Bíblia do Caminho Testamento Redentor

Epístola de S. Paulo aos Romanos  † 

(Vulgatæ Editionis)

CAPÍTULO 11  † 

(Versículos e sumário)

11 Digo pois agora: Deus acaso rejeitou o seu povo? Não por certo. Porque também eu sou israelita, do sangue de Abraão da tribo de Benjamim.

2 Deus não rejeitou o seu povo que ele, na sua presciência, conheceu. Porventura não sabeis o que diz a Escritura a respeito de Elias quando ele interpela Deus contra Israel?

3 Senhor, mataram os teus profetas, derribaram os teus altares; só eu fiquei e eles procuram tirar-me a vida. ( † )

4 Mas que lhe disse a resposta divina? Eu reservei para mim sete mil homens, que não dobraram os joelhos diante de Baal. ( † )

5 Assim pois, no presente, sobrou um pequeno número, que ele reservou para si segundo a eleição da sua graça.

6 Mas se foi pela graça, então não foi pelas obras [da lei]; do contrário, a graça não terá sido graça.

7 Como então? Israel, portanto, não conseguiu o que buscava, mas os escolhidos o conseguiram, e que os demais certamente tornaram-se cegos;

8 Assim como está escrito: Deus lhes deu um espírito de compunção; olhos para que não vejam, e ouvidos para que não ouçam até o presente dia. ( † )

9 E David diz: A mesa deles se lhes converta em laço, em prisão e em escândalo, como recompensa deles.

10 Escurecidos sejam os olhos deles para que não vejam; e se encurvem para sempre o seu dorso. ( † )

11 Digo pois: Acaso tropeçaram para que caíssem? Não, por certo. Mas pelo delito deles, veio a salvação aos gentios, para emulá-los.

12 Porque se o delito deles são as riquezas do mundo e sua diminuição as riquezas dos gentios, quanto mais não será sua plenitude?

13 Porque vos digo gentios: Em verdade, enquanto eu for apóstolo das gentes, honrarei o meu ministério.

14 E, de algum modo, incitar à emulação aos da minha raça, fazendo que alguns deles se salvem.

15 Porque se a perda deles é a reconciliação do mundo, como retomá-lo-ão, senão pela vida dentre os mortos?

16 Se porém as primícias são santas, também o é a massa; e se é santa a raiz, também o são os ramos.

17 E se alguns dos ramos foram quebrados, e tu, sendo azambujeiro, n foste enxertado neles, partilhando assim da raiz e da seiva da oliveira,

18 Não te vanglories contra os ramos. Porque se te vangloriares, saibas que não és tu que sustentas a raiz, mas a raiz a ti.

19 Dirás, porém: Os ramos foram quebrados para que eu fosse enxertado.

20 Bem; por sua incredulidade foram quebrados. Mas tu pela fé estás firme, pois não te ensoberbeças por isso, mas teme.

21 Porque se Deus não perdoou aos ramos naturais, deves temer que ele não te perdoe a ti.

22 Considera pois a bondade, e a severidade de Deus: A severidade por certo para com aqueles que caíram; e a bondade de Deus para contigo, se permaneceres na bondade; doutra maneira serás também cortado.

23 E ainda eles, se permanecerem na incredulidade serão enxertados, pois Deus é poderoso para enxertá-los novamente.

24 Porque se foste cortado do natural azambujeiro, n e contra a tua natureza foste enxertado em boa oliveira; quanto mais aqueles que são naturais, serão enxertados na sua própria oliveira?

25 Mas não quero, irmãos, que ignoreis este mistério (para não vos presumirdes a si próprios sábios), que a cegueira sobreveio em parte a Israel, até que a plenitude dos gentios haja entrado.

26 E assim todo Israel se salvasse, como está escrito: Virá de Sião um redentor, que afaste a impiedade de Jacob.

27 E esta será com ele a minha aliança, quando eu tirar os seus pecados. ( † )

28 É verdade que quanto ao Evangelho, eles são inimigos da vossa causa; mas quanto à eleição, eles são mui queridos em consideração a seus pais.

29 São, com efeito, sem penitência os dons e a vocação de Deus.

30 Porque assim como vós também outrora não crestes em Deus, mas agora haveis alcançado misericórdia pela incredulidade deles,

31 Assim também estes agora não creram na vossa misericórdia, para que eles alcancem também misericórdia.

32 Porque Deus a todos encerrou na incredulidade, para usar com todos de misericórdia.

33 Ó profundidade das riquezas da sabedoria e da ciência de Deus; quão incompreensíveis são os seus juízos, e quão inescrutáveis os seus caminhos!

34 Porque quem conheceu a mente do Senhor? Ou quem foi o seu conselheiro? ( † )

35 Ou quem primeiro lhe deu algo, para ser recompensado?

36 Porque dele e por ele e nele existem todas as coisas! A ele seja dada glória por todos os séculos. Amém.



Azambujeiro. Azambuja: Determinada espécie de oliveira, oliveira brava.


Há imagens desse capítulo, visualizadas através do Google - Pesquisa de livros, nas seguintes bíblias: Padre Antonio Pereira de Figueiredo edição de 1828 | Padre João Ferreira A. d’Almeida, edição de 1850 | A bíblia em francês de Isaac-Louis Le Maistre de Sacy, da qual se serviu Allan Kardec na Codificação. Veja também: A versão Corrigida e revisada, fiel de Almeida; Novum Testamentum Graece 28th revised edition, edited by Barbara Aland and others; Parallel Greek New Testament by John Hurt


.

Abrir