21.

ADORAÇÃO (lei de), 306 e seguintes.

AFEIÇÃO dos Espíritos entre si, 79. — Idem: Pelas pessoas, 184. — Idem: Pelos parentes e amigos que deixaram na terra, 185.

ALIMENTAÇÃO. (Veja Comida.)

AMBROSIA, nota 3.

ALMA, introdução, página 1. — Alma Universal, 28. — Alma, Espírito encarnado, 81, 82. — Momento da união da alma e do corpo, 86. (Veja Criança.) — Indivisibilidade da alma, 92. — Sede da alma, 93. — Alma externa ou interna, 94. — Relações entre a alma e o corpo, 95 e seguintes. — Alma após a morte, 101 e seguintes. (Veja Individualidade), 122, 123, 124, 196. — A alma independente do princípio vital; o corpo pode viver sem alma? 104. — Separação da alma e do corpo, 105 e seguintes. — Sensação da alma ao entrar no mundo espiritual; modificação dos pensamentos da alma após a morte, 109, 481, 486, notas 12, 15. — Acolhimento feito à alma em seu retorno ao mundo espiritual, 121. — Parentes e amigos vêm ao seu encontro, 486. — Emancipação da alma durante a vida corporal, 153 e seguintes. — Estado da alma durante o sono do corpo, 154 e seguintes.

ALUCINAÇÕES, 170.

AMOR ao próximo (lei de), 442 e seguintes. — Idem: da família, 327.

ANJOS, 55. — Anjos rebeldes; queda dos anjos, 61. — Anjo da Guarda, 188 e seguintes.

ANIMAIS, 32 e seguintes. — Sua linguagem, 33. — Diferença entre o homem e os animais, 34 e seguintes, 436. O homem já foi animal? 127. Ele se tornará um animal? 128.

ANTAGONISTAS, introdução, página 13.

APARIÇÕES, 42, 202, 213.

APTIDÕES (Desigualdade das), 404, 405, 421, 466.

ARCANJOS, 55.

ARREPENDIMENTO, 142 e seguintes.

ASSASSINATO [Homicídio], 363 e seguintes.

ATEÍSMO, 171.

AUTORIDADE, (abuso da), 326, 407, 407.

AVISO do Espírito familiar [protetor], 193.



B

BATEDORES (Espíritos), 202, 237.

BÊNÇÃO, 197.

BEM (o) absoluto ou relativo, 285, 287 e seguintes. — Bem feito após a morte [por testamento], 458.

BEM-ESTAR, 347, 410.

BENS da terra (uso dos), 341, 342.



C

CAÇA, 361.

CARIDADE (lei de), 442 e seguintes.

CASAMENTO, 335 e seguintes.

CAUSA primária, 4 e seguintes.

CELIBATO, 334.

CETICISMO, 14, 477.

CÉU (1º, 2º, 3º céu), 501.

CIENTISTAS (oposição das corporações), introdução, página 14. — Cientistas no mundo espiritual; eles reconhecem seus erros? 245, 246.

CLARIVIDÊNCIA. (Veja Lucidez.)

CLAUSTRAÇÃO [Clausura]. (Veja Isolamento.)

COMIDA, 358 e seguintes.

COMUNICAÇÃO dos Espíritos entre si, 52. — Idem: dos homens com Espíritos, 204 e seguintes, 250. — Modos de comunicação preferíveis, 216. (Veja Médiuns, Espíritos.) — Condições para haver boas comunicações, 225 e seguintes. — Comunicações triviais e grosseiras, 226, 227. — Como distinguir a natureza dos Espíritos que se comunicam? 229 e seguintes, nota 8. — Natureza das comunicações que podem ser obtidas; perguntas simpáticas ou antipáticas aos Espíritos, 234 e seguintes, nota 9. — Por que as comunicações espirituais são mais frequentes hoje? 304.

CONSELHOS que podemos pedir aos Espíritos, 244 e seguintes.

CONSERVAÇÃO (lei de), 338e seguintes.

CONSOLAÇÕES, livro 3.

