Bíblia do Caminho Antigo Testamento

Deuteronômio    † 

(Vulgatæ Editionis)

CAPÍTULO 31

(Versículos e sumário)

31 Foi Moisés pois e declarou todas estas coisas a todo o Israel,

2 E lhes disse: Eu acho-me hoje com cento e vinte anos, não posso daqui em diante sair, nem entrar, principalmente tendo-me dito o Senhor: Tu não passarás este Jordão.

3 O Senhor teu Deus pois passará diante de ti; ele mesmo extinguirá à vista de teus olhos todas estas nações, e tu as possuirás; e este Josué passará adiante de ti, como o Senhor disse.

4 E o Senhor tratará a estes povos, como tratou a Sehon e a Og, reis dos Amorreus, e ao seu país, e os exterminará.

5 Quando ele pois vos tiver também entregado estes, vós vos havereis com eles da maneira que vos tenho mandado.

6 Portai-vos varonilmente, e tende ânimo; não temais, nem vos atemorizeis à vista deles; porque o mesmo Senhor teu Deus é o teu condutor, e não te deixará, nem te desamparará.

7 Chamou pois Moisés a Josué, e lhe disse diante de todo o Israel: Tem ânimo, e sê robusto; porque tu hás de introduzir este povo na terra, que o Senhor jurou a teus pais que lhes havia de dar, e tu lha repartirás por sorte.

8 E o Senhor que é o vosso condutor, ele mesmo será contigo; ele te não deixará, nem te desamparará. Não temas, nem te assustes.

9 Escreveu pois Moisés esta lei, e a entregou aos sacerdotes filhos de Levi, que levavam a arca do concerto do Senhor, e a todos os anciãos de Israel.

10 E lhes ordenou, dizendo: Passados sete anos, no ano da remissão, na solenidade dos tabernáculos,

11 Quando todos os filhos de Israel se ajuntarem para aparecer diante do Senhor teu Deus, no lugar que o Senhor tiver escolhido, lerás as palavras desta lei diante de todo o Israel, ouvindo-as eles,

12 E estando congregado todo o povo num mesmo lugar, assim homens, como mulheres, meninos, e estrangeiros, que vivem das tuas portas para dentro; para que ouvindo-a, a aprendam, e temam o Senhor vosso Deus, e guardem e cumpram todas as palavras desta lei;

13 E também seus filhos, que agora as ignoram; para que as possam ouvir, e temam o Senhor seu Deus todo o tempo que viverem na terra, que, passado o Jordão, ides a possuir.

14 Então disse o Senhor a Moisés: Olha que estão perto os dias da tua morte; chama a Josué, e apresentai-vos diante do tabernáculo do testemunho, para eu lhe dar as minhas ordens. Partiram pois Moisés e Josué, e se apresentaram diante do tabernáculo do testemunho;

15 E apareceu ali o Senhor na coluna de nuvem, a qual parou à entrada do tabernáculo.

16 E disse o Senhor a Moisés: Eis-aí vai tu a dormir com teus pais, e este povo, levantando-se, se prostituirá a deuses estranhos na terra, em que está para entrar e para habitar nela; ali me abandonará, e violará o concerto, que eu fiz com ele.

17 E o meu furor se acenderá naquele dia contra ele; e eu o deixarei, e esconderei dele o meu rosto, e ele será devorado; sobre ele virão todos os males e aflições, sobremaneira que dirá naquele dia: Em verdade, que por Deus não estar comigo, me vieram estes males.

18 Mas eu esconderei e ocultarei a minha face naquele dia, por causa de todos os males que ele fez, por ter seguido a deuses estranhos.

19 Agora pois escrevi para vós este cântico, e ensinai-o aos filhos de Israel; para que eles o saibam de cor, e o cantem, e para que este cântico me sirva de testemunho entre os filhos de Israel.

20 Porque eu o introduzirei na terra, que prometi com juramento a seus pais, que mana leite e mel. E depois que tiverem comido, e se tiverem fartado, e engordado, eles se converterão para deuses alheios, e os servirão; e falarão contra mim, e violarão o meu pacto.

21 Depois que tiverem caído sobre eles muitos males e aflições, falará em testemunho contra ele este cântico, o qual, andando na boca de seus filhos, nunca jamais se apagará por esquecimento. Porque eu conheço os seus pensamentos, e o que ele há de fazer hoje, antes que eu o introduza na terra, que lhes prometi.

22 Escreveu Moisés pois o cântico, e o ensinou aos filhos de Israel.

23 E ordenou o Senhor a Josué filho de Nun, e lhe disse: Tem ânimo, e sê robusto; porque tu introduzirás os filhos de Israel na terra, que eu lhes prometi, e eu serei contigo.

24 Logo pois que Moisés acabou de escrever num livro as palavras desta lei;

25 mandou aos levitas, que levavam a arca do concerto do Senhor, dizendo:

26 Tomai este livro, e ponde-o ao lado da arca do concerto do Senhor vosso Deus, para aí servir de testemunho contra ti.

27 Porque eu sei a tua porfia, e a dureza grande da tua cerviz. Ainda vivendo eu, e andando convosco, vos portastes vós sempre teimoso contra o Senhor; quanto mais depois que eu morrer?

28 Fazei que venham perante mim todos os anciãos das vossas tribos, e doutores e eu pronunciarei diante deles estas palavras, e invocarei contra eles o céu e a terra.

29 Porque sei que depois da minha morte vós procedereis iniquamente, e que depressa vos arredareis do caminho, que eu vos prescrevi; e sobrevir-vos-ão calamidades nos últimos tempos, quando fizerdes o mal diante do Senhor, irritando-o com as obras das vossas mãos.

30 Pronunciou Moisés pois as palavras deste cântico, e o recitou até o fim, ouvindo-o todo o ajuntamento de Israel.



Há imagens desse capítulo, visualizadas através do Google - Pesquisa de livros, nas seguintes bíblias: Padre Antonio Pereira de Figueiredo edição de 1828 | Padre João Ferreira A. d’Almeida, edição de 1850 | A bíblia em francês de Isaac-Louis Le Maistre de Sacy, da qual se serviu Allan Kardec na Codificação. Veja também: A versão Corrigida e revisada, fiel de Almeida; A Hebrew - English Bible — JPS 1917 Edition; La Bible bilingue Hébreu - Français — “Bible du Rabbinat”, selon le texte original de 1899; Parallel Hebrew Old Testament by John Hurt


.

Abrir