Antigo Testamento | Josué - Capítulo 8

Bíblia do Caminho Antigo Testamento

Josué    † 

(Vulgatæ Editionis)

CAPÍTULO 8

(Versículos e sumário)

8 E disse o Senhor a Josué: Não temas, nem te acovardes; leva contigo todos os combatentes, e levantando-te sobe à cidade de Hai. Eis-aí te entreguei eu na tua mão o seu rei, e o povo, e a cidade e a terra.

2 E farás à cidade de Hai, e ao seu rei, como fizeste a Jericó, e ao seu rei; mas repartireis entre vós a presa e todos os animais. Põe uma emboscada à cidade por detrás dela.

3 Levantou-se pois Josué, e com ele toda a gente de guerra, para marcharem contra Hai. E mandou de noite trinta mil homens escolhidos dos mais valentes,

4 E lhes ordenou, dizendo: Disponde uma emboscada por detrás da cidade; não vos alongueis muito: e estareis apercebidos todos;

5 Mas eu, e toda a gente, que está comigo, marcharemos pela parte oposta contra a cidade. E quando eles saírem contra nós, fugiremos, e dar-lhes-emos as costas, como primeiro fizemos;

6 Até que seguindo-nos se tenham posto longe da cidade; porque hão de cuidar que fugimos como a primeira vez.

7 Fugindo pois nós, e eles seguindo-nos, saireis vós da emboscada, e destruireis a cidade; e o Senhor vosso Deus vo-la entregará nas mãos.

8 E depois que a tiverdes tomado, ponde-lhe fogo, e fareis tudo assim, como eu o mandei.

9 Despediu-os, e eles foram para o lugar da emboscada, e se puseram entre Bethel e Hai, ao poente da cidade de Hai; e Josué ficou aquela noite no meio do povo,

10 E levantando-se de madrugada fez revista dos que o acompanhavam, e marchou com os anciãos na frente do exército, sustido dum corpo de bons soldados.

11 E tendo chegado e subido fronteiros à cidade, fizeram alto no lado setentrional da cidade, entre a qual e eles mediava um vale.

12 Mas Josué tinha escolhido cinco mil homens, e os tinha posto de emboscada entre Bethel e Hai, ao poente da mesma cidade.

13 E todo o mais resto do exército marchava em batalha para o setentrião, de sorte que os últimos daquela multidão alcançavam até o poente da cidade. Marchou pois Josué aquela noite, e ficou no meio do vale.

14 O que tendo visto o rei de Hai, saiu a grã pressa ao amanhecer com todo o exército, que havia na cidade e encaminhou as suas tropas para a banda do deserto, não sabendo que lhe ficava atrás uma emboscada.

15 Josué porém e todo o Israel se foram retirando, fingindo medo, e fugindo pelo caminho do deserto.

16 E os de Hai levantando, ao mesmo tempo, uma grande grita, e animando-se mutuamente, os foram perseguindo. E quando já estavam longe da cidade,

17 Sem que tivesse ficado nem sequer um em Hai e em Bethel, que não saísse em alcance de Israel; deixando as suas cidades abertas de onde tinham saído de tropel.

18 Disse o Senhor a Josué: Levanta contra a cidade de Hai o escudo, que tens na mão porque eu ta entregarei.

19 E tendo ele levantado o seu escudo contra a cidade, no mesmo ponto saíram os que estavam escondidos na emboscada; e encaminhando-se à cidade, a tomaram, e lhe puseram fogo.

20 Os da cidade porém, que perseguiram a Josué olhando para trás, e vendo o fumo da cidade que subia até o céu, não puderam já fugir nem para cá nem para lá; principalmente quando os que davam mostra de fugir, e que caminhavam para o deserto, atacaram com o maior esforço aos que os tinham perseguido.

21 E vendo Josué e todo o Israel que a cidade estava tomada, e que dela subia o fumo, voltando-se contra os de Hai os passou a cutelo.

22 Porque os que tinham tomado e queimado a cidade, saindo dela para se unir com os seus, começaram a dar nos inimigos que estavam no meio. E como fossem feridos por uma e por outra parte os adversários, de modo que nem sequer um se salvou de tão grande número,

23 Tomaram também vivo o rei da cidade de Hai, e o apresentaram a Josué.

24 Mortos pois todos aqueles, que tinham perseguido a Israel ao fugir para o deserto, e feito no mesmo lugar um destroço, voltaram os filhos de Israel e destruíram a cidade.

25 Os que morreram neste dia, homens e mulheres, foram doze mil, e todos da cidade de Hai.

26 E Josué não retirou a mão, que tinha levantada, tendo o escudo, até que foram mortos todos os habitadores de Hai.

27 Mas os animais e o despojo da cidade o repartiram entre si os filhos de Israel, como o Senhor tinha mandado a Josué.

28 O qual pôs fogo à cidade, e a reduziu para sempre a um montão de ruínas.

29 Fez também suspender dum patíbulo o rei de Hai até à tarde e ao pôr do sol. E mandou Josué, que descessem o seu cadáver da cruz; e eles o lançaram na mesma entrada da cidade, posto sobre ele um grande montão de pedras que ali permanece até o presente dia.

30 Então edificou Josué um altar ao Senhor Deus de Israel sobre o monte Hebal;

31 Conforme o que Moisés, servo do Senhor, tinha ordenado aos filhos de Israel, e está escrito no livro da lei de Moisés; o altar porém era de pedras toscas, nas quais não tocou ferro; e ofereceu sobre ele holocaustos ao Senhor, e imolou vítimas pacíficas.

32 Escreveu também Josué sobre as pedras o Deuteronômio da lei de Moisés, que ele tinha explicado diante dos filhos de Israel.

33 Todo o povo porém, e os anciãos, e os capitães, e os juízes estavam em pé a um e outro lado da arca, diante dos sacerdotes que levavam a arca do concerto do Senhor, como os estrangeiros assim também os naturais. A metade dele ao pé do monte Garizim, e a outra metade ao pé do monte Hebal, como o tinha mandado Moisés servo do Senhor. E primeiramente abençoou Josué o povo de Israel.

34 Depois disto leu todas as palavras da bênção e da maldição, e tudo o que estava escrito no livro da lei.

35 Não omitiu nada de quantas coisas Moisés tinha mandado, mas repetiu tudo diante de toda a multidão de Israel, às mulheres e aos meninos e aos estrangeiros, que moravam entre eles.



Há imagens desse capítulo, visualizadas através do Google - Pesquisa de livros, nas seguintes bíblias: Padre Antonio Pereira de Figueiredo edição de 1828 | Padre João Ferreira A. d’Almeida, edição de 1850 | A bíblia em francês de Isaac-Louis Le Maistre de Sacy, da qual se serviu Allan Kardec na Codificação. Veja também: A versão Corrigida e revisada, fiel de Almeida; A Hebrew - English Bible — JPS 1917 Edition; La Bible bilingue Hébreu - Français — “Bible du Rabbinat”, selon le texte original de 1899; Parallel Hebrew Old Testament by John Hurt


.

Abrir