CONTRADIÇÕES, introdução, página 21. — Idem: 223 e seguintes.

CRENÇAS intuitivas, 100.

CRETINOS, 98.

CRIAÇÃO, 11 e seguintes.

CRIANÇAS; Espíritos filhos de Deus, 40. — Antes do nascimento, as crianças têm alma? 86. — Os pais transmitem uma porção de sua alma aos filhos? 87. — Influência do Espírito dos pais sobre os filhos, 89. — O Espírito de uma criança é tão desenvolvido quanto o de um adulto? 97. — Uma criança morta se torna um anjo após sua morte? 141. (Veja Similitudes.)

CRISÍACOS, 170.



D

DANÇA das mesas, introdução, página 4 e seguintes.

DATAS; causas de erros, 69, 241.

DEMÔNIOS, 62, 83, 170.

DESEJO do mal, 291.

DESIGUALDADE dos Espíritos, 54. — Idem: das aptidões, 404 e seguintes, 421. — Idem: das posições sociais, 406.

DESTRUIÇÃO (lei de), 357 e seguintes.

DEVERES naturais, 442 e seguintes.

DEUS, 1 e seguintes. — Deus se ocupa de cada indivíduo e de cada um de nossos atos para nos recompensar e punir? 478, nota 16.

DIREITOS naturais, 442 e seguintes. — Direito de viver, 446. — Idem: de propriedade, 448 e seguintes.

DOENÇAS. (Veja Saúde.)

DUELO, 365 e seguintes.

DUENDES (Espíritos), 57.

DURAÇÃO. (Ver Datas.)



E

EGOÍSMO, 455 e seguintes.

EMANCIPAÇÃO da alma, 153 e seguintes.

ENCARNAÇÃO de Espíritos; objetivo da encarnação, 80 e seguintes. — Um Espírito pode encarnar em dois corpos diferentes ao mesmo tempo? 90. — Diferentes encarnações, 125 e seguintes. — Todas as encarnações se cumprem na Terra? 130, 490. — Encarnação de um mundo superior em um mundo inferior, 133, nota 15. — Última encarnação, 137. — Intervalo entre cada encarnação, 139 e seguintes, nota 4. (Veja Existências.)

ENSINAMENTOS dados pelos Espíritos, 303.

ERRANTES (Espíritos), 140, 217.

ESCOLHA. (Veja. Provas, Existências.)

ESCRAVIDÃO, 419 e seguintes.

ESCRITA dos Espíritos, introdução, página 20. — Idem: 211.

ESMOLA, 447.

ESPAÇO universal, 16.

ESPERANÇAS, livro 3.

ESPÍRITA, definição, introdução, pág. 1. — Doutrina Espírita; encontramos traços dela em todos os povos, 100.

ESPÍRITOS, 38 e seguintes. — Criação de espíritos, 38. Eles são imateriais? 39 e seguintes. — Eles são distintos da divindade, 40. — Sua forma, 41. — Sua individualidade, 43. — Eles estão em todos os lugares e se transportam por toda parte, 46, 47. — Sua indivisibilidade, 48, 90. — Modo de visão dos Espíritos, 49. — Eles podem subtraírem-se à visão uns aos outros e dissimular seus pensamentos? 50, 51. — Eles têm uma linguagem? 52. — Os Espíritos foram criados simples e ignorantes, 53. — Diferentes ordens de Espíritos, 54 e seguintes. — Espíritos puros, 55, 136, 137. — Espíritos neutros, impuros, levianos, 57. — Espíritos errantes, 140, 217. — Os Espíritos são bons ou maus por natureza? 58, 83. — Progressão dos Espíritos; eles não podem degenerar, 59, 60 e seguintes. — Ocupação dos Espíritos, 63. — Atributos especiais dos Espíritos; Espíritos presidindo fenômenos no ar, na terra, 64 e seguintes. — Espíritos guardiões de tesouros, 248, 249. — Percepções dos Espíritos, 67 e seguintes. — Conhecem eles o passado e o futuro? 70 e seguintes. — Eles sentem fadiga ​​e a necessidade de repouso? 73. — Penas e gozos dos Espíritos, 74 e seguintes. — Relações entre os Espíritos de diferentes ordens, 76 e seguintes. — Afeição dos Espíritos entre si, 79. — Como se reconhecem os Espíritos que coabitaram na Terra, 116 e seguintes. — Lembrança das inimizades terrenas, 118. — Podemos dissimular qualquer coisa aos Espíritos? 119, 172. — Conservam eles algumas das paixões humanas? 120. — Idem: os traços do caráter que tinham na Terra, 247. — São de diferentes sexos? 131. — Influência dos Espíritos em nossos pensamentos e ações, 173 e seguintes. — Com que propósito certos Espíritos nos impelem para o mal? Pode-se libertar-se de sua influência, 177, 178. — Manifestação dos Espíritos; Espíritos batedores e outros, 200 e seguintes. — Como eles agem sobre a matéria, 202. — Os Espíritos que se manifestam, são todos errantes? 217. — Eles podem se manifestar em vários lugares ao mesmo tempo? 223, 265. (Veja: Alma, Manifestações, Comunicações, Médiuns, Crianças, Evocações.)

