Bíblia do Caminho Antigo Testamento

Provérbios    † 

(Vulgatæ Editionis)

CAPÍTULO 8

(Versículos e sumário)

8 Porventura a sabedoria não está repetidas vezes clamando, e a prudência não faz ouvir a sua voz?

2 No mais alto e elevado das eminências, ao longo do caminho, no meio das veredas posta em pé,

3 Junto às portas da cidade, na mesma entrada, fala, dizendo:

4 A vós, ó homens, é que eu estou continuamente clamando, e aos filhos dos homens é que se dirige a minha voz.

5 Aprendei, ó pequeninos, a astúcia, e vós, insensatos, prestai-me atenção.

6 Ouvi, porque tenho de vos falar acerca de grandes coisas; e os meus lábios se abrirão para anunciarem o que é reto.

7 A minha garganta meditará a verdade, e os meus lábios detestarão ao ímpio.

8 Justas são todos os meus discursos, neles não há coisa má, nem depravada;

9 Retos são para os inteligentes, e de equidade para os que acham ciência.

10 Recebei as minhas instruções com maior gosto, do que se recebêsseis dinheiro; escolhei antes a doutrina que o ouro.

11 Porque melhor é a sabedoria que todas as riquezas de mais subido valor; e tudo quando é apetecível com ela se não pode comparar.

12 Eu, a sabedoria, habito no conselho, e me acho presente aos pensamentos judiciosos.

13 O temor do Senhor aborrece o mal; eu detesto a arrogância, e a soberba, e o caminho corrompido, e a boca de duas línguas.

14 Meu é o conselho, e a equidade, minha é a prudência, minha é a fortaleza.

15 Por mim reinam os reis, e por mim decretam os legisladores o que é justo.

16 Por mim imperam os príncipes, e os poderosos decretam a justiça.

17 Eu amo aos que me amam; e os que vigiam desde a manhã por me buscarem, achar-me-ão.

18 Comigo estão as riquezas, e a glória, a magnífica opulência, e a justiça.

19 Porque melhor é o meu fruto que o ouro, e que a pedra preciosa, e as minha, produções melhores que a prata escolhida;

20 Eu ando nos caminhos da justiça, no meio das veredas do juízo.

21 Para enriquecer aos que me amam, e para encher os seus tesouros.

22 O Senhor me possuiu no princípio de seus caminhos, desde o princípio antes que criasse coisa alguma.

23 Desde a eternidade fui constituída, e desde o princípio, antes da terra ser criada.

24 Ainda não havia os abismos, e eu estava já concebida; ainda as fontes das águas não tinham arrebentado;

25 Ainda se não tinham assentado os montes sobre a sua pesada massa; antes de haver outeiros, era eu dada à luz;

26 Ainda ele não tinha feito a terra, nem os rios, nem tinha firmado o mundo sobre os seus pólos.

27 Quando ele preparava os céus, eu me achava presente; quando com lei certa, e dentro do seu âmbito encerrava os abismos;

28 Quando firmava lá no alto a região etérea, e quando equilibrava as fontes das águas;

29 Quando circunscrevia ao mar o seu termo, e punha lei às águas para que não passassem os seus limites; quando sustentava pendentes os fundamentos da terra.

30 Estava eu com ele regulando todas as coisas; e cada dia me deleitava, brincando em todo o tempo diante dele;

31 Brincando na redondeza da terra; e achando as minhas delícias em estar com os filhos dos homens.

32 Agora pois, filhos, ouvi-me: Bem-aventurados os que guardam os meus caminhos.

33 Ouvi a instrução e sede sábios, e não queirais rejeitá-la.

34 Bem-aventurado o homem que me ouve e que vela todos os dias à entrada da minha casa, e que está feito espia às ombreiras da minha porta.

35 Aquele que me achar, achará a vida, e haverá do Senhor a salvação;

36 Aquele porém que pecar contra mim fará mal à sua alma. Todos os que me aborrecem, amam a morte.



Há imagens desse capítulo, visualizadas através do Google - Pesquisa de livros, nas seguintes bíblias: Padre Antonio Pereira de Figueiredo edição de 1828 | Padre João Ferreira A. d’Almeida, edição de 1850 | A bíblia em francês de Isaac-Louis Le Maistre de Sacy, da qual se serviu Allan Kardec na Codificação. Veja também: Hebrew - English Bible — JPS 1917 Edition; La Bible bilingue Hébreu - Français — “Bible du Rabbinat”, selon le texte original de 1899; Parallel Hebrew Old Testament by John Hurt.


.

Abrir