Antigo Testamento | Jeremias - Capítulo 5

Bíblia do Caminho Antigo Testamento

Jeremias    † 

(Vulgatæ Editionis)

CAPÍTULO 5

(Versículos e sumário)

5 Dai volta às ruas de Jerusalém, e vede, e considerai, e andai procurando nas suas praças, a ver se achais um homem, que faça justiça, e busque a verdade; e eu lhe perdoarei a ela.

2 E se até disserem: Vive o Senhor! Ainda assim jurarão falso.

3 Senhor, os teus olhos olham para a fidelidade. Tu os feriste, e eles o não sentiram; moeste-os a golpes, e eles recusaram aceitar a correção; endureceram as suas faces mais que uma pedra, e não quiseram voltar.

4 Mas eu disse: Talvez são os pobres e insensatos os que ignoram o caminho do Senhor, o juízo do seu Deus.

5 Irei ter pois com os grandes, e falar-lhes-ei; porque estes conheceram o caminho do Senhor, o juízo do seu Deus. E eis aqui está que estes juntos quebraram mais o jugo, romperam as prisões.

6 Por isso o leão do bosque os feriu, o lobo de noite os destruiu, o leopardo andou vigilante sobre as suas cidades; todo aquele, que deles sair, será preso; porque se têm multiplicado as suas prevaricações, têm-se endurecido as suas apostasias.

7 Sobre que te poderei eu ser propício? teus filhos me abandonaram, e juram por aqueles que não são deuses. Fartei-os, e adulteraram, e satisfaziam a sua paixão em casa de meretriz.

8 Tornaram-se cavalos de lançamento, quando estão no maior ardor; cada um rinchava à mulher do seu próximo.

9 Pois não hei de castigar eu estas coisas? diz o Senhor, e numa gente como esta não se há de vingar a minha alma?

10 Escalai os seus muros e derribai-os, mas não a acabeis de todo. Extingui-lhes os troncos das suas famílias, porque não são do Senhor.

11 Porque tem com prevaricação prevaricado contra mim a casa de Israel, e a casa de Judá, diz o Senhor.

12 Negaram ao Senhor, e disseram: Não é ele; nem virá mal sobre nós. Não veremos a espada, nem a fome.

13 Os profetas falaram ao vento, e não lhes foi dada resposta; estas coisas pois lhes virão.

14 Isto diz o Senhor Deus dos exércitos: Porque haveis proferido esta palavra: eis aqui dou eu as minhas palavras na tua boca por fogo, e a este povo por lenha, e aquele os devorará.

15 eis aqui está que eu trarei sobre vós uma gente de longe, casa de Israel, diz o Senhor: Uma gente robusta, uma gente antiga, uma gente, cuja língua não saberás, nem entenderás o que ela fala.

16 A sua aljava será como um sepulcro aberto, todos eles geralmente serão fortes.

17 E ela comerá as tuas searas, e o teu pão devorará os teus filhós, e as tuas filhas; nutrir-se-á dos teus rebanhos, e das tuas vacadas; comerá as tuas vinhas e as tuas figueiras; e destruirá com o ferro as tuas cidades fortificadas, nas quais tu tens a confiança.

18 Com tudo isso, naqueles dias, diz o Senhor, não acabarei duma vez convosco.

19 E se disserdes: Por que nos fez o Senhor nosso Deus todas estas coisas? lhes dirás a eles: Assim como me haveis abandonado e haveis servido a um Deus estranho na vossa terra, assim servireis aos estrangeiros em terra não vossa.

20 Anunciai isto à casa de Jacob, e fazei-o ouvir em Judá, dizendo:

21 Ouve, povo insensato, que não tens coração; vós, que tendes olhos não vedes; e que tendes ouvidos, e não escutais.

22 Pois que, não me temereis a mim, diz o Senhor; e na minha presença não vos arrependereis? Eu que pus a areia por limite do mar, mandamento perdurável, que não acabará; e levantar-se-ão as suas ondas, e não prevalecerão; e empolar-se-ão e não passarão fora das suas balizas;

23 Mas a este povo se lhe tem feito o seu coração incrédulo e rebelde, eles se apartaram e apostataram.

24 E não disseram no seu coração: Temamos o Senhor nosso Deus, que nos dá a seus tempos a chuva do cedo e do tarde; conservando-nos a fértil abundância duma anual colheita.

25 As vossas iniquidades desviaram estas coisas; e os vossos pecados apartaram de vós o bem;

26 Porque no meu povo se acharam ímpios, que armavam ciladas, como os caçadores de aves, pondo laços e redes, para apanhar os homens.

27 Como gaiola cheia de aves, assim são as suas casas cheias de dolo; por isso se têm engrandecido e enriquecido.

28 Engordaram engrossaram; e transgrediram as minhas palavras perversissimamente. Não julgaram a causa da viúva, não encaminharam a causa do órfão, nem fizeram justiça aos pobres.

29 Acaso não punirei eu estes excessos? diz o Senhor, ou de uma gente como esta não se vingará a minha alma?

30 Coisas espantosas e estranhas se têm feito na terra;

31 Os profetas profetizavam a mentira, e os sacerdotes os aplaudiam com as suas mãos; e o meu povo amou essas coisas. Que castigo não virá pois sobre esta gente no seu último fim?



Há imagens desse capítulo, visualizadas através do Google - Pesquisa de livros, nas seguintes bíblias: Padre Antonio Pereira de Figueiredo edição de 1828 | Padre João Ferreira A. d’Almeida, edição de 1850 | A bíblia em francês de Isaac-Louis Le Maistre de Sacy, da qual se serviu Allan Kardec na Codificação. Veja também: A versão Corrigida e revisada, fiel de Almeida; A Hebrew - English Bible — JPS 1917 Edition; La Bible bilingue Hébreu - Français — “Bible du Rabbinat”, selon le texte original de 1899; Parallel Hebrew Old Testament by John Hurt


.

Abrir