ESPÍRITOS familiares, 187 e seguintes.

ESQUECIMENTO de existências passadas, 147 e seguintes.

EVOCAÇÕES; forma de evocar; condições mais favoráveis ​​para a evocação; Espíritos que podem ser evocados, 251 e seguintes. — Identidade dos Espíritos evocados; podem utilizar-se de nomes falsos, introdução, página 20. — Idem, 259. — Causas que podem impedir a vinda de um Espírito evocado, 260, 261, nota 13. — Evocação de homens ilustres; porque eles vêm ao chamado dos homens mais obscuros, 264. — Evocação simultânea de vários Espíritos, 266. — Evocação no momento da morte, 268, notas 12, 15. — Idem: do Espírito de uma criança, 269. — Idem: de Espíritos encarnados em outros mundos, 2 — Idem: de pessoas vivas, 271 e seguintes.

EXISTÊNCIAS (diferentes), 125 e seguintes, 280. Notas 4, 5, 12, 15. — Lembrança, esquecimento, revelação de existências passadas, 146, 147, 148, 243. — Em novas existências pode o homem decair? 149 e seguintes.

EXPIAÇÕES, 125, 141, 144, 489 e seguintes.

ÊXTASE, 165.



F

FACULDADES; obstáculos à livre manifestação das faculdades do Espírito encarnado, 95 e seguintes.

FADAS, nota 3.

FALTAS; resgate das faltas, 458.

FAMÍLIAS de Espíritos, 76, 91.

FATALIDADE, 183, 441, nota 15. — Lugares fatalmente propícios ou funestos, 186.

FÉ; ela é necessária para ser médium ou fazer uma evocação? 211.

FELICIDADE na Terra, 459 e seguintes.

FLAGELOS destruidores, 372 e seguintes.

FORÇA (abuso da), 406 e seguintes.

FORMA dos Espíritos, 41, 42.

FORTUNA. (Veja. Riqueza.)

FUNERAIS, 113, 412.

FUTURO, (conhecimento do), 72, 99, 240 e seguintes.



G

GÊMEOS, sua semelhança moral, 90.

GÊNIOS, 66, nota 3. — Gênios familiares, 187 e seguintes.

GNOMOS, 66, nota 3.

GOZO dos Espíritos, 74 e seguintes. — Idem: dos bens da Terra, 344 e seguintes.

GUERRAS, 377 e seguintes.



H

HABITANTES dos diferentes mundos, 132 e seguintes, nota 3. (Veja Terra.)

HOMEM; primeira aparição do homem na Terra, 19. (Veja Adão, Raças.) — As três partes constitutivas do homem, 82. — Natureza dual do homem, 84. — O homem percorreu os diferentes degraus da escala animal? 127.

HOMICÍDIO. (Veja Assassinato.) 363 e seguintes.



I

IDEIAS inatas, 100, 169. — Ideias que surgem em vários pontos ao mesmo tempo; ideias no ar, 163. — Ideias semelhantes e simultâneas em duas pessoas, 164.

