Bíblia do Caminho Testamento Redentor

Epístola de S. Paulo aos Romanos  † 

(Vulgatæ Editionis)

CAPÍTULO 15  † 

(Versículos e sumário)

15 Portanto, nós que estamos firmes, devemos suportar as fragilidades dos mais débeis, em detrimento de nossos prazeres.

2 Cada um de vós procure agradar ao seu próximo no que é bom, para edificação.

3 Porque o Cristo não buscou seu próprio prazer, antes como está escrito: Os impropérios dos que te ultrajavam, caíram sobre mim. ( † )

4 Porque tudo quanto está escrito, para nosso ensino está escrito, a fim de que pela paciência e consolação das Escrituras tenhamos esperança.

5 Mas que Deus vos dê paciência e consolação, suportando-vos uns aos outros, segundo o espírito de Jesus Cristo;

6 Para que unânimes, à uma voz, glorifiqueis a Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo;

7 Portanto, amparai-vos uns aos outros, como o Cristo vos amparou para a glória de Deus.

8 Digo pois, que Jesus Cristo foi ministro dos da circuncisão, para confirmar a veracidade das promessas que Deus fez a nossos pais;

9 Os gentios devem glorificar a Deus pela misericórdia de que usou com eles, como está escrito: Por isso eu te confessarei, Senhor, entre os gentios, e entoarei cânticos de louvor ao teu nome. (2 Sam) ( † )

10 E outra vez diz: Alegrai-vos, ó gentios, com o seu povo. ( † )

11 E noutro lugar: Louvai ao Senhor, todos os gentios, e engrandecei-o, todos os povos. ( † )

12 E Isaías também diz: Sairá a raiz de Jessé, e naquele que se levantar para reger os gentios, esperarão as nações. ( † )

13 Assim, que Deus de esperança vos replete a todos de júbilo e de paz na vossa crença, para que abundeis na esperança e na virtude do Espírito Santo.

14 Eu mesmo estou certo, irmãos meus, a vosso respeito, de que vós mesmos estais ricos de amor e com pleno conhecimento, para que também possais admoestar-vos uns aos outros.

15 Não obstante, irmãos, ter-vos escrito às vezes audaciosamente, como trazendo-vos isto à memória; por causa da graça que a mim me foi dada por Deus,

16 A fim de que eu seja o ministro de Jesus Cristo entre os gentios; santificando o Evangelho de Deus, para que seja aceita a oblação dos gentios, e santificada pelo Espírito Santo.

17 Tenho pois glória em Jesus Cristo para com Deus.

18 Porque não ouso falar de coisa alguma que o Cristo fez por mim em obediência aos gentios, senão por palavras e atos,

19 Por eficácia de sinais e de prodígios, em virtude do Espírito Santo; de maneira que desde Jerusalém e adjacências, até o Ilírico  †  tenho enchido tudo do Evangelho do Cristo.

20 E assim tenho anunciado este Evangelho, não onde já se havia feito menção do Cristo, por não edificar sobre fundamento de outro, mas como está escrito:

21 Aqueles a quem não foi anunciado, o verão; e os que não ouviram, entenderão. ( † )

22 Pelo que tenho sido impedido muitas vezes de ir ter convosco, e até agora foi-me proibido fazê-lo.

23 Mas agora não tendo já motivo para demorar-me mais nestas terras, ambiciono há muitos anos ir ter convosco;

24 Quando me puser a caminho para Espanha, espero ver-vos de passagem, sendo para lá encaminhado por vós, depois de haver desfrutado primeiro algum tanto da vossa companhia.

25 Mas agora estou de partida para Jerusalém em serviço dos santos,

26 Porque a Macedônia e a Acaia houveram por bem fazer uma coleta para os pobres dentre os santos, que estão em Jerusalém;

27 Assim aprouve-lhes; e disso lhes são devedores. Porque se os gentios têm sido partícipes dos seus bens espirituais, devem também eles assistir-lhes com os temporais.

28 Quando, pois, eu houver cumprido isto, e lhes tiver feito a entrega deste fruto, passando por vós, irei à Espanha.

29 E sei que quando for ter convosco, chegarei com abundância de bençãos do Evangelho do Cristo.

30 Rogo-vos pois, irmãos, por nosso Senhor Jesus Cristo e pelo amor do Espírito Santo, que me ajudeis com as vossas orações por mim a Deus.

31 Para que eu seja livre dos infiéis que há na Judeia, e seja grata aos santos de Jerusalém a oferenda do meu serviço.

32 Para que, pela vontade de Deus, eu chegue até vós com alegria e me seja um refrigério estar convosco.

33 Enfim, o Deus de paz seja com todos vós. Amém.



Há imagens desse capítulo, visualizadas através do Google - Pesquisa de livros, nas seguintes bíblias: Padre Antonio Pereira de Figueiredo edição de 1828 | Padre João Ferreira A. d’Almeida, edição de 1850 | A bíblia em francês de Isaac-Louis Le Maistre de Sacy, da qual se serviu Allan Kardec na Codificação. Veja também: A versão Corrigida e revisada, fiel de Almeida; Novum Testamentum Graece 28th revised edition, edited by Barbara Aland and others; Parallel Greek New Testament by John Hurt


.

Abrir