Bíblia do CaminhoTestamento Redentor

Índice Página inicial Próximo Capítulo

O Evangelho segundo S. Lucas  Ee

(Vulgatæ Editionis)

CAPÍTULO 20

(Versículos e sumário)

Da autoridade de Jesus. Do batismo de João

Mt = Mc

20 Aconteceu um daqueles dias que estando Jesus no Templo ensinando ao povo e anunciando o Evangelho, se ajuntaram os príncipes dos sacerdotes e os escribas com os anciãos.

2 E falaram-lhe nestes termos: Dize-nos, com que autoridade fazes estas coisas? ou: Quem é que te deu este poder?

3 Jesus lhes respondendo: Também eu vos farei uma pergunta. Respondei-me:

4 O batismo de João era do Céu ou era dos homens?

5 Mas eles discorriam entre si, dizendo. Se dissermos que era do Céu, dirá: Por que razão não crestes nele?

6 E se dissermos que era dos homens, todo o povo nos apedrejará: porque eles têm por certo que João era um profeta.

7 Responderam que não sabiam donde era.

8 Disse-lhes então Jesus: Pois nem eu vos direi com que autoridade faço estas coisas.


Parábola dos vinhateiros homicidas Ee

Mt = Mc

9 Começou a dizer ao povo esta parábola: Um homem plantou uma vinha, arrendou-a a uns colonos e ausentou-se por muito tempo.

10 Oportunamente enviou um dos seus servos aos colonos, para que lhe dessem do fruto da vinha. Eles, depois de o ferirem, recambiaram-no sem coisa alguma.

11 Tornou a enviar outro servo. Mas eles, ferindo também a este e, carregando-o de afrontas, o despediram vazio.

12 Tornou a enviar ainda um terceiro; eles, ferindo também a este, expulsaram-no.

13 Disse então o senhor da vinha: Que hei de fazer? Mandarei meu filho amado; sem dúvida que quando o virem respeitá-lo-ão.

14 Quando os colonos o viram, discorreram entre si, dizendo: Este é o herdeiro, matemo-lo, para fazer nossa a herança.

15 E lançando-o fora da vinha, o mataram. Que lhes fará, pois, o senhor da vinha?

16 Virá, exterminará aqueles colonos e dará a vinha a outros. O que ouvindo eles, lhe disseram: Deus tal não permita.

17 Ele, olhando para eles, disse: Pois que quer dizer o que está escrito: A pedra, que desprezaram os edificadores, esta veio a ser a principal do ângulo? (Sl)

18 Todo aquele que cair sobre esta pedra se despedaçará; e sobre quem ela cair será esmagado.


Do tributo a César Ee

Mt = Mc

19 Os príncipes dos sacerdotes e os escribas desejavam naquela hora lançarem as mãos nele para o prenderem, mas temeram ao povo; e isto porque entenderam que contra eles havia proposto esta parábola.

20 Para observá-lo, mandaram espias que se disfarçassem em homens de bem, para o apanharem no que dizia, a fim de o entregarem à jurisdição e poder do governador.

21 Estes lhe perguntaram: Mestre, sabemos que falas e ensinas corretamente; e que não fazes acepção de pessoas, mas que em verdade ensinas o caminho de Deus.

22 É-nos lícito dar o tributo a César ou não?

23 Entendendo, porém, a astúcia deles, lhes disse: Por que me tentais?

24 Mostrai-me um denário. De quem tem a imagem e inscrição? Responderam eles: De César.

25 Então lhes disse o Senhor: Restitui pois a César o que é de César, e a Deus o que é de Deus.

26 E não puderam repreender as suas palavras diante do povo; antes, admirados da sua resposta, se calaram.


Os saduceus e a ressurreição Ee

Mt = Mc

27 Chegaram depois alguns dos saduceus, que dizem não haver ressurreição, e lhe fizeram esta pergunta:

28 Mestre, Moisés nos deixou escrito: Se morrer o irmão de alguém, tendo mulher, e este não deixar filhos, que se case com ela o irmão dele e dê sucessão a seu irmão. (Dt)

29 Havia pois sete irmãos; o primeiro dos quais casou e morreu sem filhos.

30 Casou também o segundo com a viúva e morreu sem filho.

31 Casou depois com ela o terceiro. E assim sucessivamente todos os sete, os quais também morreram sem deixar sucessão.

32 Morreu enfim também a mulher depois de todos eles.

33 Quando houver a ressurreição, de qual deles será ela mulher? Pois que o foi de todos os sete.

34 E Jesus lhes disse: Os filhos deste século unem-se contraindo núpcias;

35 Mas os que forem julgados dignos daquele século, e da ressurreição dos mortos, nem se casam, nem levam esposas;

36 Porque não poderão jamais morrer; porquanto são iguais aos anjos, e são filhos de Deus; visto serem filhos da ressurreição.

37 E que os mortos hajam de ressuscitar, o mostrou também Moisés ao pé da sarça, quando chamou ao Senhor o Deus de Abraão, o Deus de Isaac e o Deus de Jacob(Ex)

38 Ora, Deus não o é de mortos, mas de vivos; porque para ele todos estão vivos.

39 Respondendo alguns dos escribas, lhe disseram: Mestre, disseste bem.

40 E dali em diante não se atreveram mais a fazer-lhe pergunta alguma.


O Messias: Senhor de David

Mt = Mc

41 Mas Jesus lhes disse: Como dizem que o Cristo é filho de David?

42 Porque David mesmo no livro dos Salmos diz: Disse o Senhor ao meu Senhor: Senta-te à minha mão direita,

43 Até que eu ponha os teus inimigos por escabelo de teus pés(Sl)

44 Logo David lhe chama Senhor; como pois é ele seu filho?


Jesus censura os escribas Ee

Mt = Mc

45 Estando porém ouvindo-o todo o povo, disse Jesus a seus discípulos:

46 Guardai-vos dos escribas, que querem andar com roupas talares e gostam de ser saudados nas praças, das primeiras cadeiras nas sinagogas e dos primeiros lugares nos banquetes;

47 Que devoram as casas das viúvas, fingindo longas orações. Estes tais receberão maior condenação.



Há imagens desse capítulo, visualizadas através do Google - Pesquisa de livros, nas seguintes bíblias: Padre Antonio Pereira de Figueiredo edição de 1828 | Padre João Ferreira A. d’Almeida, edição de 1850 | A bíblia em francês de Isaac-Louis Le Maistre de Sacy, da qual se serviu Allan Kardec na Codificação.

Veja também as seguintes versões: Corrigida e revisada, fiel de Almeida; Novum Testamentum Graece 28th revised edition. Edited by Barbara Aland and others; Parallel Greek New Testament by John Hurt


.

Abrir