IDENTIDADE dos Espíritos evocados, 259 e seguintes, introdução, página 20.

IDIOTAS, 98.

IGUALDADE (lei de), 403 e seguintes, 466.

INDIVIDUALIDADE dos Espíritos, 43. — Idem: da alma após a morte, 102, 103, nota 15.

INDIVISIBILIDADE dos Espíritos, 48. — Idem: da alma, 92.

INFERNO, 495 e seguintes.

INFINITO, 7.

INFORTÚNIO; parte que os Espíritos têm em nossos infortúnios; eles podem desviá-los? 181 e seguintes. — Origem dos infortúnios terrenos, 459 e seguintes.

INIMIGOS (amar os seus), 445.

INIMIZADES após a morte, 118, 196.

INSPIRAÇÕES, 215, 250.

INSTINTO, 30 a 36. — Instinto do mal, 179. — Maus instintos; o homem é responsável por isso? 297. — São desenvolvidos pela sociedade, 389 e seguintes. — Instinto de conservação. (Veja. Conservação.)

INTELIGÊNCIA, 29 a 36. — Aliança da inteligência e do vício, 85.

INTERVENÇÃO dos Espíritos no mundo corporal, 172 e seguintes. (Veja Espíritos.)

INTUIÇÃO, 100, 169.

[INVOCAÇÃO dos mortos. (Veja Profanação.)]

ISOLAMENTO absoluto, 381 e seguintes.



J

JUSTIÇA (lei de), 442 e seguintes.



L

LEIS divinas ou naturais, 277 e seguintes. — Elas estão escritas na consciência, 280 e seguintes. — A alma antes de sua encarnação as conhecia, 296. — Ensinada pelo Cristo, 3301, 302. — Seu princípio fundamental, 305. — Divisão da lei natural, 305. — Lei de adoração, 306; — do trabalho, 320; — de reprodução, 328; — de conservação, 338; — de destruição, 357; — de sociedade, 380; — do progresso, 391; — de igualdade, 403; — de liberdade, 418; — de justiça, amor e caridade, 442.

LEIS humanas; seu caráter, sua instabilidade, 386 e seguintes, 416, 417.

LEMBRANÇA do passado, 99. — Idem, da existência corporal após a morte, 112, 146.

LIBERDADE (lei de), 418 e seguintes. — Liberdade de pensamento, 423 e seguintes. — Liberdade de consciência, 425 e seguintes.

LINGUAGEM dos animais, 33. — Idem: dos Espíritos, 52.

LIVRE-ARBÍTRIO, 145, 297, 432, 436 e seguintes, nota 15.

LOUCURA, 98, introdução, página 23.

LUCIDEZ sonambúlica, 167 e seguintes.

LUGARES propícios ou funestos, 186.



M

MAL (indução ao), 177, 178. — Instinto do mal, 179. — Mal absoluto ou relativo, 284 e seguintes.

MALDIÇÃO, 197.

MANIFESTAÇÕES dos Espíritos; primeiras manifestações, introdução, páginas 5, 7. — Idem, 200 e seguintes. — Idem, materiais, tangíveis, visíveis, ruídos, movimento de objetos, seu objetivo, 202, 237 e seguintes. (Veja Médiuns, Espíritos, Comunicações.)

MATÉRIA, 24 e seguintes.

MATERIALISMO, introdução, página 1. — Idem, 171.

MEDIUMS, 204 e seguintes. — Diferentes naturezas de médiuns, 208. — Médiuns motores, 209. — Idem, escreventes. 211. — Idem, falantes, 212. — Idem, videntes, 213. — Idem, sonâmbulos e extáticos, 214. — Idem, inspirados e impressionáveis, 215. — Influência do médium e do meio nas comunicações, 218 e seguintes, 222 e seguintes, 230, nota 17.

MEIO (influência do), 222 e seguintes.

[MEMÓRIA. Veja Lembrança.]

MESAS GIRANTES, introdução, página 4.

MENDICIDADE, 447.

