Bíblia do CaminhoTestamento Redentor

Índice Página inicial Próximo Capítulo

Atos dos Apóstolos  Ee

(Vulgatæ Editionis)

CAPÍTULO 17  Ee

(Versículos e sumário)

17 Tendo passado por Anfípolis e Apolônia, chegaram a Tessalônica, onde havia uma sinagoga de judeus.

2 Como de costume Paulo entrou, e por três sábados disputou com eles sobre as Escrituras.

3 Declarando e mostrando que havia sido necessário que o Cristo padecesse e ressurgisse dos mortos; e este, dizia, é o Jesus Cristo que eu vos anuncio.

4 Alguns deles creram e se agregaram a Paulo e a Silas, como também uma grande multidão de prosélitos e de gentios, e não poucas mulheres proeminentes.

5 Porém judeus zelozos acumpliciaram alguns homens maus da escória do vulgo, e com esta gente junta amotinaram a cidade; e, bloqueando a casa de Jason, procuravam apresentá-los ao povo.

6 E como não os tivessem achado, trouxeram à força Jason e alguns irmãos à presença dos magistrados, bradando: Estes são os que, vindo a ela, amotinam a cidade.

7 Aos quais recolheu Jason, e eles todos são rebeldes aos decretos de César, sustentando que há um outro rei, que é Jesus.

8 E alvoroçaram ao povo e aos principais da cidade ao ouvirem estas coisas.

9 Mas depois que Jason e os outros pagaram fiança, os deixaram ir.

10 E os irmãos, logo que chegou a noite, enviaram a Paulo e a Silas a Bereia. Os quais tendo já chegado, entraram na sinagoga dos judeus.

11 Estes pois eram mais generosos do que aqueles que se acham em Tessalônica, os quais receberam a palavra com ansioso desejo, indagando todos os dias nas Escrituras, se estas coisas eram assim.

12 De sorte que foram muitos dentre eles os que creram, e dos gentios muitas mulheres nobres, e não poucos homens.

13 Os judeus de Tessalônica porém, quando souberam que também em Bereia tinha sido pregada por Paulo a palavra de Deus, foram também pra lá conturbar e sublevar o povo.

14 Então imediatamente os irmãos pediram a Paulo que se retirasse e fosse para o mar, porém Silas e Timóteo ficaram ali.

15 E os que acompanhavam Paulo, o levaram até Atenas, e tendo recebido dele ordem para dizerem a Silas e a Timóteo que viessem a ele prontamente, partiram logo.

16 Enquanto Paulo os esperava em Atenas, o seu Espírito se indignava vendo a cidade toda entregue à idolatria.

17 Disputava, portanto, na sinagoga com os judeus e prosélitos, e na praça todos os dias com aqueles que se achavam presentes.

18 E alguns filósofos epicureus e estoicos disputavam com ele, e uns diziam: Que quer dizer esse paroleiro? E outros: Parece que é pregador de novos deuses, porque lhes anunciava a Jesus, e a ressurreição.

19 Tendo-o conduzido ao Areópago, disseram: Podemos saber que nova doutrina é essa que pregas?

20 Trazes algumas novidades aos nossos ouvidos. Queremos pois saber que vem a ser isto.

21 (E todos os atenienses e os forasteiros ali assistentes, não se ocupavam noutra coisa senão em dizer ou em ouvir alguma coisa de novo.)

22 Paulo então, ficando em pé no meio do Areópago, disse: Varões atenienses, em tudo e por tudo vos vejo um pouco excessivos no culto da vossa religião.

23 Perambulando pois, e vendo vossos simulacros, achei também um altar, em que se achava escrito: AO DEUS DESCONHECIDO. Pois aquele Deus que vós adorais sem o conhecer, esse é de fato o que eu vos anuncio.

24 Deus, que fez o mundo, e tudo o que nele há, sendo ele o Senhor do Céu e da terra, não habita em templos feitos pelos homens;

25 Nem é servido por mãos de homens, como se necessitasse de alguma criatura, quando ele mesmo é o que dá a todos a vida, a respiração e todas as coisas!

26 E de um só fez todo o gênero humano, para que habitasse sobre toda a face da terra, assinando a ordem dos tempos, e os limites da sua habitação;

27 Para que buscassem a Deus, se porventura o pudessem tocar, ou achar, ainda que não esteja longe de cada um de nós.

28 Porque nele mesmo vivemos, nos movemos e existimos, como disseram alguns de vossos poetas. Porque dele também somos linhagem.

29 Sendo nós pois linhagem de Deus, não devemos pensar que a divindade é semelhante ao ouro ou à prata, ou à pedra lavrada por arte e indústria de homem.

30 E Deus, dissimulando por certo os tempos desta ignorância, anuncia agora aos homens que todos em todo o lugar façam penitência,

31 Pois ele tem determinado um dia em que há de julgar o mundo, conforme a justiça, por aquele varão que destinou para juiz, do que dá certeza a todos, ressuscitando-o dentre os mortos.

32 E quando ouviram a ressurreição dos mortos, uns na verdade faziam zombaria, e outros disseram: Outra vez te ouviremos sobre este assunto.

33 Assim saiu Paulo do meio deles.

34 Todavia alguns varões agregando-se a ele abraçaram a fé, entre os quais Dionísio areopagita, uma mulher por nome Damaris, e outros mais.



Há imagens desse capítulo, visualizadas através do Google - Pesquisa de livros, nas seguintes bíblias: Padre Antonio Pereira de Figueiredo edição de 1828 | Padre João Ferreira A. d’Almeida, edição de 1850 | A bíblia em francês de Isaac-Louis Le Maistre de Sacy, da qual se serviu Allan Kardec na Codificação.

Veja também as seguintes versões: Corrigida e revisada, fiel de Almeida; Novum Testamentum Graece 28th revised edition. Edited by Barbara Aland and others; Parallel Greek New Testament by John Hurt


.

Abrir