Bíblia do Caminho Testamento Redentor

Epístola de S. Paulo aos Hebreus  † 

(Vulgatæ Editionis)

CAPÍTULO 12  † 

(Versículos e sumário)

12 E por isso, tendo também posta sobre nós uma tão grande nuvem de testemunhas, deixando todo o peso que nos detém e o pecado que nos cerca, corramos pela paciência ao combate que nos está proposto.

2 Pondo os olhos no autor e consumador da fé, Jesus, o qual, havendo-lhe sido proposto gozo, sofreu a cruz, desprezando a ignomínia, e está assentado à direita do trono de Deus.

3 Considerai, pois, atentamente aquele que sofreu tal contradição dos pecadores contra a sua pessoa, para que não vos fatigueis, desfalecendo em vossos ânimos.

4 Pois ainda não tendes resistido até derramar o sangue, combatendo contra o pecado;

5 E estais esquecidos daquela consolação que vos fala como a filhos, dizendo: Filho meu, não desprezes a correção do Senhor, nem te desanimes quando por ele és repreendido.

6 Porque o Senhor castiga ao que ama, ( † ) e açoita a todo o que recebe por filho.

7 Perseverai firmes na correção. Deus se vos oferece como a filhos; porque qual é o filho a quem não corrige seu pai?

8 Mas se estais fora da correção, do qual todos têm sido feitos participantes, logo sois bastardos e não filhos legítimos.

9 Depois disto, se na verdade tivemos a nossos pais carnais, que nos corrigiam e os olhávamos com respeito, como não obedeceremos muito mais ao Pai dos Espíritos, e viveremos?

10 E aqueles na verdade em tempo de poucos dias nos corrigiam, segundo a sua vontade; mas este castiga-nos, atendendo ao que nos é proveitoso, para receber a sua santificação.

11 Ora toda a correção ao presente na verdade não parece ser de gozo, senão de tristeza, mas ao depois dará um fruto mui saboroso de justiça, aos que por ela têm sido exercitados.

12 Pelo que levantai essas vossas mãos remissas, e esses vossos joelhes enfraquecidos( † )

13 E dai passos direitos com os vossos pés, para que o que claudica não se desvie, antes porém seja sanado.

14 Segui a paz com todos, e a santidade, sem a qual ninguém verá a Deus;

15 Atendendo a que nenhum falte à graça de Deus, a que nenhuma raiz de amargura, brotando para cima, vos impeça, e por ela sejam muitos contaminados.

16 Que não haja algum sensual, ou profano, como Esaú; o qual por um manjar vendeu a sua primogenitura. ( † )

17 Sabei porém que desejando ele ainda depois herdar a benção, foi rejeitado, porque não achou lugar de arrependimento, ainda que o solicitou com lágrimas( † )

18 Porque não vos haveis inda chegado ao monte palpável, e ao fogo incendido, e ao turbilhão, e à obscuridade, e à tempestade, ( † )

19 E ao som da trombeta, e à voz das palavras, que os que a ouviram, suplicaram que não se lhes falasse mais( † )

20 Porque não podiam sofrer o que se intimava: Se até um animal tocar o monte, será apedrejado. ( † )

21 E assim era terrível o que se via. Moisés chegou a dizer: Eu estou todo espavorido, e todo tremendo. ( † )

22 Mas vós chegastes ao monte de Sião, e à cidade do Deus vivo, à Jerusalém celestial, e ao congresso de muitos milhares de anjos,

23 E à Igreja dos primogênitos, que estão escritos nos Céus, e a Deus, que é o juiz de todos, e aos Espíritos dos justos consumados,

24 E a Jesus mediador do novo testamento, e à aspersão do sangue, que fala melhor do que o de Abel( † )

25 Olhai não desprezeis ao que fala. Porque se não escaparam aqueles que desprezavam ao que lhes falava sobre a terra, muito menos nós outros, se desprezamos ao que nos fala do Céu;

26 Cuja voz moveu então a terra; mas agora faz uma promessa, dizendo: Ainda uma vez, e eu moverei, não só a terra, mas também o céu. ( † )

27 Ora isto que diz: Ainda uma vez; declara a mudança das coisas movíveis, como coisas feitas, para que permaneçam aquelas que são imóveis.

28 Assim que recebendo nós um reino imovível, temos graça; pela qual agradando a Deus, sirvamos com temor e reverência.

29 Porque o nosso Deus é um fogo consumidor( † )



Há imagens desse capítulo, visualizadas através do Google - Pesquisa de livros, nas seguintes bíblias: Padre Antonio Pereira de Figueiredo edição de 1828 | Padre João Ferreira A. d’Almeida, edição de 1850 | A bíblia em francês de Isaac-Louis Le Maistre de Sacy, da qual se serviu Allan Kardec na Codificação. Veja também: A versão Corrigida e revisada, fiel de Almeida; Novum Testamentum Graece 28th revised edition, edited by Barbara Aland and others; Parallel Greek New Testament by John Hurt


.

Abrir