MENSAGEIROS (Espíritos), 263.

METEMPSICOSE, 128 e seguintes.

MISÉRIA (prova da), 410, 411, 447.

MITOLOGIA, nota 3.

MORAL, 279 e seguintes.

MORTE, causa, definição, 27. — Respeito instintivo pelos mortos, 115. — Por que a morte atinge o homem desde a infância? 141. — Apreensão da morte, 472.

MORTE (pena de), 367 e seguintes.

MORTIFICAÇÕES ascéticas, 349.

MOVIMENTO [reflexivo]; natureza do primeiro movimento [reflexivo] da alma, 176, 194. — Movimento de objetos materiais sob a influência de um médium, sua causa, seu significado, 209, 210, 237.

MULHER; sua condição social, 413 e seguintes.

MUNDOS; sua formação, 12. — Pluralidade dos mundos, 17. — Constituição física dos mundos, 18. — Estado dos seres nos diferentes mundos, 132, 490, notas 3, 13. — Transformação de cada mundo, 135, 136.

MUNDO corpóreo, 23 e seguintes.

MUNDO espiritual, 38 e seguintes.

MUTILAÇÕES, 350.



N

NADA (horror do), 474.

NATURAL (lei), 277 e seguintes.

NATUREZA; natureza dual do homem, 84.

NATUREZA (estado de), 282. — É o mais feliz para o homem? 393 e seguintes.

NECESSÁRIO e supérfluo, 339, 340, 410, 465 e seguintes.

NECESSIDADES (limite das), 343.

NECTAR, nota 3.



O

 

OBJEÇÕES à Doutrina Espírita; introdução, página 13 e seguintes.

ORÁCULOS, 170, nota 3.

ORDENS (diferentes) de Espíritos, 55 e seguintes.

ORTOGRAFIA dos Espíritos, introdução, página 23.

 



P

PACTOS, 180.

PAIS. (Veja. Crianças, Similitudes.)

PAIXÕES (fonte das), 84. — Seu princípio é bom ou ruim? 453 e seguintes.

PANCADAS, 202 e seguintes.

PANTEÍSMO, introdução, página 2.

PARAÍSO, 494 e seguintes.

PASSADO (conhecimento do), 71, 99, 100.

PENA de morte, 367 e seguintes. — Idem, de talião, 370.

PENAS dos Espíritos, 74. — Penas e recompensas futuras, 474 e seguintes.

PENETRAÇÃO da matéria pelos Espíritos, 47. — Idem, do nosso pensamento, 172.

PENSAMENTO. (Veja Ideias.) — Pensamentos sugeridos, 172 e seguintes. — Liberdade de pensamento, 423.

PERICULOSIDADE. (Veja Loucura.)

PERDA dos que nos são caros, 468. — Perda de memória. (Veja Lembrança.)

PERISPÍRITO, 42, 136, 138.

PERFEIÇÃO moral do homem, 453 e seguintes.

PODER terreno; estado dos poderosos da Terra no mundo dos Espíritos; exaltação dos pequenos e rebaixamento dos grandes, 124.

POLIGAMIA, 337.

PONTO de honra, 366.

POSSESSÃO, 198, 199.

POPULAÇÃO; será exuberante na Terra? 329.

POVOS; carácter moral distinto de cada povo, 91. — Povos degenerados, 397, 398.

PRECE, 310 e seguintes, 498.

PRESENTE (conhecimento do), 70.

PRESSENTIMENTO, 193.

PRINCÍPIO das coisas, 12 e seguintes.

PRINCÍPIO vital, 24 e seguintes.

PRIVAÇÕES voluntárias, 348.

PRODUÇÕES da Terra; porque são insuficientes? 340.

PROFANAÇÃO; a invocação dos mortos é uma profanação? 468.

PROGRESSO (lei do), 391 e seguintes. — Raças rebeldes ao progresso, 402.

PROFETAS, 300 e seguintes.

PROPRIEDADE (direito de), 448 e seguintes.

PROVAS (escolha das), 145, 411, notas 5, 15.

PUNIÇÕES, 470. (Veja Penas.)

PURGATÓRIO, 497 e seguintes.

PUROS Espíritos, 55, 136.

 



Q

QUALIDADES morais e intelectuais; seu princípio, 83, 85.

QUEDA dos anjos, 61.

QUESTÕES. (Veja Comunicações.)



R

RAÇAS; diferenças físicas das raças humanas, 22. — Desaparecimento das raças, 330. — Aperfeiçoamento das raças, 333. — Raças rebeldes ao progresso, 402.

RAZÃO; porque é falível? 36.

RECLUSÃO. (Veja Isolamento.)

RECOMPENSAS, 474 e seguintes.

REENCARNAÇÃO, 125 e seguintes. (Veja Encarnação.)

REPOUSO, 325 e seguintes.

REPRODUÇÃO (lei de), 328 e seguintes.

RETORNO da vida corporal à vida espiritual, 101 e seguintes.

REVELAÇÃO sobre o princípio das coisas, 15. — Idem, das existências passadas, 148. — Idem, das leis divinas ou naturais, 298 e seguintes.

RIQUEZA, 324. — Desigualdade das riquezas, 408 e seguintes. — Provas de riqueza e miséria, 411.



S

 

SAÚDE (conselhos sobre a), 245, nota 10.

SEGREDOS (revelação dos), 275, nota 14.

SELVAGEM (o) é culpado aquele que se alimenta de carne humana? 287, 438.

SEMELHANÇA. (Veja Similitudes.)

SERAFINS, 55.

SERES orgânicos; sua formação e sua origem, 20, 21, nota 1. — Seres dos diferentes mundos, 132, nota 3.

SERVIUS-TULLIUS (chama de), 202.

SEXO nos Espíritos, 131.

SIBILAS, 170, nota 3.

SILÊNCIO, 385.

SILFOS, 66, nota 3.

SIMILITUDES físicas e morais entre pais e filhos, 88. — Idem: entre irmãos, 90. — Idem: entre indivíduos do mesmo povo, 91. — Idem: do homem às suas diferentes existências, 151, 152.

SIMPATIA; Espíritos simpáticos, 88, 90, 91, 164. — Idem, de nossos parentes e amigos do além-túmulo, 185.

SOBRENATURAIS (existem coisas), 203.

SOCIEDADE (lei de), 380 e seguintes.

SOFRIMENTO de Espíritos, 74, 75, 143, 479 e seguintes.

SOLIDARIEDADE, 456. (Veja Justiça.) — Solidariedade dos mundos, 405.

SOLIDÃO. (Veja Isolamento.)

SONAMBULISMO natural, 156 e seguintes, 214. — Idem: magnético, 166 e seguintes.

SONHOS, 155 e seguintes, nota 6.

SONO (estado da alma durante o sono), 154 e seguintes, 162.

SUICÍDIO, 351 e seguintes.

SUPÉRFLUO, 339, 340, 461.



T

TALIÃO (pena de), 370.

TELEGRAFIA humana, 276.

TERRA (a) não é o único globo habitado, 17. — Sempre foi habitado? Seus primeiros habitantes, 19 e seguintes. — Diferenças físicas de seus habitantes, 22.

TEORIAS (diferentes) para a explicação dos fenômenos espíritas, introdução, página 24.

TESOUROS ocultos, 248, 249.

TODO (o) universal, 103.

TRABALHO (lei do), 320 e seguintes.

TRANSMIGRAÇÃO, 125 e seguintes.

TÚMULOS. Os Espíritos vêm visitar seus túmulos? 114.



U

UBIQUIDADE dos Espíritos, 48.



V

VÍCIOS; sua fonte, 390, 455.

VIDA orgânica; definição, 27. — Vida futura (pressentimento da), 100, 475. — Vida corporal, cadinho ou depurador para os Espíritos, 129. — Vida eterna, 137. — Vida contemplativa, 315.

VISÃO (faculdade da) nos Espíritos, 49. — Segunda Vista, 157 e seguintes.

VISÕES, 170, 202.

WILLIS, nota 3.



FIM DO ÍNDICE

Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir